Obesidade infantil: conheça mais e saiba como agir

A obesidade infantil precisa ser combatida precocemente

0
207
obesidade infantil
Obesidade infantil, seus riscos e tratamentos. Confira detalhes (Foto: Freepik)

Ao longo dos últimos anos, os índices de obesidade infantil saltaram e, conforme estudos já comprovaram, as consequências para a saúde da crianças são ruins, inclusive refletindo na qualidade de vida quando adultos.

Confira a matéria do Saúdelab sobre o que é obesidade em crianças e quais seus riscos.

obesidade infantil
Obesidade infantil, seus riscos e tratamentos. Confira detalhes (Foto: Freepik)

Leia mais: O que é alergia alimentar, quais seus sintomas e como tratar? Entenda

O que é obesidade infantil?

De acordo com profissionais de saúde, a obesidade ou o sobrepeso em crianças se caracteriza pelo excesso de peso em relação a idade.

Dentre os principais fatores que desencadeiam a doença, apontados pela OMS, está a má alimentação e também o sedentarismo, ainda na infância. 

Ou seja, as crianças trocam com frequência, a comida caseira por fast food, e as brincadeiras tradicionais (pular corda, futebol entre outras) por tempo indeterminado na internet. Porém, os pais. professores e gestores de saúde são alertados a agirem precocemente nesse contexto.

Nesse sentido, o IBGE realizou uma pesquisa de índice de obesidade infantil no Brasil e constatou que, entre três crianças, uma delas tem o peso acima do recomendado.

Os pesquisadores relatam que os parâmetros utilizados para o cálculo de IMC (Índice de Massa Corporal) realizado para crianças é diferente dos adultos e tem como base o gênero, a idade e a altura.

Quais são as causas da obesidade infantil

Em síntese, existem muitos fatores que podem ocasionar a obesidade em crianças. O principal em foco, na atualidade, é a mudança nos hábitos alimentares, já sublinhado pela OMS.

Além disso, também é possível diagnosticar a obesidade infantil em crianças portadoras de doenças hormonais ou que utilizem medicamentos à base de corticoides.

Da mesma forma, a condição genética também pode ser um fator importante, mas não determinante. Pais diagnosticados com obesidade também podem ter filhos obesos. Porém, essa situação não ocorre com a mesma frequência com que a junção de dieta desequilibrada e sedentarismo causam a obesidade.

Riscos para a criança na infância e futuramente

Acima de tudo, os riscos causados pela obesidade e que podem acompanhar a criança até sua fase adulta são estes, principalmente: doenças como colesterol alto, hipertensão, diabetes, doenças cardíacas e até problemas ósseos.

Além disso, essa condição pode afetar a criança psicologicamente, ocasionando dificuldades de sociabilidade, baixa autoestima, depressão e também o bulling que por sinal tem sido pautas de muitas palestras e debates na sociedade. 

Como prevenir essa condição

Ao passo que uma criança vai chegando à fase de obesidade infantil, existem formas de evitar a condição. O primeiro passo requer comprometimento dos pais e de toda família para apoio de dietas e mudança de hábitos alimentares.

E concomitantemente, acompanhamento multidisciplinar constante de  profissionais qualificados, seja médico ou nutricionista bem como psicólogo para suporte no tratamento.

E por último, mas não menos importante,  incentivar à prática de exercícios físicos e de uma alimentação adequada para a idade da criança ou adolescente. Uma ótima dica para manter uma criança engajada na nova rotina é agir com paciência, respeito e elogios para que ela se sinta estimulada a alcançar resultados positivos.

Leia mais: Colesterol alto? Conheça 3 alimentos que podem ajudar a diminuí-lo

Gostou desta matéria? Acompanhe as nossas redes sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here