FGTS: não foi possível abrir uma conta poupança social digital? Saiba o que fazer

Divergências cadastrais no CPF podem ser motivos para o erro

0
186
Não foi possível abrir uma conta poupança social digital
Não foi possível abrir uma conta poupança social digital

Criado para facilitar repasses de benefícios sociais e trabalhistas, o Caixa Tem, além do auxílio emergencial, também tem sido utilizado para liberar recursos do FGTS. Contudo, uma mensagem de erro tem dificultado a vida de quem quer acessar o app: “não foi possível abrir uma conta poupança social digital”.

Nas redes sociais e também no mecanismo de buscas mais popular da Internet, o Google, existe um alto número de pessoas que afirma encontrar dificuldades para abrir uma poupança digital e, desse modo, ter acesso ao saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.

FGTS: não foi possível abrir uma conta poupança social digital? Saiba o que fazer
FGTS: não foi possível abrir uma conta poupança social digital? Saiba o que fazer

Na maioria dos casos, a mensagem de erro é mostrada através do próprio site do FGTS, constando que não foi possível abrir uma poupança social digital em favorecimento ao CPF indicado através do endereço fgts.caixa.gov.br.

Leia mais: Calendário FGTS 2020: confira quando é possível realizar o saque

Não foi possível abrir uma conta poupança social digital: por que esse erro é mostrado?

O principal motivo para a Caixa não permitir a abertura de poupanças sociais é por conta de possíveis erros cadastrais no CPF.

Além do erro citado acima, uma mensagem afirmando que o CPF está inconsistente também é vista por quem tem a abertura da poupança negada, através da plataforma disponibilizada pela Caixa Econômica Federal

“CPF inconsistente. Não foi possível localizar o seu CPF. Se você possui conta FGTS com saldo, complemente seus dados no site fgts.caixa.gov.br para abertura da conta poupança social para crédito do saque emergencial”, diz a mensagem completa enviada pela Caixa.

O que significa CPF inconsistente?

Isso quer dizer que pode haver informações diferentes no cadastro do cidadão na plataforma do FGTS, em relação ao banco de dados da Receita Federal.

Por exemplo, informações como nome da mãe digitado com algum erro, data de nascimento, número de celular diferente, mudança de endereço não atualizada no cadastro, inclusão ou exclusão de nome social, número de Título de Eleitor ou qualquer dado cadastrado incorretamente.

Nesses casos, a Caixa compara os dados e, se encontrar divergências, trata o CPF como inconsistente.

Então, o que fazer para resolver essa situação?

É possível realizar a alteração de dados cadastrais do CPF usando o site da Receita Federal.

A solicitação é gratuita através do site da Receita Federal.

Para a atualização, correção ou alteração de dados do CPF, basta inserir o número do CPF desejado no primeiro campo da página citada acima. Em seguida, inserir todas as informações pessoais pedidas pela Receita.

É fundamental que os dados estejam atualizados e que sejam iguais aos enviados nas plataformas da Caixa.

Vale ressalta que também é possível realizar o serviço em agências do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal ou em cartórios de registros civis da sua cidade, pagando a taxa de R$ 7.

Leia também: Como sacar FGTS emergencial no caixa eletrônico? Confira

Mas, e como saber se tenho direito ao saque do FGTS?

Para verificar se possui direito ao saque emergencial do FGTS, basta acessar a plataforma disponibilizada pela Caixa.

Leia ainda: Serasa oferece opções de empréstimo para desempregado

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here