Saiba como aumentar a imunidade com novos hábitos alimentares

0
176
aumentar a imunidade
Saiba como aumentar a imunidade com novos hábitos alimentares (Foto: Pixabay)

Atualmente, durante a pandemia do Novo Coronavírus, um olhar mais focado no sistema imunológico tomou conta de toda a população mundial. Será que é possível aumentar a imunidade de forma rápida e apenas com a alimentação?

aumentar a imunidade
Saiba como aumentar a imunidade com novos hábitos alimentares (Foto: Pixabay)

Leia mais: Alzheimer na terceira idade: a depressão pode ser um dos sintomas. Entenda

É possível aumentar a imunidade com alimentação

De acordo com especialistas em nutrição, é possível aumentar a imunidade apenas adotando novos hábitos alimentares, além de outras ações que beneficiam o corpo para a melhora no sistema imunológico.

Acima de tudo, para fortalecer o sistema imunológico, é necessário aderir uma dieta rica em vitaminas e minerais, e evitar alimentos que contenham muito açúcar, gorduras ou alimentos industrializados que contenham conservantes e corantes em excesso.

Quais são os sinais de imunidade baixa

O sistema imunológico é responsável pela criação de anticorpos quando o nosso sistema é exposto a algum agente estranho. Quando esse sistema está fraco, é possível observar que o indivíduo fica doente através de vírus ou bactérias com mais facilidade.

Além disso, outros sintomas de imunidade baixa são cansaço, febres constantes e dores de cabeça, bem como leves resfriados que nunca se curam e podem se transformar em infecções respiratórias.

Como aumentar a imunidade com hábitos mais saudáveis

Assim como a alimentação, existem outros hábitos que podem ser adotados como benéficos para o aumento da imunidade. Entre eles, estão a atividade física, a ingestão de 2 litros de água por dia, o sono adequado e os banhos de sol por pelo menos 10 minutos todos os dias.

Alimentos que auxiliam o sistema imunológico

Ainda de acordo com especialistas, uma dieta ideal para aumentar a imunidade de forma mais rápida deve ser rica em nutrientes como ômega-3, encontrado em peixes, sementes de chia, nozes e linhaça; zinco, presente em alguns frutos do mar, fígado, gérmen de trigo, carne e frango;

Além disso, essa dieta precisa conter vitaminas A,C e E, encontradas em frutas, verduras, legumes e castanhas; selênio, que pode ser consumido através da gema de ovo, do frango, dos alimentos feitos com trigo e do queijo;

Por fim, probióticos encontrados em iogurtes naturais e leites fermentados. Porém, é importante que essa dieta seja seguida constantemente, unida à ingestão de bastante líquido, preferencialmente água potável.

Leia mais: Colesterol alto? Conheça 3 alimentos que podem ajudar a diminuí-lo

Gostou desta matéria? Acompanhe as nossas redes sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Pinterest.

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here