Covax: Brasil confirma aliança global para criar vacina contra a Covid-19

O país faz parte do Covax: programa de aceleração e alocação global de recursos contra o novo coronavírus

0
507
covax
Vacina de Oxford / Fonte: reprodução da internet

O Brasil confirmou a intensão de aderir à Aliança Global de Vacinação (Gavi, sigla em inglês), do programa mundial (Covax) para criar vacina contra a Covid-19. A informação foi anunciada nesta sexta (18.09), por meio de um comunicado oficial do governo federal.

“O Ministério da Saúde tem atuado em diversas frentes para alcançar com agilidade e segurança uma solução efetiva para a cura da Covid-19. No entanto, a aquisição de uma vacina segura e eficaz é prioridade do governo federal”, informou o comunicado.

Contudo, esse plano global de vacinação tem por objetivo garantir a compra e a distribuição de doses da vacina de maneira justa e por todo o mundo.

Leia também: Testes da vacina de Oxford foram retomados no Brasil; seguem suspensos nos EUA

Covax - Vacina contra a Covid / Fonte: CNN
Covax – Vacina contra a Covid / Fonte: CNN

Covax: entendendo a coalizão global

Diante de tantos países estudando e buscando pela vacina e uma possível cura para a Covid-19, a Organização Mundial da Saúde (OMS) criou o Covax: programa de aceleração e alocação global de recursos contra o novo coronavírus.

De acordo com o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, mais de 170 países já aderiram à Covax.

Dessa forma, além de evitar guerras por patentes e facilitar a chegada do medicamento aos países mais pobres, o acesso a eventuais vacinas se torna amplo e mais fácil.

Por outro lado, no Brasil, especificamente existem algumas vacinas em estudo, que ganharam mais força, em relação às outras.

Um exemplo disso é a  Vacina de Oxford, desenvolvida pelo laboratório suíço AstraZeneca, em conjunto com a Universidade de Oxford e considerada a mais promissora de todas, até agora.

Covax
Estudos sobre vacina continuam / Fonte: Reprodução da internet

Além dessa, a vacina Russa, chamada Sputinik V, também já está em circulação e testes no país. Em menos de um mês, ela teve sua qualidade aprovada pelo Serviço Federal de Vigilância em Saúde do país.

Leia também: Vacina em spray: USP avalia versão para aplicação nasal contra Covid-19 

Gostou da matéria? Acompanhe mais no Blog e nas Redes Sociais: Facebook, InstagramTwitter e Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here