Evento sobre doação de Medula Óssea acontece nesta sexta; saiba mais

0
171
Doação de Medula óssea / Fonte: Sana's
Doação de Medula óssea / Fonte: Sana's

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) promove a 1ª Jornada sobre Doação de Medula Óssea nesta sexta, Dezoito de Setembro (18.09. 2020).

O evento faz alusão ao Dia Mundial do Doador Voluntário de Medula Óssea, celebrado no terceiro sábado de Setembro. E será transmitido via live de Youtube – devido à pandemia – das 9h às 19h.

Sob o lema “Doe Medula Óssea: Floresça Vidas”, a programação conta com depoimentos de pacientes e familiares, que já precisaram de uma doação medular, bem como dos esclarecimentos de especialistas sobre os mitos e verdades desse assunto.

No entanto, a diretora do MT Hemocentro, Gian Carla Zanella, explica que a medula óssea pode salvar vidas e livrar as pessoas de muitas doenças autoimunes. Então veja a declaração:

A doação de medula é importante para ajudar pacientes que tem leucemia, aplasia de medula, alguns tipos de câncer, de linfoma e de anemia, e ocorre por compatibilidade genética. A compatibilidade familiar é de 25 a 30% (máximo) e a busca, pelo Redome Brasileiro, é de 1 em 100 mil e, no internacional, de 1 em 1 milhão”.

Leia também: Médica afegã é a primeira mulher refugiada a exercer a pr.ofissão no Irã

Medula óssea / Fonte: Doador Azul
Medula óssea / Fonte: Doador Azul

O que é medula óssea?

De acordo com informações do Ragistro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome), a medula óssea é um tecido líquido-gelatinoso que ocupa o interior dos ossos, sendo conhecido popularmente por “tutano”.

Contudo, ela desempenha um papel fundamental no desenvolvimento das células sanguíneas, pois é lá que são produzidos os leucócitos (glóbulos brancos), as hemácias (glóbulos vermelhos), e as plaquetas.

Ainda segundo dados do Redome, os leucócitos são os agentes mais importantes do sistema de defesa do nosso organismo no combate às infecções.

Assim, as hemácias se ligam ao oxigênio, que por sua vez é transportado até aos pulmões e depois para as células de todo nosso organismo e o gás carbônico é devolvido para os pulmões, a fim de ser expirado. As plaquetas compõem o sistema de coagulação do sangue.

Por outro lado, a doação de medula óssea beneficia à pessoas com leucemias originárias das células da medula óssea, ou seja, linfomas, doenças originadas do sistema imune em geral, dos gânglios e do baço, e anemias graves (adquiridas ou congênitas).

Além disso, é importante frisar que medula óssea é totalmente diferente de medula espinhal. Ou seja, muitos temem a doação, por mitos de que irão ficar paraplégicos ou algo assim.

Enquanto a medula óssea é um tecido líquido que ocupa a cavidade dos ossos, a medula espinhal é formada de tecido nervoso que ocupa o espaço dentro da coluna vertebral e tem como função transmitir os impulsos nervosos, a partir do cérebro, para todo o corpo.

Leia também: Projeto de Lei: Leitos de UTI incorporados ao SUS devem se manter ativos mesmo após pandemia

Medula óssea compatibilidade / Fonte: Centro de Cardiologia e Reabilitação
Medula óssea compatibilidade / Fonte: Centro de Cardiologia e Reabilitação

Como se tornar um doador de medula óssea?

No entanto, para se tornar um doador voluntário de medula óssea, basta procurar o hemocentro mais próximo, com os documentos pessoais em mãos. Preencher o formulário com os dados e em seguida, realizar a retirada de uma pequena amostra de sangue.

Após isso, a amostra é analisada para saber se há compatibilidade de medula óssea, por meio do teste de histocompatibilidade (HLA).

Além disso, é sempre muito importante ter os dados cadastrais atualizados, em caso de compatibilidade e necessidade de doação a alguém. É possível acompanhar todas as fases pelo site do Redome.

Leia também:Alimentos ultraprocessados podem ser prejudiciais à saúde, descubra o porquê

Leucemia infantil / Fonte: Folha Vitória
Leucemia infantil / Fonte: Folha Vitória

Dados sobre medula óssea em Mato Grosso

De acordo com o Banco de Sangue Público, há 65.460 doadores de medula óssea cadastrados no estado. Sendo que 2.565 deles ingressaram ao Banco em 2019.

Mas, devido à Pandemia causada pela Covid-19, em 2020 o número de novos doadores de medula óssea diminuiu muito. Até o momento, o Hemocentro contabilizou apenas 730 novos cadastros neste ano.

Por outro lado, os registros de compatibilidade de medula óssea não caíram tanto. Em 2019 foram 20 compatibilidades com pacientes nacionais e 16 compatibilidades com pacientes internacionais. Das 36 compatibilidades, quatro doadores efetuaram a doação de medula óssea.

Já em 2020, o Hemocentro obteve 11 compatibilidades nacionais e nove compatibilidades internacionais. Das 20 compatibilidades, dois doadores efetuaram a doação de medula óssea até o momento.

Os interessados poderão solicitar mais informações pelo telefone (65) 3623-0044.

Fonte: SES-MT

Gostou da matéria? Acompanhe mais no Blog e nas Redes Socias:

Facebook, InstagramTwitter e Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here