Vacina russa contra a Covid-19 já está em circulação; confira

0
1136
Vacina russa contra a Covid-19 já está em circulação / Foto: Fundo de Investimentos Diretos da Rússia (RDIF)
Vacina russa contra a Covid-19 já está em circulação / Foto: Fundo de Investimentos Diretos da Rússia (RDIF)

O governo da Rússia anunciou nesta segunda-feira (07/09), que o primeiro lote da vacina  contra a Covid-19, a Sputnik V, já está em circulação para a sociedade civil do país. Confira agora, portanto, os detalhes aqui no Saúde Lab.

A vacina que já vinha sendo desenvolvida desde o mês passado, teve sua qualidade aprovada pelo Serviço Federal de Vigilância em Saúde do país.

Saiba mais: Vacina para Covid-19 no SUS pode ser disponibilizada em dezembro; Entenda

O ministro de saúde do país russo, Mikhail Murashko, explica que esta primeira fase da vacina, será voltada aos grupos de risco, professores e profissionais da saúde, em específico.

Ainda segundo o ministro, o fornecimento da vacinação contra a Covid-19 para as regiões russas é esperado em um futuro próximo.

“O primeiro lote da vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus passou nos testes de qualidade exigidos nos laboratórios de Roszdravnadzor e foi produzido para circulação civil. Num futuro próximo está previsto o fornecimento dos primeiros lotes da vacina para as regiões”, disse o ministério.

A vacina contra a Covid-19

A produção da vacina segundo avança e a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que já existem cerca de 100 vacinas em fase de elaboração em todo o mundo, até agora.

Nesse contexto o Centro Nacional de Pesquisa em Epidemiologia e Microbiologia do Ministério da Saúde da Rússia (Gamaleya)  avançou e anuncia no último dia de 15 agosto o lançamento da produção da vacina. Denominada de  Sputnik-V, a vacina contra a Covid-19

A princípio a vacinação dos grupos de risco será efetuada paralelamente aos ensaios clínicos pós-registro, ainda na fase 3.

Leia também: Azitromicina é ineficaz contra a Covid-19; diz estudo brasileiro

No Brasil existe estudos sobre a vacina da Covid-19

O Brasil também já vem se adiantando nos estudos relacionados à criação de imunizantes contra o novo Coronavírus.

A Universidade do Estado de São Paulo (USP), está desenvolvendo uma vacina contra a Covid-19, porém em spray, desde o ultimo mês de junho. A escolha da via de administração foi devido à alguns fatores. Dentre esses destacam-se: a facilidade de aplicação, o baixo custo, e o fato de não ser invasiva; possuindo menos reações ou efeitos colaterais.

Vale ressaltar que se comparada às vacinas injetáveis, a de spray poderá ser mais aceita, por ser melhor tolerada por crianças e idosos.

Fonte: Governo da Rússia

Gostou da matéria? Siga nossas redes sociais no Facebook, InstagramTwitter e  Pinterest.

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here