Plantão psicológico: uma modalidade de atendimento na ajuda a questões emergenciais

Tanto a oferta quanto a procura por este serviço tem aumentado significativamente nos últimos anos

0
Plantão Psicológico
Plantão Psicológico. Foto: Canva Pro

Com o passar dos anos a necessidade de cuidar da saúde mental tem se mostrado cada vez mais necessária e fundamental para a sociedade. Neste contexto, um novo serviço começou a ganhar espaço nos últimos anos. O plantão psicológico pode ser compreendido como um espaço no qual qualquer pessoa que chegue até um profissional será atendida.

O objetivo deste tipo de atendimento é oferecer a quem procura a possibilidade de acolhimento e de ser ouvida. A partir desta escuta, questões emergentes poderão ser trabalhadas.

Confira entrevista com a psicóloga Karina Paludetto

A psicóloga Karina Paludetto conversou com a equipe do SaúdeLab para falar mais sobre o assunto.

Terapia on-line
Psicologia Karina Paludetto conta sua experiência com terapia on-line.

SaúdeLab: Sobre o que vem a ser essa modalidade de serviço no atendimento psicológico?

Psicóloga Karina: O plantão psicológico (PP) vem a ser uma modalidade de pronto atendimento emergencial, destinado a quem dele necessitar. Essa assistência psicológica é um recurso de grande ajuda no momento de crise. Principalmente no contexto atual que estamos vivendo. Pois, se propõe a ofertar um espaço de acolhimento às queixas emergenciais. Por sua característica compreende-se que a PP vem atender a necessidade no esclarecimento da demanda, sendo a escuta a principal ferramenta ofertada. O plantonista possibilita ao cliente o esclarecimento na compreensão do momento da vida.

Com relação à queixa apontada no plantão, esta pode ser sustentada ou pode mudar dependendo da situação. Havendo neste sentido um desdobramento mais a fundo de outras questões que podem estar sendo apresentadas pelo cliente ou sendo identificadas pelo plantonista. Compreende-se com isso que ação do profissional que atende estará sempre pautada no sentido de ajudar a pessoa a tornar-se consciente de si. Entendendo assim, que este atendimento, vem a ser um processo de apropriação que a pessoa faz de suas questões, a qual necessite de uma escuta para intervenção psicológica breve, caracterizando assim, o serviço de atendimento da PP.

Com este movimento há o fenômeno da ressignificação das experiências vividas, nesta parte podendo-se assemelhar ao atendimento psicoterápico na ressignificação das questões. Neste sentido é proposto compreender a forma com que a pessoa vem se posicionando, possibilitando as reflexões de quais alternativas são vislumbradas como possibilidades de atuação, e seu posicionamento diante a vida.

SaúdeLab: Como funciona?

Psicóloga Karina: Compreende-se que esta modalidade funciona como um espaço de acolhimento e escuta individual com o profissional plantonista, podendo chegar a ter a duração de um único encontro. Mas, isso depende da necessidade e da demanda que a pessoa apresentar; assim como também tendo haver com a forma de atuação com que cada profissional pretende trabalhar com plantão, pois este apresenta em sua caraterística ser uma intervenção breve que objetiva tratar de questões emergenciais de forma pontual. Por meio de um diálogo vinculado com o trabalho de uma escuta livre de julgamentos, o plantonista proporciona acolhimento às questões emergentes no exato momento de dor da pessoa que procura pelo serviço.

Essa postura é convidativa para o acolhimento e é uma forma de intervenção que possibilita a reflexão de possíveis formas de desdobramentos ao modo de ser diante a situação de crise; e assim como em terapia, o plantão proporciona a escuta e consequentemente a aproximação que a pessoa faz de si, havendo desta forma o auto questionamento frente às situações.

SaúdeLab: Qual a diferença entre Psicoterapia e Plantão psicológico?

Psicóloga Karina: Por psicoterapia compreende-se que, este vem a ser um processo que denota maior tempo em acompanhamento do profissional com a pessoa em sessões terapêuticas de encontros semanais. Essa característica possibilita ao paciente trabalhar de maneira aprofundada suas questões existenciais, permitindo uma compreensão mais completa e ampla de si, não de forma breve e pontual como no caso do plantão. Entendendo também que o atendimento de psicoterapia pode ter sido derivado de um encaminhamento de um processo anterior, podendo ser ele o caso do plantão psicológico, onde o mesmo gerou o encaminhamento para a terapia.

No caso de clínicas escolas o estagiário plantonista realiza o encaminhamento ao serviço de psicoterapia. Para o caso do psicólogo autônomo que realiza esta modalidade de serviço no atendimento à população, o processo pode ser continuado com o próprio psicólogo em sessões de psicoterapia.

Por plantão psicológico compreende-se que este vem a ser uma modalidade de atendimento, onde tem por objetivo ampliar os recursos do serviço de saúde mental a população, pois objetiva atender o maior numero de pessoas possíveis. Sua diferença para com a psicoterapia encontra-se na questão do tempo de duração com relação aos encontros, pois visa ser um atendimento de intervenções breves.

Como já mencionado o plantão objetiva realizar o atendimento de forma pontual, estando focado na escuta da questão emergente, sendo que a partir deste processo o psicólogo plantonista pode realizar uma verificação com relação à continuidade do serviço. Não há necessariamente um compromisso com o encaminhamento do mesmo, pois isso depende de cada situação e demanda. A questão apresentada tem a possibilidade de ser atendida em um único encontro, que pode gerar ou não um encaminhamento ao serviço de psicoterapia ou até mesmo a outras modalidades de serviço psicológico.

plantão psicológico
Plantão Psicológico: Canva Pro

SaúdeLab: Como é a postura do psicólogo plantonista?

Psicóloga Karina: Com relação à postura do profissional, a principal oferta deste vem a ser a escuta que cumpre a sua função no processo de acolhimento no momento da urgência. O papel do plantonista é tentar compreender o que está por trás da situação e do comportamento com a fala da pessoa. Assim, tentando descobrir uma porta de acesso para lidar com o cliente. Com o atendimento deve se destacar ao cliente as consequências de cada escolha refletida e vislumbrada durante o processo do Plantão. Com isso, o profissional objetiva proporcionar a pessoa uma visão mais clara das coisas e de si mesmo com relação a suas questões. Possibilitando a busca de um sentido com relação a cada ação e passo tomado até então. Promovendo assim um posicionamento diferenciado diante aos conflitos apresentados.

Ao plantonista cabe a disponibilidade do estar aberto e entregue a este encontro com o desconhecido na urgência do sofrimento. O encontro deve possibilitar acolhimento da pessoa que procura pelo serviço. É importante que haja uma aceitação com relação às questões e modo de ser desta. Com uma escuta livre de julgamentos, o profissional deve promover o acolhimento e assim ajudar, devendo priorizar pelo vínculo empático. Esta ação possibilita ao cliente realizar um resgate da própria identidade.

SaúdeLab: Quem procura pelo serviço de Plantão psicológico?

Psicóloga Karina: A PP é para todo aquele que necessita recorrer a uma ajuda para lidar com algum momento da vida que se tronou difícil. Ela é um espaço destinado a acolher uma diversidade de demandas psicológicas, estando relacionadas com as escolhas que a pessoa tem de fazer diante da vida. Sendo sofrimentos com as perdas, processos de luto, desamparos, e as angustias diante do existir humano. Com isto oferta a possibilidade de reinserção da pessoa em sua própria história. O plantonista em seu movimento se coloca a disposição para a pessoa que procura pelo serviço. Compreendendo assim que este é um espaço aberto a quem dele necessitar.

SaúdeLab: Onde encontrar?

Psicóloga Karina: O plantão pode ser encontrado em instituições tais como clinica escola; não havendo exigências prévias para realização deste atendimento. Pois objetiva atender as demandas emergentes do cliente. Para o estagiário plantonista de clínica escola, este trabalho possibilita o atendimento psicológico à comunidade. Sendo oportunizado ao aluno a aplicação dos conhecimentos com relação às demandas da população, visando o aprimoramento pessoal e profissional do estudante em seu desenvolvimento acadêmico.

Aliás, com relação ao serviço ofertado pelo psicólogo clinico, a PP vem a ser uma modalidade válida de atendimento. Onde este profissional também este se disponibiliza em sua agenda para realização do atendimento. Mas, havendo o esquema de agendamentos com relação aos horários disponibilizados para o plantão. Esta modalidade objetiva ofertar um atendimento de apoio emergencial nas situações de crise.

Com isso compreende-se que o plantão é baseado em uma disponibilidade da postura do plantonista que se doa. E que por meio de uma escuta atenta e qualificada preza para construção de um vinculo empático que possibilita acolhimento no momento de dor.

Contatos: Karina Figueredo Paludetto – Psicóloga Clinica CRP: 06/163957

Instagram: @karinapaludetto_psico;

E-mail: karinafpaludetto@gmail.com;

Telefone/whattsapp: (11) 99441-7051

Para mais informações acesse o site: Karina Figueredo Paludetto

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here