Rússia deve registrar 2ª vacina contra Covid-19 até outubro; entenda

A Rússia est[a caminhando a passos largos nas pesquisas

0
76
Vacina russa / Foto: Reprodução da internet
Rússia deve registrar 2ª vacina contra Covid-19 até outubro; entenda / Foto: Reprodução da internet

A Rússia anunciou nesta terça (22.09) que irá registrar a 2ª vacina contra Covid-19 até 15 de outubro. A informação partiu do Rospotrebnadzor, órgão regulador de segurança do consumidor do país.

Por outro lado, esta segunda vacina contra Covid-19 está sendo desenvolvida pelo Instituto Vector, da Sibéria. O estudo da Fase I injetou a imunização em cinco voluntários, e tem a possibilidade de ampliação dos testes em até 100 voluntários com idades entre 18 e 60 anos.

Contudo, o estágio inicial de testes em humanos foi concluído na semana passada. Já quanto ao estágio avançado da imunização, estão sendo realizados testes em pelo menos 40 mil pessoas, no momento.

Leia também: Vacina russa contra a Covid-19 já está em circulação; confira

2ª vacina contra Covid19 / Foto: AFP
Rússia deve registrar 2ª vacina contra Covid-19 até outubro; entenda / Foto: AFP

Vacina contra Covid-19: Entenda as fases

Primeiramente, antes de começar os testes em voluntários humanos, a imunização passa por várias fases de experimentação em laboratório, usando cobaias.

Após estes pré-testes, é possível começar a testar em humanos a vacina contra a Covid-19. Logo, em pessoas, os testes se dividem em 3 partes:

Fase 1: É a avaliação preliminar da segurança do imunizante. Ela é realizada em um número reduzido de voluntários adultos saudáveis, que são monitorados de perto. Tal etapa é crucial para entender como o imunizante age no organismo e como o corpo reage a ele.

Fase 2: Dessa maneira, após isso, o estudo clínico é ampliado e já pode contar com centenas de voluntários. A vacina é aplicada em um grupo específico de pessoas com características similares àquelas para as quais a nova vacina será destinada. Nessa fase também são avaliados critérios importantes: a segurança, a imunogenicidade (capacidade da proteção), a dosagem e como deve ser administrada.

Fase 3: Por fim, esta fase permite testes e administração da vacina em escala elevada. Esse chamado ensaio em larga escala, geralmente contempla milhares de indivíduos. É a partir daí que se obtém uma resposta definitiva, antes de fazer o registro sanitário e de começar a produção em massa.

Leia também: Vacina de Oxford contra Covid-19: SUS prevê disponibilização ao público a partir da janeiro

Vacina da Rússia / Foto: Reuters
Rússia deve registrar 2ª vacina contra Covid-19 até outubro; entenda/ Foto: Reuters

Em síntese, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 180 vacinas contra a Covid-19 estão sendo desenvolvidas em todo o mundo para tentar deter a pandemia.

Além da Rússia, então, pelo menos oito vacinas estão na terceira fase de testes: quatro na China, três nos Estados Unidos e outra no Reino Unido.

Fonte: TASS

Gostou da matéria? Siga nossas redes sociais no Facebook, InstagramTwitter e  Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here