Brasileiro desconhece a presença do açúcar nos alimentos, aponta pesquisa

37% dos brasileiros ultrapassam o consumo diário de açúcar

0
163
açúcar nos alimentos
Brasileiro desconhece a presença do açúcar nos alimentos, aponta pesquisa Foto - Pixabay

Ainda existem pessoas que não têm consciência da enorme quantidade que consomem de açúcar diariamente e os danos que isso pode causar à sua saúde. E a explicação é a desinformação. Foi isso que revelou uma pesquisa realizada, ou seja, de fato o brasileiro médio desconhece a presença do açúcar nos alimentos. Acompanhe mais no texto.

Leia também: Receita sem glúten: que tal um pão sem glúten de liquidificador para o lanche da tarde? Veja só

Açúcar nos alimentos: o que mostrou a pesquisa?

açúcar nos alimentos
Brasileiro desconhece a presença do açúcar nos alimentos, aponta pesquisa Foto – Pixabay

A pesquisa foi feita pela WW Vigilantes do Peso, em parceria com a Opinion Box, apontando que 37% dos brasileiros ultrapassam o consumo diário de até seis colheres de chá de açúcar.

A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que não excedamos 5% de nossas calorias diárias na forma de açúcar, que em uma dieta de 2.000 Kcal equivaleria a 25 gramas ou 5 colheres de chá de açúcar .

O levantamento ouviu mais de mil pessoas, de 18 a 50 anos de idade, em todas as regiões do Brasil. Dos participantes, 85% afirmaram que estão cientes das diretrizes da OMS.

Porém, acontece que boa parte desse contingente demonstrou não saber claramente quais alimentos possuem açúcar na composição. Isso porque apenas 23% têm o hábito de ler as tabelas nutricionais “sempre” ou “quase sempre”.

E mais, 93% reconheceram que há açúcar em bolos e tortas, mas o índice cai para 45% sobre macarrão e massas em geral.

O nutricionista do WW Vigilantes do Peso, Matheus Motta falou o seguinte:

“A OMS considera não só o açúcar que conseguimos ver, como o que adoça o café ou está nas receitas de doces, mas também o que está nos alimentos natural ou artificialmente. Ou seja, o índice de 37% não contabiliza o total de pessoas que ultrapassa a recomendação diária já que, muitas vezes, não sabem quais alimentos contém a substância”.

E o desconhecimento é um dos motivos da presença do açúcar nas embalagens comercializadas de acordo com o nutricionista:

“O que vemos nas embalagens são termos como sacarose, maltodextrina, glucose ou xarope de milho, que são basicamente açúcar disfarçado, mas a maioria das pessoas não sabe”.

O perigo de açúcares adicionados

açúcar nos alimentos
Brasileiro desconhece a presença do açúcar nos alimentos, aponta pesquisa Foto – Pixabay

Sobre o açúcar nos alimentos, não se trata do açúcar em geral, mas do açúcar adicionado, pois é este o que mais põe em risco a saúde do organismo e também, o responsável pelo consumo diário de açúcar em excesso.

Do mesmo modo o açúcar que consumimos naturalmente com uma fruta fresca, um suco ou com leite, vem acompanhado de bons nutrientes.

E isso não representa uma quantidade significativa para a nossa dieta, mas os açúcares que são adicionados industrialmente aos alimentos são muito diferentes.

Dessa forma, os açúcares adicionados não só passam despercebidos muitas vezes por estarem escondidos em alimentos como pães, barras de cereais, granola, molhos e até em salgadinhos.

Como resultado, são frequentemente acompanhados por excesso de sódio e / ou gorduras que aumentam seus risco potencial para a saúde.

Se nenhum teor de açúcar for declarado na informação nutricional ou o tipo de hidratos não for distinguido, é melhor ir para a lista de ingredientes, onde podemos ver o açúcar adicionado com nomes diferentes:

Xarope ou xarope de milho rico em frutose (o mais comum de todos, depois do açúcar; também pode aparecer como HFCS ou HFCS), agave ou xarope de agave, caramelo, dextrose, melaço, xarope de bordo ou xarope, frutose, sacarose, maltose, maltodextrina, xarope, mel de cana, concentrado de suco de fruta, sacarose, caldo de cana, mel, entre outros

O açúcar e seu alto consumo são uma das maiores dores de cabeça para as organizações de saúde pública nacionais e internacionais. Esse excesso está vinculado a vários problemas, como obesidade, diabetes tipo 2 ou doenças cardiovasculares.

Portanto, muito cuidado e leia com atenção os rótulos das embalagens.

Confira agora: Mel: quais são os benefícios para a pele? Saiba maisGostou desta matéria? Acompanhe as nossas redes sociais: FacebookInstagramTwitter Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here