OMS alerta para ‘fadiga da pandemia’: como combater? Entenda agora

A pandemia de covid-19 já dura meses e a população tem sofrido com isso, apontou a OMS.

269
Fadiga na Pandemia
OMS alerta para 'fadiga da pandemia': como combater? Entenda agora (Crédito: IncrívelClub)

Hoje vamos falar sobre a Fadiga da pandemia. E como a situação tem se estendido, já que dura alguns meses, ela tem provocado um cansaço extremo na população. Veja que,  de acordo com uma pesquisa recente da Organização Mundial da Saúde (OMS), um índice de 60% da população está sofrendo desse mal. Saiba mais sobre esse alerta da OMS aqui no SaúdeLab.

Leia também: Spray com nanopartículas de prata é o novo aliado contra o Coronavírus

OMS alerta sobre ‘fadiga da pandemia’

fadiga da pandemia
OMS alerta para ‘fadiga da pandemia’; entenda mais e como combater Foto – Pixabay

Boa parte do mundo está há mais de seis meses lidando com a pandemia. E as medidas tomadas, como o isolamento social, podem interferir negativamente na vida dos indivíduos, causando cansaço, também chamado de fadiga da pandemia.

E conforme o médico Hans Henri Kluge, diretor regional da OMS para a Europa, o cansaço já era esperado para essa fase:

“O custo foi altíssimo, algo que esgotou todos nós, independentemente de onde vivemos ou do que façamos. Nessas circunstâncias, é fácil e natural sentir-se apático e desmotivado, sentir cansaço.”

Nesse meio tempo, você pode estar se perguntando sobre o que fazer para ficar saudável e, caso venha a sentir-se com fadiga extrema, quais atitudes tomar para se recuperar logo. Adiante falamos algumas dicas que poderão atender tal demanda. Continue a leitura.

O que é a fadiga extrema? 

A pandemia de covid-19 está se estendendo e a quarentena -entre outras questões-, que continuam em muitos lugares, gera o que se conhece como cansaço pandêmico”.

Ou seja, a restrição da liberdade do “ir e vir”, incertezas sobre o desfecho econômico, isolamento social e o estresse, certamente se somam e acumulam com o passar dos dias, e isso causa uma verdadeira sensação de cansaço físico quanto emocional, que vêm dos efeitos do novo coronavírus na sociedade, além do mais, ainda resta o medo de ficar doente ou perder o emprego.

Mas observe na fala do pesquisador a seguir:

Acredito que seja possível revigorar os esforços para enfrentar os desafios em evolução da Covid-19.”

Dessa forma, é perfeitamente normal sentir-se exausto neste momento, alertam os especialistas. Eles acreditam que há boas chances de revertermos o quadro assumindo uma postura mais positiva para prosseguir e ‘dar’ a volta por cima.

Como identificar e enfrentar a fadiga pandêmica?

fadiga da pandemia
OMS alerta para ‘fadiga da pandemia’; entenda mais e como combater Foto – Pixabay

Lutar contra emoções intensas dia após dia esgota sua energia, causando a fadiga da pandemia. Vale ratificar então, que ela pode resultar de uma série de emoções que você experimentou durante a pandemia, incluindo: medo, ansiedade, solidão, desespero, entre outros sentimentos.

A marca registrada da fadiga pandêmica é uma sensação de cansaço interior. Além disso, a pessoa pode se sentir desamparada, triste, preocupada, frustrada e irritada.

Existem outros sinais mais específicos, como comer ou dormir mais ou menos do que o normal, problemas de concentração (conhecido como “névoa do cérebro”), sentir-se nervoso, discutir com outras pessoas ou ficar com raiva de nada, falta de motivação, incapacidade de parar pensamentos negativos, afastamento dos outros, entre outros.

Mas não se apavore, há várias ferramentas e soluções para retomar o equilíbrio do corpo e da mente, algumas atitudes simples como descansar, relaxar e respirar podem ser muito úteis nesse processos. Na sequência descrevemos outras dicas que lhe ajudarão a avançar rumo à uma nova fase, certamente, muito melhor.

Otimismo
OMS alerta para ‘fadiga da pandemia’: como combater? Entenda agora (imagem: guia de bolso/reprodução internet)

Confira também: Rituais para se conectar com o universo e atrair energia positiva

Maneiras saudáveis ​​de lidar com a fadiga da quarentena

Mas mesmo com a pandemia não é motivo para se entregar. Claro que adaptar-se  à crescente incerteza da pandemia é um desafio.

Para reduzir o número de vítimas, é fundamental estar atento às suas necessidades emocionais e físicas.

Então, siga siga essas dicas para renovar sua energia e se sentir mais no controle:

Proteja o corpo

Quando você está se afastando fisicamente do que está acontecendo no mundo, é fácil esquecer de cuidar de si mesmo. Certifique-se de dormir o suficiente (pelo menos sete horas por noite) e mantenha uma dieta nutritiva.

Embora possa ser difícil se motivar, exercitar-se todos os dias também é importante. Fazer essas coisas aumentará a energia, melhorará o seu humor e fortalecerá o sistema imunológico.

Limite o recebimento de notícias

É bom estar atualizado com as informações mais recentes sobre o coronavírus. Mas muitas notícias podem sobrecarregar as emoções negativas e drenar energia. É melhor parar com as notícias por um ou dois dias e ver se você se sente melhor.

Você também pode limitar o consumo de notícias a uma vez por dia durante uma hora ou menos.

Reduzir o estresse

Concentrar-se em atividades calmantes ou alegres pode reduzir seu nível de estresse, seja cozinhar sozinho ou com a família, observar pássaros ou praticar meditação por 15 minutos por dia.

Dessa forma qualquer coisa que ofereça alívio do estresse pode ser útil. As atividades a serem consideradas incluem:

  • Exercícios de respiração;
  • Ioga;
  • Caminhadas ao ar livre, claro com o uso da máscara, e se você se sentir bem;
  • Ler;
  • Assistir a uma comédia;

Conecte-se com outras pessoas

Os humanos são criaturas sociais por natureza. Estar sozinho e se sentir isolado pode ser estressante. Portanto, conectar-se com outras pessoas durante a pandemia é crucial.

Embora você deva limitar o contato físico com pessoas fora de casa, existem outras maneiras de se conectar socialmente. Se pode:

  • Fazer ligações;
  • Organize video chamadas;
  • Converse ou troque nas redes sociais;
  • Escrever cartas;
  • Faça uma aula online ao vivo;
  • Participe de serviços religiosos online.

 Aceitar sentimentos

Situações desafiadoras despertam uma mistura de emoções. Ignorá-los não os fará ir embora. Em vez disso, você deve reconhecer esses sentimentos e permitir-se tê-los.

Em seguida, você precisa reorientar sua mente e energia para coisas que o ajudem a se sentir melhor.

Agora, se esses sentimentos são opressores ou absorventes e atrapalham as atividades diárias, é melhor entrar em contato com um profissional de saúde mental, que é tão importante quanto a saúde física.

Leia agora: Estudo da USP alerta para os riscos no novo Coronavírus em crianças

Gostou desta matéria? Acompanhe nossas redes sociais: FacebookInstagramTwitter Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here