Estresse nos animais: conheça as causas mais comuns

Descubra como identificar os tipos de estresse mais comuns

0
180
Estresse nos animais: conheça as causas mais comuns Foto - Pixabay

Mudanças na rotina e outros fatores da quarentena podem fazer com que seu animal de estimação sofra de estresse e que podem afetar seriamente sua saúde. Por isso, aprenda a detectar se seu animal está estressado. Desta forma, ao identificar e tratar o seu animal de estimação poderá até impedir que ele fique doente. Saiba mais aqui no SaúdeLab.

Leia tambémCalendário de vacinação para cães: conheça as principais datas

Estresse em animais domésticos

Estresse
Estresse nos animais: conheça as causas mais comuns Foto – Pixabay

Ao contrário do que muitos acreditam, animais como cães e gatos podem sofrer de doenças como ansiedade, estresse e depressão.

Mudanças na rotina e outros fatores de quarentena podem fazer com que seu companheiro peludo sofra dessas doenças, que podem afetar seriamente sua saúde.

Aprenda a detectar se seu animal está estressado e, em caso afirmativo, siga estas dicas de como tratá-lo.

O que é estresse?

Tanto em humanos quanto em animais, o estresse é uma resposta a situações que nos fazem sentir medo, raiva ou frustração. Se não for identificado e tratado, pode causar ansiedade e outros problemas de saúde física e mental.

Causas

Todos os animais de estimação são diferentes, portanto as causas do estresse dependem de diferentes fatores que podem parecer insignificantes à primeira vista.

Cães
Estresse
Estresse nos animais: conheça as causas mais comuns Foto – Pixabay

A maioria está acostumada com a companhia de seus tutores e a sair às ruas para correr e tomar um pouco de ar fresco, por isso o confinamento pode acabar em casos de estresse.

Perder a relação com os ambientes externos, ou seja, o animal deixa de interagir com outros animais e os humanos, somado ao confinamento pode causar tédio nos cães, principalmente se ele nem mesmo tiver com quem brincar.

Mesmo que seu animal de estimação esteja confinado com você, ele ainda requer atenção e interação. Um carinho de vez em quando e brincadeiras sempre são indicadas.

Se o canino está acostumado a passar o dia sozinho e em um ambiente calmo, pode ser mais difícil para ele ver as pessoas continuamente e ouvir vários ruídos que não são habituais.

Veja também: Pets braquicefálicos exigem atenção redobrada e donos de pets tendem a se preocupar mais

Gatos

Ao contrário dos cães, a maioria dos gatos está acostumada a ambientes silenciosos e solitários, por isso podem ser mais afetados pela companhia de seus donos.

Muitos felinos sofrem de estresse e ansiedade devido a fatores genéticos que podem variar dependendo da raça, mesmo que os pais sofram dessa doença é possível que os filhotes também sofram.

O ambiente físico desempenha um papel fundamental. Se não estiverem acostumados a estar na companhia de pessoas e animais, podem se sentir incomodados com sua presença.

Mudanças no ambiente e na rotina causam confusão e os gatos tem mais dificuldade para se adaptar a essas novas situações.

Sintomas

Para ambas as espécies, cães e gatos, os sintomas de estresse são diferentes e podem se manifestar fisicamente ou em seus comportamentos.

Cães

Se for um animal calmo e não agressivo, pode começar a rosnar quando alguém tentar acariciá-lo, pode também começar a tremer, gritar, ofegar, coçar ou lamber excessivamente .

Assim, para chamar a atenção do tutor, eles podem quebrar móveis, roupas ou qualquer objeto que encontrarem, farão suas necessidades em lugares inusitados e seus músculos ficarão tensos.

Outros cães manifestam estresse por meio de sintomas mais específicos, como perda de apetite e pelo, diarreia, vômitos, espirros e hiperatividade.

Gatos
Estresse
Estresse nos animais: conheça as causas mais comuns Foto – Pixabay

Eles têm seu próprio caráter e podem ser solitários ou sociáveis. Se for um felino tímido e solitário, é normal se esconder e procurar lugares onde se sinta isolado.

Eles também podem apresentar sintomas como tremores, respiração ofegante, pupilas dilatadas, diarreia ou vômito. Ele tentará chamar a atenção do proprietário por meio de miados e posturas mais “alertas” , como colocar as orelhas para trás e ficar em posição de ataque.

Tratamentos

Se a esta altura você acredita que seu animal está sofrendo de estresse, recomendamos consultar um veterinário para um diagnóstico mais preciso e, se necessário, prescrever um medicamento para ajudá-lo a se sentir melhor.

Porém, existem soluções caseiras que podem ajudar a reduzir os níveis de estresse no animal.

Cães

A principal recomendação para caninos é encontrar uma forma de entretê-los. Se você não puder dar um passeio, pode encontrar jogos caseiros que não levam mais de 15 minutos.

Por isso, mesmo que você esteja em um espaço pequeno, como um apartamento, você pode jogar uma bola ou um brinquedo nele no corredor ou no espaço maior da sua casa.

Se você puder dar um passeio com seu animal de estimação, é recomendável que, ao retornar, limpe bem o seu lodo e as patas com água e sabão para evitar que contraiam vírus.

Outro método é ensinar truques a ele. Assim, você pode aproveitar o tempo para treinar seu cão e fazê-lo sentar ou “acenar” com a pata quando você mandar.

Sendo assim, se nenhuma dessas opções o atrai, você pode pesquisar na internet como fazer brinquedos caseiros que seu companheiro peludo possa entreter enquanto você realiza suas tarefas diárias .

Portanto, existem soluções que o veterinário pode lhe oferecer, como o uso de feromônios calmantes  que, enfim, são peças de roupa que exercem um pouco de pressão e ajudam o animal a relaxar.

No caso dos gatos se ele gosta de ficar sozinho é viável deixá-lo em um lugar com menos distração.

Você percebeu alguns desses sintomas em seus animais de estimação? Deixe seu comentário.

Leia agora: Saúde do melhor amigo: veja o guia da alimentação saudável para pets

Gostou desta matéria? Acompanhe as nossas redes sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here