Quais as sequelas graves dos sobreviventes do coronavírus? Estudo apontou alguns deles

Sequelas do coronavírus: confira o que revelou um estudo

231
sequelas do coronavírus
Quais as sequelas graves dos sobreviventes do coronavírus? Estudo apontou alguns deles Foto - Pixabay

Sequelas do coronavírus em sobreviventes. Talvez seja ainda muito cedo apontar exatamente quais são as sequelas, mas diante de alguns meses de pandemia, estudos já vem mostrando que para muitos sobreviventes, as sequelas são graves. Confira essa notícia hoje, 24/10, no SaúdeLab.

Para muitos dos que contraem o novo coronavírus, as manifestações da doença tendem a ser leves e moderadas, com melhora em algumas semanas. Mas, para aqueles que sobrevivem ao covid-19 após a intubação e uma internação prolongada, as consequências para a saúde podem durar muito tempo depois de receberem alta.

Por isso, hoje no SaúdeLab vamos trazer um estudo inédito que foi publicado há poucos dias na revista Medrxiv.

O artigo é intitulado “Efeitos de médio prazo da infecção por SARS-Cov-2 em múltiplos órgãos vitais, capacidade de exercício, cognição, qualidade de vida e saúde mental, alta pós-hospitalar”. Então acompanhe aqui com exclusividade as sequelas em sobreviventes de coronavírus, de acordo com esse estudo.

Leia também: Câncer e coronavírus: quais as implicações para este grupo de risco? Confira

Resultado do estudo

sequelas do coronavírus
Quais as sequelas graves dos sobreviventes do coronavírus? Estudo apontou alguns deles Foto – Pixabay

A lista de doenças covid-19 persistentes é mais longa e mais variada do que a maioria dos médicos poderia imaginar. Há pacientes que tiveram problemas desde condição inflamatória até mesmo danos a órgãos como o coração ou os rins.

Para fazer a análise, um estudo incluiu 58 pacientes com covid-19 que receberam alta e 30 controles com o mesmo perfil de comorbidades.

“A ligação entre a inflamação anormal e as sequelas crônicas de COVID-19 está surgindo. Alguns pesquisadores demonstraram que pacientes convalescentes apresentam inflamação pulmonar mesmo após meses de recuperação, o que pode ser o caso de outros órgãos”, apontou o artigo.

Sequelas do coronavírus: principais sintomas e sinais

Vamos elencar abaixo quais foram as principais sequelas do coronavírus nos pacientes que foram analisados:

  • A falta de ar persistente estava presente em dois terços dos pacientes, com fadiga em bem mais da metade dos pacientes;
  • O exame de imagem revelou anormalidades nos pulmões em 60% dos pacientes;
  • Também se verificou anormalidades em várias partes do cérebro, enquanto o desempenho cognitivo foi prejudicado nas áreas executivas e visuespaciais. (10%) e rins (29%) dos pacientes
  • Um quarto a meio mostrou alterações no coração e nos rins, respectivamente;
  • Apenas um décimo apresentou lesão hepática;
  • Ansiedade moderada a grave e depressão foram relatadas por mais de um terço dos pacientes;
  • Alguns relataram uma queda significativa na qualidade de vida que desfrutavam, em relação aos controles;
  • A aptidão física foi significativamente reduzida, conforme demonstrado por uma tolerância reduzida ao exercício e a distância percorrida em 6 minutos.

Infelizmente, a verdade é que com a pandemia ainda em curso, ninguém sabe até que ponto os sintomas vão durar e se o covid-19 vai causar o aparecimento de doenças crônicas.

Portanto, é possível ver de acordo com esse estudo que pacientes tiveram graves sequelas em decorrência do coronavírus.

Leia agora: Procedimentos estéticos durante o tratamento de câncer devem ser evitados; entenda

Gostou desta matéria? Acompanhe nossas redes sociais: FacebookInstagramTwitter Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here