Dinheiro sumiu do Caixa Tem? Entenda o que pode ter acontecido

Transferência automática para conta bancária vem sendo confundida com sumiço de dinheiro

0
475
Dinheiro sumiu do Caixa Tem? Entenda o que pode ter acontecido
Dinheiro sumiu do Caixa Tem? Entenda o que pode ter acontecido (Foto: Freepik.com)

O dinheiro sumiu do Caixa Tem. Essa é a reclamação e dúvida de inúmeros beneficiários do auxílio emergencial que afirmam ter havido “sumiço” dos valores que anteriormente estavam disponíveis na poupança social digital. De fato, é possível que o dinheiro disponível no saldo do Caixa Tem desapareça sem maiores explicações para os benefícios que acessam o aplicativo.

No entanto, é necessário esclarecer que essa medida ocorre por dois motivos. E que são totalmente diferentes um do outro.

Dinheiro sumiu do Caixa Tem? Entenda o que pode ter acontecido
Dinheiro sumiu do Caixa Tem? Entenda o que pode ter acontecido (Foto: Pixabay)

Leia mais: Saiba detalhes sobre o calendário da 6ª parcela do auxílio emergencial

Por que o Caixa Tem foi criado?

O Caixa Tem foi criado para agilizar o pagamento dos recursos provenientes do auxílio emergencial, aos mais de 65,5 milhões de pessoas que atualmente recebem parcelas mensalmente.

A priori, o aplicativo seria voltado apenas para o público que não possuísse conta em nenhum banco nacional. Mas, a partir da segunda parcela o Caixa Tem, se tornou obrigatório para todos.

Na segunda parcela em diante, a Caixa Econômica Federal tem divulgado calendários específicos para o depósito dos valores na poupança digital e também a data para que os saques e transferências sejam feitos.

Explicaremos, portanto, os motivos que podem fazer com que o dinheiro tenha sumido da poupança social digital criada pela Caixa Econômica Federal.

Leia também: Saiba como transferir o auxílio emergencial para o PicPay em poucos passos

Dinheiro sumiu do Caixa Tem: transferência automática para conta corrente

Durante os meses anteriores, a Caixa já havia explicado que é possível, sim, o dinheiro desaparecer do aplicativo.

No entanto, isso pode acontecer porque o saldo não utilizado no aplicativo foi automaticamente transferido para uma conta corrente cadastrada pelo beneficiário na primeira parcela.

Em agosto, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, detalhou o assunto, e afirmou que o valor residual seria transferido para a conta corrente de quem não usou até a data de saque e transferência.

“Se você recebeu R$ 600 e gastou R$ 200, o que vai ser depositado automaticamente a diferença: R$ 400”, explicou.

O mesmo também foi explicado pela vice-presidente do banco, Tatiana Thomé. Ela afirma que o dinheiro não sumiu, apenas foi migrado para a conta corrente pessoal do beneficiário.

“(…) o saldo que você não utilizou migra automaticamente para a conta em que você recebeu a primeira parcela. Então ele não sumiu, ele está disponível”.

Nesse caso, a sigla “TR VLR CX” é mostrada no extrato do Caixa Tem. Caso seja identificada, basta verificar em sua conta corrente ou poupança pessoal do banco.

Dinheiro pode sumir por suposta fraude

Também existe a possibilidade de que o auxílio emergencial seja suspenso, caso a Caixa e a Dataprev identifiquem a inscrição como fraudulenta ou com erros cadastrais.

Neste caso, o usuário terá de comparecer a uma agência da Caixa, portando documentos de identificação com foto, para desfazer o equivoco e voltar a movimentar o dinheiro.

Entretanto, na maioria dos casos, o “sumiço do dinheiro” se dá por conta de transferência automática para conta bancária pessoal.

Leia ainda: Saiba quanto as mães solteiras vão ganhar no auxílio emergencial

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here