Home Notícias Estudo aponta: quem pratica atividade física sente sintomas mais leves de Covid-19;...

Estudo aponta: quem pratica atividade física sente sintomas mais leves de Covid-19; confira

Uma boa notícia para pessoas que fazem atividade física! Um estudo recente  realizado pelo Núcleo de Atividades Físicas da Associação Empresarial de Brusque (ACIBr)  Santa Catarina, apresentou um levantamento sobre alunos que fazem atividade física durante a pandemia do coronavírus e o impacto positivo na saúde.

Saiba mais aqui no Blog SaudeLab sobre esse levantamento.

Resultados da pesquisa

O Núcleo de Atividades Físicas da Associação Empresarial de Brusque (ACIBr) foi realizado  mais de 850 alunos. O objeto do estudo em questão foi avaliar se as medidas de segurança implementadas nas academias foram adequadas para prevenção do conavírus e identificar o impacto da Covid-19 em pessoas que regularmente praticam atividades físicas.

Leia também: Resistência física: como ganhar, tipos, treinos e exercícios

Sobre os dados da entrevista:

  • 70% eram homens;
  • 30%, mulheres;
  • Pouco mais de 90% deles voltaram às atividades após a liberação de funcionamento das academias;
  • Apenas 3% contraíram a doença neste período de afastamento.

Leornado Ristow, membro do Núcleo da ACIBr  fala sobre o resultado:

“O curioso é que, entre os acometidos pela Covid-19, os sintomas apresentados foram leves ou moderados, mas ninguém precisou de internação em enfermaria ou UTI. Agora, com dos dados finalizados, queremos encaminhar este material aos órgãos competentes, para servir como base em próximas decisões”.

O resultado da pesquisa despertou interesse nas autoridades presentes em expandi-la para todo o Estado visando estimular em cada pessoa o engajamento às práticas de atividade física.

Veja mais: Como tem sido a quarentena ao redor do mundo? Confira pesquisa feita com 3 internautas

A importância da atividade física

atividade física
Estudo aponta que quem pratica atividade física sente sintomas mais leves de Covid-19 Foto – Pixabay

A atividade física é uma das forças mais poderosas para manter uma boa saúde. Ao melhorar o funcionamento de vários sistemas fisiológicos, a atividade física ajuda a prevenir e / ou tratar muitas condições de saúde física e mental.

Confira mais benefícios do exercício

  1. Se uma pessoa for ativa, a gravidade da infecção por Covid-19 pode ser menor

Os músculos ativos produzem dois tipos de compostos biológicos, alguns que aumentam a imunidade e outros que diminuem a inflamação. Dessa forma, o conflito criado entre o vírus e as células imunes é atenuado, produzindo menos inflamação nos órgãos atacados (principalmente nos pulmões), portanto, haverá menos complicações graves que eventualmente necessitariam do uso de ventiladores pulmonares.

  1. A atividade física é eficaz na prevenção, tratamento e reabilitação de doenças cardíacas, diabetes e oito tipos específicos de câncer.

Essas condições podem aumentar o risco de gravidade e morte entre as pessoas infectadas com o coronavírus. Por isso, é altamente relevante incentivar as pessoas, especialmente aquelas com condições crônicas e fatores de risco, a serem ativas antes de adoecer, para ajudar a reduzir a gravidade da doença após a infecção.

Confira: Reeducação Alimentar: dieta, dicas e cardápios

  1. Os sintomas de estresse aumentarão à medida que a pandemia persistir

Devido ao aumento de casos e gravidade diversa, mortes, perda de emprego, redução de renda e isolamento social, ser fisicamente ativo pode ser um antídoto parcial para o estresse da pandemia, pois fornece importantes benefícios à saúde mental, ajudando a lidar melhor com o estresse contínuo e evitar doenças psicológicas como depressão, ansiedade e angústia devido às incertezas do dia a dia. Para apoiar este ponto, vários estudos relatam a liberação de substâncias de bom humor, como serotonina e endorfinas, durante sessões de movimento físico, como academia ou dança.

  1. O estresse psicológico cria desequilíbrios entre o cortisol e outros hormônios

Isso enfraquece o sistema imunológico e aumenta a inflamação subjacente e pode afetar o curso da gravidade da infecção por Covid-19. As estratégias mais eficazes para restaurar o equilíbrio do cortisol são sessões de atividade física diária e controle do estresse para melhorar a imunidade e a dualidade da inflamação.

Saiba mais: Neuroglúten: saiba mais sobre o glúten e as doenças neurológicas

E você tem praticado atividade física? É importante se exercitar, mas tomar todos os cuidados de prevenção.

Gostou desta matéria? Acompanhe nossas redes sociais: Facebook, InstagramTwitter e Pinterest.

 

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

Angelica Weise
Angelica Weise
Jornalista

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Os mais lidos

Dados não aparecem no Cadastro Positivo do SPC e Serasa? Saiba o que fazer

A aprovação da inclusão automática e inicialmente obrigatória no Cadastro Positivo do SPC e Serasa, tem como intuito estimular um número maior de pessoas...

Como curar furúnculo rápido: entenda como você pode se livrar desse problema tão incômodo

Não há como se confundir. Todos nós somos capazes de reconhecer a forma dos furúnculos. No início eles são somente erupções vermelhas e doloridas...

Sacar o Bolsa Família no caixa eletrônico também é uma opção; saiba mais

Como sacar o Bolsa Família no caixa eletrônico - Segundo dados do Ministério da Cidadania, mais de 13,5 milhões de famílias de baixa renda...

Início da primavera e chuvas no Pantanal: a estação trará alívio para a região, menos para o Nordeste; entenda

O início da primavera no Hemisfério Sul se deu hoje (22/09) às 10:31 pelo horário de Brasília. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) previu...