Edema macular diabético ganhará novo tratamento no SUS; Entenda

0
144
edema macular diabético
Edema macular diabético ganhará novo tratamento no SUS; Entenda (Imagem: Blogger)

A Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde) decidiu, em plenário, pela adição de um novo tratamento para o edema macular diabético na rede pública de saúde. Dessa maneira, pessoas que sofrem com a perda da visão causada pela diabetes poderão ter uma nova alternativa médica.

Esse edema é consequência do aumento dos níveis de açúcar no sangue. O seu perigo, aliás, está resguardado pelo fato de que não apresenta sintomas prévios e que a ausência de tratamento correto pode levar à cegueira irreversível.

Dessa forma, a adição do novo medicamento ao SUS (Sistema Único de Saúde) representa uma nova chance de vencer os riscos de cegueira. Então, confira abaixo maiores detalhes sobre a doença e o novo medicamento contra edema macular diabético.

Também veja: Saiba as causas emocionais das doenças e quais terapias alternativas usar

edema macular diabético
A Conitec aprovou um novo medicamento para o tratamento de edema causado pela diabetes. (Imagem: Atlas da Saúde)

Edema Macular Diabético: Conitec aprova adição de novo medicamento no SUS

A comissão responsável pela aprovação de novos medicamentos no sistema público de saúde aprovou a adição de um novo remédio para o tratamento do edema.

O novo medicamento se chama ranibizumabe e foi aprovado ante o reconhecimento de sua eficácia e segurança.  Aliás, ele possui atuação semelhante afibercepte, remédio para mesmos fins que foi incorporado ao SUS ao final de 2019.

Contudo, a aplicação do novo medicamento para edema macular diabético depende ainda da elaboração de um Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PDCT). Também, ficou condicionado à negociação do valor de comercialização com o fabricante da medicação.

Edema é consequência da diabetes

A doença também é conhecida como maculopatia diabética. Seu desenvolvimento ocorre a partir do aumento dos níveis de açúcar no sangue causados pela diabetes.

Dessa forma, o edema macular diabético promove a proliferação dos vasos sanguíneos da retina, processo que pode prejudicar e danificá-los, aumentando o extravasamento de fluidos presentes na retina. O acúmulo delas é responsável pela formação do edema.

Isso, por sua vez, prejudica a visão e pode levar até mesmo à cegueira. Para evitá-la o diagnóstico da doença silenciosa deve ser feito previamente, assim como aplicado o devido tratamento para reversão da condição;

Por fim, estatísticas utilizadas pelo Conitec para análise do novo medicamento para edema macular diabético apontam que a doença é mais comum em pacientes que enfrentam a diabetes há mais de 10 anos.

Confira agora: Atenção primária é parte essencial do SUS e pode salvar vidas. Conheça mais sobre ela

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here