Fiocruz entrega 1 milhão de doses da vacina Covid-19 até o final da semana

Com a suspensão da AstraZeneca, a Fiocruz se posicionou: "não há evidência de que o imunizante tenha elevado o risco de efeitos colaterais"

0
vacina
A produção de vacinas pela Fiocruz foi anunciada (Foto: Fiocruz)

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), entregará até o final desta semana as primeiras vacinas produzidas pela instituição. A primeira leva, de 500 mil doses, será nesta quarta-feira (17/3) e a segunda no dia 19 de março, na próxima sexta-feira.

Segundo a Fiocruz, serão entregues ao todo mais de um milhão de doses ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). Além disso, com o registro definitivo, concedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Fiocruz passou a ser a detentora do primeiro registro de uma vacina Covid-19 produzida no país.

Em março, serão entregues o total de 3,8 milhões de vacinas e a Fiocruz já iniciou o escalonamento gradual da produção. Na última semana, uma segunda linha de produção entrou em operação, permitindo o aumento da capacidade produtiva de Bio-Manguinhos/Fiocruz.

Nesse sentido, a expectativa da Fundação é chegar até o final do mês de março com uma produção de aproximadamente um milhão de doses por dia.

No dia 8 de março, a Fiocruz anunciou o início da produção em larga escala da vacina Covid-19. Inclusive, na mesma semana (12/3), a Fundação recebeu o primeiro registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para vacina Covid-19 produzida no Brasil.

Coronavac Daniel Schludi (Unsplash)
Coronavac teve excelentes índices de eficácia na China (Foto: Daniel Schludi) (Unsplash)

Produção da Fiocruz e suspensão da AstraZeneca

A presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade, disse nesta terça-feira (16) que a decisão dos países europeus de suspender temporariamente o uso da vacina da Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, deve ser vista com cautela. Do mesmo modo, a vacina também é fabricada no Brasil pela Fiocruz.

A suspensão da vacina começou após o relato de casos de trombose venosa profunda e embolia pulmonar, na Dinamarca e na Áustria. Por esses casos, países como Alemanha, França, Itália, assim como a Espanha e Portugal suspenderam a aplicação do imunizante.

Segundo Nísia, não há evidência de que o imunizante tenha elevado o risco de efeitos colaterais, conforme casos relatados no continente europeu. Segundo Nísia, não há comprovação científica que o imunizante tenha elevado o risco de efeitos colaterais, conforme casos relatados na Europa.

“É importantíssimo dizer que faz parte da cautela essa avaliação de todas as vacinas. Nós, na Fiocruz, temos ampla experiência com esse tipo de farmacovigilância e frisamos que tanto a agência europeia EMA quanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) não recomendaram a interrupção da vacinação”, explicou Nísia. “São cautelas dos países que, naturalmente, devem ser não só respeitadas, mas observadas”.

Nísia disse que foram registrados 15 casos na Europa de trombose venosa profunda e 22 de embolia pulmonar. Além disso, testes adicionais estão sendo feitos pela AstraZeneca e por autoridades de saúde na Europa.

“Os eventos são em número menor do que seria observado na população ou em outros grupos que têm esses eventos independente da vacinação”, afirmou. “Nos ensaios clínicos [da vacina], o número de eventos tromboembólicos foi menor no grupo vacinado; e sem evidência de sangramento em mais de 60 mil participantes dos estudos”, acrescentou.

fiocruz
A Fiocruz promete mais de um milhão de doses de vacina até o final de março (Foto: Nataliya Vaitkevich)

Lotes da Fiocruz

Desse modo, as entregas ao Ministério da Saúde devem chegar a 104,4 milhões no primeiro semestre de 2021. Já no segundo semestre, com a incorporação da tecnologia da produção da matéria-prima (IFA), a Fiocruz deve entregar mais 110 milhões de doses, com produção 100% nacional.

Em princípio, após a liberação de exportação pelas autoridades chinesas da primeira remessa de IFA, os demais embarques de insumo já têm os trâmites alfandegários garantidos.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here