Pix é grátis para a população; entenda sobre o assunto

Novo sistema de transferências e pagamentos não será cobrado a pessoas físicas

249
Pix é grátis para a população; entenda sobre o assunto

O Banco Central do Brasil promete revolucionar o mercado financeiro do país com o lançamento de um novo sistema de pagamentos bancários. O Pix é grátis para pessoas físicas e funcionará a qualquer hora do dia.

Anunciado ainda no início de 2020, o Pix é um novo sistema de pagamentos que funcionará sem a necessidade de um novo aplicativo. Será utilizado a partir da conta corrente de qualquer banco nacional.

Ele chega para concorrer – e desbancar – os tradicionais sistemas de transferências, como TED e DOC, além do próprio boleto bancário.

Isso porque, o Pix funcionará de maneira prática, segura e ágil, com o pagamento sendo confirmado em cerca de dez segundos após o envio do dinheiro para uma outra conta corrente.

Pix é grátis para a população; entenda sobre o assunto
Pix é grátis para a população; entenda sobre o assunto (Foto: Freepik.com)

Leia mais: Pronampe para MEI, DAS MEI, limite, nota e muito mais; entenda tudo sobre o tema

Pix é grátis para pessoas físicas, garante o Banco Central

A confirmação sobre a gratuidade do serviço de transferências e pagamentos foi feita pelo diretor da Organização do Sistema Financeiro do Banco Central, João Manoel de Mello.

Ele garante que o sistema de pagamentos será grátis para o grande público. Ou seja, para as pessoas físicas.

“Isso (a gratuidade do Pix para pessoas físicas) não significa de modo algum que haja movimento de tabelamento por parte do Banco Central. Há diversos outros pontos do ecossistema abertos a todos os provedores de serviços de pagamento com capacidade de remuneração”, afirmou, assim, o diretor do bc.

Entretanto, como se vê, também nega que a gratuidade para a maior parte do público represente um tabelamento por parte do BC. Isso porque uma norma será editada para regulamentar tarifas para pessoas jurídicas (empresas).

O Pix vai custar R$ 0,01 para cada dez transações realizadas. Contudo, o valor será custeado pelas empresas que aderirem ao sistema, mantendo grátis para a população.

Leia também: Cadastrar Pix Nubank: como ter acesso ao novo sistema de pagamentos

Como funcionará o Pix

O sistema de transferências e pagamentos começará a operar a partir do dia 16 de novembro e funcionará 24 horas por dia e em todos os sete dias da semana.

A ideia é de reduzir o tempo de liquidação dos pagamentos realizados, mesmo com conta em bancos e instituições diferentes.

Para isso, será necessário cadastrar uma chave através de seu próprio banco, que pode ser um número de CPF, CNPJ, e-mail ou número de celular.

Leia ainda: SmartMEI: aplicativo oferece serviços para ajudar microempreendedores

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here