Home Notícias Massa de ar polar castiga Belo Horizonte com temperaturas de 9°C e...

Massa de ar polar castiga Belo Horizonte com temperaturas de 9°C e aumenta índices de sintomas de doenças respiratórias

A capital mineira registrou um recorde de clima frio durante a semana passada. Uma massa de ar polar castiga Belo Horizonte e, com isso, acaba aumentando os sintomas de doenças respiratórias na população.

O INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) previu que o índice mínimo da temperatura desta segunda-feira (24/08) ficará em torno de 9ºC. Entretanto, a sensação térmica pode chegar a alcançar 6º C, o que se deve à ventania que assola a região metropolitana durante a noite.

Ademais, confira também: Falta de sono pode gerar sérios danos ao cérebro. Entenda

Massa de ar polar castiga Belo Horizonte até meados da semana segundo INMET

As rajadas do vento em Belo Horizonte estão ultrapassando 50 km/h. Entretanto, segundo o órgão competente, a partir de hoje, segunda (24/08), o frio tende a diminuir. O sol aparecerá durante parte do dia, esquentando parcialmente os termômetros à tarde.  Estes podem atingir as marcas de 22º C até 24º C.

Essa frente fria, temida, e que vem atuando em toda a região belo-horizontina, agora vai se direcionando para o Nordeste e Norte do estado. Assim, de terça-feira em diante, as baixas temperaturas começarão a se dispersar para o além do oceano, refletindo em uma mudança climática na capital de Minas. Amanhã, então, os mineiros poderão sentir o calor retornando, bem como nos dias seguintes, que terão máxima de 30º C.

Sintomas de doenças respiratórias se agravam durante os períodos frios do ano e mudanças climáticas ocasionadas pela massa de ar polar

Baixas temperaturas aumentam o agravamento dos sintomas de doenças respiratórias
Baixas temperaturas aumentam o agravamento dos sintomas de doenças respiratórias (Imagem: Reprodução/Freepik)

Você já notou que, quando as temperaturas caem, na presença da massa de ar polar, geralmente o ar se torna mais seco? Para os indivíduos que possuem problemas respiratórios o ar seco quer dizer garganta irritada, bem como respirações ofegantes, tosses e outros sintomas incômodos. Mas, por qual motivo o frio aumenta tanto os distúrbios de ordem respiratória?

Tudo gira em torno do ar seco. As vias aéreas se revestem por uma camada fina de fluido. Quando se inspira ar seco, o fluido evapora bem mais rápido. Em determinados casos, o fluido acaba evaporando mais rápido que sua substituição. Isso acaba fazendo com que toda a garganta venha a secar, causando inchaço e irritação, piorando os sintomas de doenças respiratórias.

O frio também propicia o aumento da produção do muco. Esse muco é uma camada que protege a garganta. Entretanto, tal muco, quando produzido nas condições mais frias, se torna mais pegajoso e espesso. Assim, se torna passível de causar bloqueios em todo o sistema respiratório, bem como de causar o aumento da probabilidade de causar infecções e resfriados.

Conquanto, leia mais: Jejum intermitente: pesquisa comprova os benefícios à saúde

Dicas para driblar bem o clima frio

Existem diversas maneiras de lidar com o clima seco e frio que a mudança climática ocasionadas pela massa de ar polar traz. Para indivíduos com certos problemas respiratórios, é aconselhável tomar determinadas precauções durante tais períodos, a fim de evitar sintomas incômodos. Veja só:

  • Tome regularmente a medicação prescrita – Caso tenha problemas respiratórios, é aconselhável seguir à risca o que o médico prescrever. Mas em meses mais frios, vale a pena estar cuidar ainda mais da medicação e do regime de tratamento, seja alopático ou natural;
  • Cubra boca e nariz com pano ou lenço – Enrolar o lenço ou pano em torno da boca e do nariz aquece um pouco o ar, evitando que entre totalmente frio nos pulmões. Assim, previne os sintomas que estão associados com o ar seco e frio;
  • Inspirar pelo nariz/expirar pela boca – O nariz possui vários vasos sanguíneos, assim, umidificam e aquecem o ar antes que ele chegue aos pulmões;
  • Evite os exercícios feitos ao ar livre – Caso você tenha problemas respiratórios, exercícios feitos ao ar livre em clima frio severo podem realmente machucar seus pulmões. À medida que sua respiração e sua frequência cardíaca aumentam durante exercícios extenuantes, o indivíduo tende a inalar através da boca, o que provoca inchaço e irritação;
  • Tenha medicamentos para alívio imediato em mãos – Caso você apresente sintomas respiratórios, é útil ter medicações de alívio imediato por perto. Dessa forma, evitará o agravamento dos sinais e terá tempo de tratar os males tão incômodos.

Ao que parece, a massa de ar polar castiga Belo Horizonte, mas não por muito tempo. Entretanto, independente de qualquer coisa tome todos os cuidados pertinentes para que os sintomas de doenças respiratórias não se agravem, bem como não se confundam com os sintomas do COVID-19, uma vez que ainda estamos diante de uma pandemia.

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

Avatar
Andreia Eliza de Souza
Redatora, amante de livros, artes e culinária. Apaixonada por redação publicitária e jornalística, trabalho na área há anos, me dedicando ao universo político e feminino.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Os mais lidos

Cartão Cidadão: saiba como emitir para receber benefícios pela Caixa

O Cartão Cidadão tem como objetivo facilitar o acesso de cidadãos brasileiros aos serviços de benefícios sociais e trabalhistas oferecidos pelo governo e que...

Obesidade infantil: conheça mais e saiba como agir

Ao longo dos últimos anos, os índices de obesidade infantil saltaram e, conforme estudos já comprovaram, as consequências para a saúde da crianças são...

Boletim Covid-19: planos de saúde já foram alvo de mais de 11 mil reclamações desde o início da pandemia

A Agência Nacional do Seguro Suplementar (ANS) divulgou na última sexta-feira (18) o Boletim Covid-19. Esse informativo monitora dados sobre o setor de saúde...

Queimadas no Pantanal: saúde da população e economia prejudicada; entenda

As queimadas no Pantanal são uma grande preocupação nesse período do ano, ou melhor, nessa época da seca. É quando uma parte de todos...