Alimentos que afetam a pele: conheça 4 inimigos da cútis perfeita

É plenamente possível ter uma pele perfeita comendo bem

0
179
Os alimentos que afetam a pele devem ser evitados no consumo exagerado
Os alimentos que afetam a pele devem ser evitados no consumo exagerado (Imagem: Reprodução/Freepik)

Quem não quer ter um rosto bonito, sem sinais de manchas e oleosidade? Poucas pessoas sabem, mas alguns alimentos que afetam a pele podem ser inimigos mortais da cútis perfeita. Por exemplo, as espinhas são a preocupação número um desde a adolescência até a vida adulta, e podem aumentar a quantidade dependendo do que se come.

Hoje em dia, existem vários tipos de cosméticos que ajudam a tratar os problemas faciais, alguns deles prometem até mesmo resultados milagrosos. No entanto, não adianta fazer uso desse tipo de produto se a alimentação não for saudável, bem como se os níveis de vitaminas e nutrientes forem deficientes.

Leia mais: Óleo Johnson: como ter uma pele incrível com apenas 02 gotinhas por dia!

Assim, o SaúdeLab apresenta os quatro alimentos que afetam a pele e que geralmente estão presentes no cardápio de muitos de nós. Quer descobrir quais são eles? Pois então, continue com a leitura e conheça mais a respeito do que está compondo a sua mesa.

Os 4 alimentos que afetam a pele negativamente

1.     Alimentos doces

Doces podem ser maléficos, especialmente em questão de espinhas
Doces podem ser maléficos, especialmente em questão de espinhas (Imagem: Reprodução/Freepik)

Que atire a primeira pedra aquele que não se rende a um docinho de vez em quando. Mas há quem se renda o tempo todo! De certo que bombons e chocolates dão a sensação boa de prazer, mas o consumo exagerado pode estimular a glicação.

A glicação acontece quando há a reação entre um carboidrato e uma proteína, não havendo, nesse caso, ações controladoras de enzimas. Como ocorre de maneira lenta, a glicação acaba afetando as proteínas e células nervosas. Assim, as fibras das proteínas ficam inflexíveis, não conseguindo ser renovadas.

2.     Bebida alcoólica

Quando se ingere álcool em excesso há um comprometimento do fígado, uma vez que o órgão não dá conta de expelir todas as toxinas. Dessa forma, esse fica sendo um dos alimentos que afetam a pele que está no topo da lista, pois deixa a cútis desidratada e sem brilho. Isso ocorre porque o corpo precisa do trabalho extra para metabolizar tudo o que se ingeriu. Portanto, beber com moderação é sempre a melhor recomendação a se fazer.

3.     Alimentos que afetam a pele que contenham cafeína

Cafeína contribui para o envelhecimento precoce da pele
Cafeína contribui para o envelhecimento precoce da pele (Imagem: Reprodução/Freepik)

A cafeína, como os outros diuréticos, diminui consideravelmente a umidade do corpo. Consumir excessivamente causa a perda dos minerais e vitaminas, bem como eleva os níveis de cortisol.

Confira também: Qual o tempo correto entre um remédio e o outro? Confira

A cafeína em exagero, não só desregula a pressão arterial, mas também reduz a capacidade da queima calórica, especialmente em determinadas situações perigosas. Dessa forma, deve-se tomar cuidado também com doenças dermatológicas que estão relacionadas com essa questão, tal como a psoríase.

4.     Alimentos congelados

Você gosta de pizza, nugget ou hambúrguer? Pois esses são alguns dos alimentos que afetam a pele negativamente. Pela praticidade dessas comidas paga-se um preço muito alto. Comidas congeladas são ricas em sódio, e essa substância acaba liberando hormônios que retém líquidos que, consequentemente, causam inchaços.

O fosfato, presente nas comidas congeladas também, é capaz de acelerar o envelhecimento da cútis. Portanto, esses alimentos precisam ser evitados, priorizando, assim, alimentos naturais. eliminadas do cardápio. O problema está no exagero. Prefira comidas caseiras, elas são mais saudáveis e baratas.

A chave é o equilíbrio alimentar

Comer bem é a chave para ter um organismo e uma pele saudável. Escolher bem os alimentos é essencial nesses casos. O betacaroteno, por exemplo, é uma substância convertida pelo organismo vitamina tipo A, encontrado na sardinha, nos evos, etc. Já o ômega 3, do salmão e do bacalhau, recupera a pele ressecada.

A vitamina C, que todos conhecem, aumenta consideravelmente a produção do colágeno e contribui para o processo de cicatrização. Boas fontes de vitamina C são as frutas cítricas, pimentões e brócolis. Já a vitamina E impede o envelhecimento precoce, uma vez que reduz a deterioração que acontece nas células.

Assim como existem alimentos que afetam a pele negativamente, há aqueles que podem contribuir positivamente para a manutenção do brilho, maciez e viscosidade. Combinar os cuidados faciais com cremes e uma alimentação saudável certamente te dará uma pele incrível! Experimente!

Gostou desta matéria? Acompanhe nossas redes sociais: Facebook, Instagram, TwitterPinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here