Confira a relação das varizes com a obesidade e aprenda a prevenir sintomas

0
160
varizes e obesidade
Confira a relação das varizes com a obesidade e aprenda a prevenir sintomas (Imagem: CEP Varizes)

Estudos científicos apontam que, estatisticamente, grande parte da população sofre de Insuficiência Venosa Crônica (IVC). As chamadas popularmente de varizes, surgem especialmente nas pernas trazendo muito desconforto para os pessoas. Por vezes, também afetam a auto estima daqueles que são acometidos pela doença. O seu surgimento tem a ver com vários fatores, entre eles o excesso de peso.

Mas, para entender a correlação existente entre a obesidade e as varizes nas pernas é preciso considerar que o sobrepeso, comumente, afeta diretamente os membros inferiores.

Dessa forma, especialmente a gordura localizada faz compressão no abdome e na virilha, provocando a dilatação das veias e dos vasos, que acabam por se romper. Assim então surgem nos nas pernas e pés as tão indesejadas varizes.

Outro sintoma que acontece muito é o inchaço das pernas e dos pés (retenção de líquido). Noutras palavras existe uma dificuldade do organismo em fazer o sangue retornar ao coração. Isso, claro, porque a inflamação das veias favorecem o  edema nesse membros.

Outros fatores para surgimento das varizes

Conforme explicado no artigo de Ferraz e seus colaboradores uma definição para varizes é a seguinte:

varizes são veias anormalmente dilatadas, tortuosas e congestionadas, devido à hipertensão venosa prolongada

As varizes ainda podem ser classificadas como superficiais ou profundas e também costumam atingir não só os membros inferiores, mas qualquer órgão do corpo humano.

A genética hereditária e a má circulação sanguínea são outros fatores para o surgimento dessa doença. Ou seja, se os pais têm tendência às varizes, há uma grande chance dos descendentes herdarem.

varizes
Confira a relação das varizes com a obesidade e aprenda a prevenir sintomas (Imagem: Dra Ana Flávia Rosa| reprodução internet)

A má circulação do sangue nas veias já atinge em média 30% das mulheres e 10% dos homens. Um dado muito preocupante e que requer intervenções para a promoção da saúde das pessoas que sofrem com este mal. É o que nos confirma Seildel e demais autores no artigo de “Prevalência de insuficiência venosa superficial dos membros inferiores em pacientes obesos e não obesos.”

“A insuficiência venosa crônica dos membros inferiores é a mais prevalente das doenças venosas. Muito se discute sobre sua etiologia e fisiopatologia. Vários fatores de risco têm sido associados ao seu desenvolvimento, como idade, sexo, dieta, entre outros. A obesidade é um problema de saúde pública e sua incidência tem aumentado.”

Saiba mais: Intestino preso e inchaço? Conheça 3 chás laxantes seguros e saudáveis

Sinais e sintomas comuns

Algumas das queixas mais frequentes citadas nos estudos, conforme dados da Sociedade Brasileira de Angiologia são: desconforto, inchaço, pernas pesadas, cansaço e, sobretudo as dores, que dificultam as Atividades de Vida Diárias (AVDs) bem como as laborais.

Ainda assim, as varizes que são visíveis geram constrangimento quando são expostas, levando principalmente as mulheres a se sentirem angustiadas e com baixa auto estima.

Nesta esteira ainda, a necessidade de educar a população para a prevenção e cuidados diários, tem sido temas de discussões nos Órgãos de Saúde para encontrar soluções, afim de diminuir as queixas e agravos sofridos em face desta patologia.

Confira também: Os benefícios da fitoterapia chinesa para a saúde em geral; conheça mais

Nesse contexto, hoje iremos apresentar algumas dicas úteis, que certamente irão aliviar os sintomas e prevenir complicações. Por outro lado, ao mesmo tempo em que as informações a seguir sejam úteis, não hesite em buscar avaliação e acompanhamento médico para ter um tratamento adequado das varizes.

Tipos de varizes e seu aparecimento

As varizes são, portanto, aquelas veias finas (superficiais/primárias) ou dilatadas (profundas/secundárias) e de coloração azulada ou avermelhada, respectivamente; e elas ficam mais aparentes sob a pele. Dessa forma, como já dito antes, que isso acontece porque não há um retorno adequado do sangue dos membros inferiores até o coração.

As mulheres, frequentemente, são as mais propensas a terem esses distúrbios de circulação. Dessa forma o percentual de acometidas chega a ficar em torno de 90% do universo feminino.

 

Quem tem mais varizes?
Confira a relação das varizes com a obesidade e aprenda a prevenir sintomas (Imagem: Freepik)

Do mesmo modo, os homens também sofrem dessa patologia, porém em número menor, pelo menos é o que se sabe até o momento.

Saiba também: Planos de saúde e pandemia: setor apresenta queda de 254,5 mil usuários segurados

Portanto é importante saber alguns cuidados no dia a dia, para então incluí-los e, como resultado promover a circulação do sangue evitando o surgimento das varizes. Veja a seguir quais são eles e, se anime para praticá-los a partir de agora.

Continue a leitura e se informe mais sobre as varizes e algumas medidas práticas de minimizar os transtornos que elas causam.

O que fazer para evitar as varizes

A princípio, o fato de ter predisposição às varizes, necessariamente, não significa que vá desenvolvê-las, pois existem hábitos e pequenas mudanças que podem ser alterados no dia a dia, e mais, sem sacrifício ou gastos exorbitantes.

Observe a seguir, algumas atitudes que você poderá praticar, elas são fáceis e simples, porém, exigem disciplina e persistência. Aproveita as dicas para então prevenir e aliviar as dores nas pernas e pés.

  • O primeiro ponto a ser corrigido é não ficar muito tempo assentado ou de pé. Sempre que possível, é claro. E mesmo se a sua profissão lhe exija tais condições, tente fazer pausas alterando as posições ou adquira um objeto que lhe permita repousar os pés num nível mais elevado do chão. Vez que essas ações podem melhorar a circulação e diminuir chances de ter edemas.
  • Outro fator muito importante é a alimentação. Nesse caso escolha alimentos saudáveis e nutritivos; evite excessos de gorduras ou calorias, pois certamente irão inflamar e enfraquecer os vasos sanguíneos.
alimentos saudáveis
Varizes e sua relação com a obesidade- Reprodução internet
  • Quanto ao controle do peso, também é fundamental evitar que exceda o recomendado à sua estrutura física. Assim, observar sempre o que se come e os gastos energéticos possibilita manter o equilíbrio do corpo, bem como o excesso de gordura. Em síntese, vale incluir frutas, legumes, verduras e exercícios físicos regulares.

O que mais se pode fazer?

Juntamente com as dicas acima, ainda há vários outros cuidados possíveis para lhe ajudar nesse processo de prevenção e cuidado das varizes. E nesse sentido, podemos citar: evitar fumar ou ingerir bebida alcoólica, escolher sapatos confortáveis no dia a dia, elevar as pernas sempre que possível, usar meias de compressão conforme critério médico, entre tantos outros. Tudo isso pode aliviar as dores e melhorar a qualidade de vida com mais bem-estar.

Simultaneamente, optar por uma rotina que privilegie os exercícios físicos, bem como mais ingestão de líquidos são acréscimos ao resultado que se deseja para impedir ou diminuir a existência das varizes. Afinal fazer boas escolhas é possível, basta começar e persistir nelas.

Gostou desta matéria? Acompanhe as nossas redes sociais: Facebook, InstagramTwitter e Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here