Bolsonaro desiste do Renda Brasil, mas dá aval para criação de outro programa

Em vai e vem no governo, novas informações dão conta de um novo programa

992
Bolsonaro desiste do Renda Brasil, mas dá aval para criação de outro programa
Bolsonaro desiste do Renda Brasil, mas dá aval para criação de outro programa

O presidente Jair Bolsonaro desiste do Renda Brasil em meio a reclamações feitas a membros da equipe do ministro Paulo Guedes. No entanto, dá aval para que a sua equipe econômica projete um novo programa.

A confirmação do fim do projeto para lançar o Renda Brasil foi confirmado pelo próprio presidente da República, que reagiu a manchetes da imprensa, sobre a possível necessidade de congelar benefícios sociais para bancar o lançamento do novo programa de transferência de renda.

Na última terça-feira (15), Bolsonaro foi às redes sociais com um vídeo no qual aparece descartando totalmente a hipótese de dar prosseguimento ao Renda Brasil. No entanto, as informações desta quinta-feira (17) dão conta de que o presidente autorizou a criação de um novo programa, nos mesmos moldes deste que havia vetado (o Renda Brasil).

Bolsonaro desiste do Renda Brasil, mas dá aval para criação de outro programa
Bolsonaro desiste do Renda Brasil, mas dá aval para criação de outro programa (Foto: Gov.br)

Leia mais: 6ª parcela do Auxílio Emergencial para nascidos em janeiro: veja o que se sabe até agora

Por que Bolsonaro desistiu do Renda Brasil?

A insatisfação do presidente da República com sua equipe econômica se tornou pública, após declaração dada pelo secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, que afirmou ao site G1, que a equipe econômica seria a favor de congelar aumentos nos valores pagos a benefícios previdenciários por dois anos para bancar o Renda Brasil.

Nas redes sociais, Jair Bolsonaro (sem partido) divulgou um vídeo no qual proibia que o assunto Renda Brasil fosse falado por membros do Governo. Disse ainda que esse estudo não iria adiante.

“Acordei hoje surpreendido por manchetes em todos os jornais. O Globo: ‘Por Renda Brasil governo quer congelar aposentadorias’; ‘Economia propõe congelar aposentadoria para criar Renda Brasil’, O Estado de S.Paulo; Folha de S.Paulo, essa é a mais terrível, né: ‘Governo que cortar R$ 10 bi em auxílio para idosos e pobres com deficiência’; Correio Braziliense: ‘Em prol do Renda Brasil, governo estuda suspender reajuste dos aposentados’. Eu já disse há poucas semanas que jamais vou tirar dos pobres para dar aos paupérrimos”, disse, assim, o presidente.

Bolsonaro também afirmara que daria “cartão vermelho” para quem propusesse essas medidas. Além disso, confirmou um suposto sepultamento do Renda Brasil e a continuidade do Bolsa Família até o fim de seu mandato, em 2022.

“Quem porventura vier propor uma medida como essa, eu só posso dar um cartão vermelho para essa pessoa. E última coisa, para encerrar: até 2022, no meu governo, está proibido falar a palavra Renda Brasil. Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final”, finalizou o presidente.

Leia também: Congelamento de aposentadoria será aprovado? Entenda aqui

No entanto….Presidente dá aval para criação de outro programa

Pouco tempo após a divulgação do vídeo no qual afirmara que não se deveria mais falar sobre Renda Brasil, Jair Bolsonaro deu aval ao senador Márcio Bittar (MDB-AC) para que um novo programa assistencial fosse criado após a pandemia.

A afirmação foi confirmada pelo próprio senador, em suas redes sociais. Confira, então, o que foi falado por Bittar:

“Fui solicitar ao presidente se ele me autorizava colocar dentro do Orçamento a criação de um programa social que possa atender milhões de brasileiros que foram identificados ao longo da pandemia e que estavam fora de qualquer programa assistencial. O presidente me autorizou”.

Em sendo assim, caso não ocorra mais informações desencontradas no governo, um novo programa nos mesmos moldes do Renda Brasil deverá surgir no início de 2021.

Leia ainda: O que está acontecendo com o Bolsa Família e o Renda Brasil? Entenda agora

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here