Home Notícias Tratamentos para estrias: 10 opções para suavizar as marcas

Tratamentos para estrias: 10 opções para suavizar as marcas

As estrias são marcas deixadas na pele devido a atrofia tegumentar que ocorre após o rompimento das das fibras de colágeno e elastina. O ideal é investir na prevenção e segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBO) controlar o peso, ter alimentação equilibrada e hidratar é fundamental para uma pele saudável .  Existem diversas opções de tratamentos para estrias que ajudam a suavizar as marcas no corpo. Em alguns casos elas podem ficar quase que no mesmo tom da pele .

O melhor momento para suavizá-las é realizar procedimentos logo no início, nas estrias vermelhas. Essa coloração indica que são recentes (vasos sanguíneos rompidos). Consequentemente, a capacidade de regeneração da pele é maior. Inclusive, existem alguns cremes para estrias que podem ajudar.

Já no caso das estrias tardias elas se tornam brancas, com espessuras variáveis e são mais comuns nas nádegas, coxas, abdome e costas, elas apresentam esse aspecto por já estarem cicatrizadas. Ou seja, ocorreu a atrofia das células e diminuição da melanina (responsável pela coloração). Neste caso o tratamento para estrias é um pouco mais difícil devido a capacidade reduzida de regeneração da pele. Porém, nada está perdido. Veja a seguir o que você pode fazer para se prevenir e cuidar das estrias.

Melhores tratamentos para estrias

Algumas pessoas sentem-se incomodadas pelas marcas deixadas pelas estrias no corpo. Elas podem surgir após distensão excessiva ou abrupta da pele em diversas situações , como por exemplo, durante a adolescência e o crescimento do corpo; durante a gravidez ou mesmo pela mudança de peso e até mesmo na prática de exercícios.

Para todos os casos existem tratamentos para estrias realizados por especialistas. A recomendação é consultar um dermatologista para que ele indique o melhor procedimento estético. Lembre-se que cada corpo e pele são diferentes e, portanto, alguns procedimentos podem funcionar melhor que outros, para cada pessoa.

1. Peeling Químico

É considerado como um dos tratamentos para estrias mais rápidos e simples. Melhora o aspecto e a textura da pele (firmeza e elasticidade), suavizando as marcas. A função desse procedimento estético é o de estimular a pele via renovação celular. É importante consultar o médico dermatologista para que ele indique qual será a concentração e o tipo de químico ideal para o tratamento.

2. Tratamento para estrias com Ácido Glicólico

O ácido glicólico tem a capacidade de melhorar a coloração das estrias, assim como o tamanho em que elas apresentam. Apesar de não desaparecem, a manipulação dessa substância ajuda a esfoliar a pele, estimulando a produção de colágeno na região da derme.

Essa substância pode ser encontrada em cremes, com concentrações de até 10%; manipulados com concentrações maiores, dependendo do caso ou até mesmo em procedimentos estéticos como o de peeling químico, realizados em consultórios dermatológicos. Após a aplicação deve ser utilizado protetor solar no local, pois a pele estará mais sensível do que o de costume.

3. Tratamento para estrias com Ácido Retinoico

Esta substância pode ser aplicada na pele por meio de loções cremosas e, o uso constante promove a remoção das células mortas; produção de colágeno e regeneração da pele. A vantagem deste procedimento para estrias é que ele ajuda a uniformizar o tom, diminuindo a aparência das estrias na pele.

Por se tratar de um ácido é preciso ter cuidado com a pele para não manchar. Evitar a exposição solar é o ideal. Aproveite e conheça quais são os melhores protetores solar para cuidar da sua pele (do corpo e rosto) diariamente.

4. Tratamento para Estrias com Ácido Hialurônico

tratamentos para estrias
Crédito: jcomp – www.freepik.com

Com propriedades hidratantes e de estimulação da produção de colágeno, o tratamento permite o preenchimento dos espaços entre as células. Ele atua no processo regenerativo e aumenta a elasticidade da pele. Pode ser utilizado a partir de dermocosméticos ou mesmo por comprimidos.

5. Dermaroller (microagulhas)

Esse tratamento para estrias induz a produção de colágeno para a renovação da pele no local onde estão as marcas. As microagulhas penetram na superfície durante uma sessão que dura entre 30 e 60 minutos. O recomendado é que ela seja feita com intervalos de 15 dias e, em média, os resultados podem ser notados a partir da 5ª sessão.

Apesar de ser uma técnica segura e eficaz, não é recomendado para pessoas com dificuldades de cicatrização ou formação de queloides.

6. Microdermoabrasão

Este tratamento também estimula a produção de colágeno da pele e, além de suavizar as marcas das estrias, também melhora a firmeza da pele. O tratamento é feito com um aparelho que faz a sucção da pele, durante uma sessão de 15 minutos. Para que os efeitos sejam notados e positivos, o recomendado são pelo menos 3 sessões.

Assim como os demais tratamentos para estrias, é muito importante cuidar da pele e evitar a exposição ao sol. A pele fica sensível após os procedimentos e deve ser cuidada para que recupere.

7. Carboxiterapia

Este é um dos tratamentos para estrias que ajudam também a contornar o problema de flacidez da pele e gordura localizada. O procedimento estético regenera a pele, reorganiza as fibras e estimula a produção de elastina e colágeno.

A aplicação é feita de acordo com a necessidade de cada pessoa, por meio de aplicação de CO₂ ou Gás Carbônico medicinal por meio de uma agulha, diretamente na pele e/ou tecido adiposo.

8. Radiofrequência

Se você busca por tratamentos para estrias brancas (antigas) esse é o ideal, pois estimula a produção de colágeno e metabolismo celular a partir do aquecimento da pele. Em média são necessárias 15 sessões para que os resultados possam ser notados.

O procedimento estético de radiofrequência é muito similar ao de Laser CO₂ Fracionado que, por meio de ondas eletromagnéticas. Essa tecnologia permite o tratamento profundo e tem por objetivo a produção de fibroblastos.

Atenção! O tratamento não é indicado para grávidas ou pessoas que possuem marcapasso.

9. Tratamentos para estrias com laser ou luz pulsada

De acordo com a Sociedade Americana de Cirurgia Dermatológica (ASDS) o uso de laser e luz pulsada é ideal. De acordo com os especialistas, as sessões podem amenizar as marcas em até 60%. Além disso, o processo de cicatrização é mais rápido e natural, comparado com os demais tratamentos para estrias. Os mais comuns são:

Laser Fracionado: o mais indicado para as estrias brancas (antigas), pois os feixes de luz estimulam a produção de colágeno e, consequentemente, fortalecem as fibras que sustentam a pele. Apesar de ser eficaz e com resultado em poucas sessões, ele pode ser mais doloroso que os demais.

Luz Pulsada (laser não-ablativo): diferente do anterior, esse tratamento tem por objetivo promover a contração da pele. Com isso há o afinamento das linhas e imperfeições, melhorando a textura e uniformizando a pele. Ou seja, ele tem como foco as camadas mais superficiais da derme.

10. Camuflagem de estrias

Este tratamento para estrias é muito parecido com a técnica de tatuagem! Trata-se da pigmentação, com uma tonalidade próxima ao da pele. É um procedimento estético definitivo e pode causar desconforto durante a aplicação. Entretanto, é praticamente imperceptível ao olhar.

Cuidados durante os tratamentos para estrias

tratamentos para estrias
Crédito: roserodionova – www.freepik.com

Todos os tratamentos para estrias devem ser indicados por um dermatologista! E lembre-se, cada pele pode reagir de forma diferente! Os resultados também dependem de fatores externos e cuidados após as sessões. É imprescindível o uso de protetor solar para evitar manchas nos locais.

Cada procedimento estético exige cuidados específicos que devem ser seguidos ao pé da letra, para garantir o sucesso! Como por exemplo, em alguns casos é necessário passar cremes específicos recomendados pelos profissionais. Eles podem ter a função de hidratar ou mesmo ajudar na cicatrização.

Existem tratamentos para estrias caseiros?

Sim, existem tratamentos caseiros usados empiricamente que podem melhorar o aspecto das marcas  Eles são mais eficazes no tratamento de estrias vermelhas ou rosadas (recentes). Também é importante hidratar a pele diariamente, não só com cremes, mas, de dentro pra fora com a ingestão de água e assim evitar o surgimento de novas estrias.

Outra dica importante é o consumo de alimentos ricos em vitaminas e ou suplementos alimentares que ajudam a retardar o envelhecimento, deixando a pele bonita, promovendo a elasticidade e o viço da mesma. Não se esqueça de testar os produtos antes e evitar alergias e outros danos a pele..

Esfoliante caseiro para estrias

Você também pode promover a renovação celular por meio da esfoliação! Durante o banho passe cremes que tenham essa função para massagear o local. Desta forma as células mortas serão removidas. Para essa receita você vai precisar de apenas 2 ingredientes:

  • Borra de café;
  • Sabonete líquido (ou creme hidratante);

Basta misturar um punhado de borra de café com três colheres de sabonete ou creme e friccionar na região das estrias. O ideal é fazer até que a pele fique avermelhada e então lavar com água morna para abrir os poros. Em seguida pode ser aplicado um creme hidratante (veja a receita a seguir).

Esse tratamento tem por objetivo renovar as células do local. Uma dica extra é utilizar um cicatrizante também, como o Cicatricure, de 2 a 4 vezes por dia, durante 8-10 semanas. Ele é indicado para o uso em estrias vermelhas, brancas e roxas, ajudando a melhorar o aspecto das mesmas. Mas não use sem antes conversar com seu médico.

Creme caseiro para estrias

Esta receita é ideal para ser aplicada na pele logo após a esfoliação ensinada acima. Para isso você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • Hipoglós: 1 unidade;
  • Creme Nívea: 1 unidade;
  • Vitamina A: 1 ampola;
  • Óleo de Amêndoas Doce: 100 ml.

Misture todos os ingredientes e coloque dentro de um recipiente de vidro esterilizado e com tampa, para ser guardado dentro da geladeira. A aplicação deve ser feita com movimentos circulares (massagem) para ser absorvido completamente pela pele.

Importante: A esfoliação pode ser feita, no máximo, 3 vezes por semana! Já o creme hidratante deve ser aplicado diariamente.

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

Avatar
Redação SaúdeLab
Um site pensado na sua saúde e no seu bem-estar! Aqui, você encontra de tudo para melhorar sua qualidade de vida.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Os mais lidos

Queimadas no Pantanal: saúde da população e economia prejudicada; entenda

As queimadas no Pantanal são uma grande preocupação nesse período do ano, ou melhor, nessa época da seca. É quando uma parte de todos...

Celulite: prevenção e tratamento; conheça novidades

A celulite afeta nove em cada dez mulheres e é um problema que incomoda muitas pessoas, principalmente as mulheres. Quando dieta, água e exercícios...

Caixa Tem vai liberar empréstimo de até R$ 300 e novos produtos

O aplicativo desenvolvido para repassar benefícios do governo vai ser ampliado a partir dos próximos meses. Além do auxílio emergencial e FGTS, o Caixa...

Como fazer slime de forma fácil e com segurança? Aprenda aqui

Um dos assuntos mais pesquisados na Internet nesses últimos tempos tem sido sobre como fazer slime. Com efeito, a brincadeira com essa "massinha" virou...