Abono Bolsa Família 2020: auxílio poderá ser pago no lugar; entenda

13º do programa poderá ser pago, mesmo com a MP vencida

0
880
Abono Bolsa Família 2020: auxílio poderá será pago no lugar; entenda
Abono Bolsa Família 2020: auxílio poderá será pago no lugar; entenda - Imagem: Divulgação UOL

O Bolsa Família é atualmente o principal programa assistencialista de distribuição direta de renda às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza por todo o país. Tendo isso em vista, o projeto facilita o acesso aos serviços públicos como saúde e educação dessa população. Desse modo, o abono Bolsa Família 2020 vai ser pago aos beneficiários?

Esta é uma dúvida pertinente, pois de janeiro a fevereiro a discussão acerca do pagamento do abono Bolsa Família 2020 estava sendo feita de forma indecisiva. No entanto, no início de março, foi aprovada por uma comissão mista o relatório da MP 898/2019 criada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Abono Bolsa Família 2020: auxílio poderá será pago no lugar; entenda
Abono Bolsa Família 2020: auxílio poderá será pago no lugar; entenda – Imagem: Divulgação UOL

Confira, portanto, informações acerca do abono Bolsa Família 2020 que se trata do pagamento do 13º do programa para os beneficiários.

Leia também: Bolsa Família: mães chefes de família vão receber quanto na 6ª parcela do auxílio? Saiba mais

Abono Bolsa Família 2020

Em 2019 foi pago o 13º para os beneficiários do Bolsa Família, sob a alegação da inflação alta no ano. No entanto, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) elaborou a Medida Provisória 898/2019 que tornaria esse pagamento extra permanente; ou seja, todo ano os beneficiários receberiam o chamado abono natalino.

Contudo, mesmo sendo aprovada por uma comissão mista, a MP perdeu a validade, pois tinha até o dia 24 de março para passar por todos os trâmites. Dessa forma, a MP não passou por votação no Senado Federal.

Portanto, o abono Bolsa Família 2020, de acordo com a falta de votação, não será pago. Mas ainda em março o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) informou por meio das Redes Sociais que o governo iria buscar meios de pagar o 13º aos beneficiários.

Desse modo, os que fazem parte do programa receberão as parcelas relativas ao auxílio emergencial, pois ele foi prorrogado até dezembro e, assim, poderão contar também com o abono.

Bolsa Família e auxílio emergencial

Pago desde abril em razão da pandemia instaurada pelo novo Coronavírus (Covid-19), o auxílio emergencial tem sido a única fonte de renda para muitas famílias brasileiras. Visto que são as mais prejudicadas pela crise na saúde pública e na economia.

Tendo isso em vista, os beneficiários do Bolsa Família têm acesso à ajuda financeira, desde que atendam a todos os critérios de participação.

Segundo dados do Ministério da Cidadania, 95% de todos os atendidos pelo Bolsa Família migraram automaticamente para o auxílio, tendo o programa substituído temporariamente.

A razão para isso se deu pelo fato de que esse número representa as famílias que recebem do Bolsa Família valores inferiores aos que estavam sendo pagos pelo auxílio emergencial.

Assim, depois da última prorrogação, o auxílio pagará mais quatro parcelas de R$ 300, a metade do valor anterior que consistia em cotas de R$ 600.

Para as mães solo que recebiam cotas de R$ 1.200, o valor ainda não foi oficialmente divulgado, mas entende-se que também será reduzido pela metade.

Desse modo, os atendidos pelo programa elegíveis via Bolsa Família receberão as parcelas de R$ 300 até o final do ano de acordo com o calendário regular do programa; ou seja, pelo último dígito do NIS – Número de Identificação Social.

Gostou desta matéria e quer mais conteúdo relacionados? Siga nossas redes sociais: FacebookInstagramTwitter e Pinterest.

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here