Auxílio Emergencial de 1.000 dólares? Saiba mais sobre a polêmica

Valor base do auxílio emergencial é de 760 dólares no total

0
276
Auxílio Emergencial de 1.000 dólares? Entenda a polêmica
Auxílio Emergencial de 1.000 dólares? Entenda a polêmica

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) causou polêmica ao afirmar, em discurso na Assembleia Geral da ONU, que o governo federal concedeu Auxílio Emergencial de 1.000 dólares na soma de todas as parcelas. O assunto, obviamente, acabou rendendo, pois a quantia concedida aos cidadãos brasileiros é menor do que a que foi proferida.

Durante discurso oficial da presidência da República, em um vídeo enviado para a Assembleia Geral da ONU, Jair Bolsonaro fez, entre outras, a seguinte afirmação: “(Nosso governo) concedeu auxílio emergencial em parcelas que somam aproximadamente mil dólares para 65 milhões de pessoas”.

De fato, a Caixa Econômica Federal e a DataPrev frequentemente divulgam a informação de que o benefício tem sido repassado para mais de 65 milhões de brasileiros, desde que foi instituído como Lei, em abril. Contudo, na soma de todas as nove parcelas confirmadas, de abril até dezembro, o valor não atinge os 1.000 dólares divulgados por Bolsonaro para o mundo.

Leia mais: Saiba como consultar benefício auxílio emergencial pela Internet

Auxílio Emergencial de 1.000 dólares? Entenda a polêmica
Auxílio Emergencial de 1.000 dólares? Entenda a polêmica

Auxílio Emergencial de 1.000 dólares? Confira o que de fato existe

O auxílio emergencial começou a ser debatido durante o mês de março, quando houve a necessidade de quarentena urgente em todo o Brasil, em função da explosão de casos de coronavírus.

Inicialmente, a equipe econômica do governo federal sugeriu um valor de R$ 200 por mês para o auxílio. No entanto, após pressão feita pelo Congresso Nacional, foi definido que o valor final para o auxílio emergencial seria de R$ 600 por mês – com duas cotas mensais para mães solteiras.

Além disso, o benefício previa apenas três parcelas. Em seguida, foi ampliado por mais dois meses.  Ficando, portanto, cinco parcelas na quantia de R$ 600.

Depois que essas cinco forem depositadas, os beneficiários têm direito a mais quatro parcelas, recentemente divulgadas, com o valor reduzido de R$ 300.

Portanto, o valor total das nove parcelas confirmadas é de R$ 4.200.

Quanto esse valor dá em dólar?

No câmbio desta quarta-feira, 23 de setembro, R$ 4.200 representa 760 dólares.

Ou seja, não é verídico discurso de presidente da República de que foi repassado auxílio de 1.000 dólares para os brasileiros.

Para chegar ao valor afirmado por Jair Bolsonaro, o total pago na soma das nove parcelas deveria ser de R$ 5.400.

Nem todos têm direito às nove parcelas

Além disso, o presidente da República também não informou que as nove parcelas do auxílio emergencial não chegarão a todos os 65 milhões de brasileiros aprovados.

Isso porque, segundo as novas regras do auxílio residual – as quatro últimas parcelas – um número alto de beneficiários será cortado.

Isso porque, em muitos casos, pessoas que foram aprovadas inicialmente não fazem mais parte do público-alvo.

Leia também sobre isso: O que é auxílio residual e a quem ele se destina? Entenda agora mesmo

Mães solteiras aprovadas no auxílio emergencial recebem mais que 1.000 dólares

Vale ressaltar que uma parcela dos beneficiários do auxílio emergencial recebem, sim, mais do que 1.000 dólares na soma das nove parcelas. São as mães solteiras.

Isso porque, de acordo um trecho da Lei nº 13.982 e que foi mantido pela Medida Provisória 1.000/2020, as mães provedoras de família possuem direito a duas cotas por mês.

Ou seja, nesse caso são cinco parcelas de R$ 1.200 e mais quatro de R$ 600. O valor total é de R$ 8.400 para esse grupo de mulheres.

Leia ainda: Como saber se vou receber a 6ª parcela do auxílio emergencial? Veja aqui

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here