Pitbull agredido em BH terá medida protetiva solicitada pelo MP que também denunciou o agressor

Agressor responderá por maus-tratos ao pitbull e outros animais

193
Pitbull agredido em Bh receberá indenização
Pitbull agredido em BH terá medida protetiva solicitada pelo MP que também denunciou o agressor (Imagem: Reprodução/Ticiana Duarte)

A história do pitbull agredido em BH finalmente está tendo mais um desdobramento feliz. O Ministério Público do Estado de Minas Gerais denunciou ontem (29/09) o homem que o agrediu. Além disso, ajuizou a ação pública civil contra o dono do animal.

O homem, no mês de julho, decepou as duas patinhas do Sansão, o pitbull. Além deste cão, outros 12 animais também foram agredidos na cidade de Confins. Ele também teve uma denúncia feita pelos maus-tratos ao pai do Sansão, ocorridos em 2018.

O MP solicita a condenação do agressor segundo a Lei 9.605/98, artigo 32, que prevê pena de 3 meses até 1 ano para aqueles que praticam agressões e mutilações aos bichos. Entretanto, a pena, em casos de mortes de animais, é aumentada em um sexto ou um terço.

Leia também: Como curar “escaras” rapidamente: conheça algumas dicas úteis para tratar o problema

Pitbull agredido em BH poderá ter medida protetiva concedida

Agressor do cão terá que pagar indenização
Pitbull agredido em BH terá medida protetiva solicitada pelo MP que também denunciou o agressor (Imagem: Reprodução/Ticiana Duarte)

O tutor do Sansão (dono) também foi citado na ação pública civil proposta pelo Ministério Público, visto que as investigações apontaram que ele e o outro homem (agressor), antes seu vizinho, tinham constantes conflitos. Esses conflitos estavam sendo agravados pelas brigas ocorridas com animais de ambas as partes.

A promotoria está solicitando a condenação do agressor com o pagamento das despesas do tratamento do pitbull até que ele esteja 100% recuperado. Além disso, o MP pede um pagamento no valor de R$ 10.000,00 direcionados para a promoção da saúde e bem-estar do pet. Outro valor, de R$ 15.000,00 serão pagos pelos danos morais, mas revertidos para a Associação Regional de Proteção Ambiental.

Assim, confira também: Como tratar frieira nos dedos dos pés: métodos rápidos e eficazes; conheça

O tutor do animal receberá uma medida protetiva, mediante acompanhamento pelo profissional competente com tempo mínimo de 12 meses. Todas as despesas se direcionarão para ele.

Um pouco mais do caso

O  pitbull Sansão, que tem 2 aninhos, teve suas patinhas traseiras decepadas em junho deste ano. Ele recebeu os devidos cuidados de Ticiana Dornas, veterinária na clínica da Faculdade Arnaldo. Em julho, o cão ganhou a cadeira de rodas, doada por uma pessoa sensibilizada com o ocorrido.

Sansão teve as patas decepadas, mas passa bem
Sansão teve as patas decepadas, mas passa bem (Imagem: Reprodução/Nathan Braga)

Segundo informações dadas pelo tutor, Sansão conseguiu pular o muro alto da firma onde estava, brigando com o animal dos suspeitos. Os homens cortaram suas patas com uma espécie de foice. Um deles fugiu.

Ele ainda contou que, para praticarem tal violência, ambos amordaçaram o pet com um arame farpado. O tutor alega que só quer justiça pelos cachorros que já sofreram maus-tratos, não tendo nenhuma voz para falar por eles. O pitbull agredido em BH terá justiça feita com uma punição mais rigorosa, o que também valerá para os outros animais feridos.

Gostou desta matéria? Acompanhe nossas redes sociais: Facebook, Instagram, TwitterPinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here