Adolescente usa cabo de celular para medir órgão e acaba em emergência

Objeto fica preso e garoto é levado às pressas para hospital após 'brincadeira'

Um garoto britânico de 15 anos tenta medir pênis de maneira arriscada e acaba na emergência do hospital. O caso foi estudado por cientistas e publicado na Revista Científica de Urologia internacional (Science Direct) após pesquisadores tentarem descobrir a motivação do jovem em se arriscar nessa ação. Confira agora pelo SaúdeLAB o desfecho do caso e o relatório dos pesquisadores.

“Brincadeira sexual” de medir pênis

A mãe do adolescente conta que ele fez uma brincadeira sexual e para saciar sua curiosidade ele cometeu o ato sem pensar nas consequências.

Após, introduzir o cabo de USB do seu celular via uretra, o mesmo migrou no meato urinário e deu nós, impedindo que fosse retirado pelo garoto. A situação se agravou após o resultado e o pânico tomou conta do adolescente.

Ao chegar na emergência hospital foi necessário fazer exames de imagem e identificar a localização do objeto. A equipe médica explica que “o paciente era um adolescente saudável e em boa forma, sem histórico de distúrbios de saúde mental. As duas pontas do fio USB estavam saindo do meato uretral externo (por onde sai a urina), enquanto a parte do meio do fio permanecia dentro da uretra”.

Cirurgia

Várias tentativas foram feitas para retirar o cabo de USB usado pelo adolescente ao medir o pênis. Além de ter sido agravado pelos nós que se formaram após o cabo migrar pelo canal urinário., ao final, os cirurgiões conseguiram vencer o desafio traumático e salvaram o órgão genital do adolescente.

Sabe-se que retirar corpos estranhos, principalmente do meato urinário, não é uma tarefa fácil e as consequências podem ser irreversíveis. O trauma pode lesar não só a parte física, mas sobretudo trazer problemas psicológicos para a vida toda.

Ao final do relatório, os estudiosos concluíram que a “experiência sexual e satisfação, bem como transtornos mentais subjacentes, são considerados as principais causas de corpos estranhos retidos na uretra e na bexiga”. Enfim, o adolescente sobreviveu e o mais curioso, sem sequelas após usar cabo USB para medir pênis.

Leia mais: Bebê de 9 meses apresenta sangramento em fralda e diagnóstico choca

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitarconsulte Mais informação