Sibutramina: O que é? Como tomar? Quem pode?

Sibutramina cápsulas

Você sabia que tomar Sibutramina para emagrecer pode ser muito perigoso para a sua saúde?

A Sibutramina é um dos emagrecedores mais populares no mercado farmacêutico brasileiro. Quem sofre na luta contra a balança com certeza já tomou o medicamento ou já ouviu falar dele. Com venda limitada apenas a quem tem prescrição médica, há inúmeras farmácias que vendem Sibutramina pela internet.

É preciso ter cuidado, pois a administração deste medicamento sem a orientação de um médico ou nutricionista pode ser perigosa e até ter efeitos contrários aos desejados. Tanto é que a Sibutramina já foi proibida no Brasil diversas vezes pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Isso porque os efeitos da substância no sistema nervoso podem ter impactos positivos como negativos. Mas o medicamento ainda tem uma série de vantagens e benefícios para quem tem muita dificuldade de emagrecer. Portanto ele é usado no tratamento de pessoas obesas, com problemas de sobrepeso ou compulsões alimentares.

Ao contrário do que se diz na internet e do senso comum, a Sibutramina não é um emagrecedor para reduzir “uns quilinhos”. De acordo com médicos endocrinologistas, o emagrecedor Sibutramina é usado apenas em pessoas com obesidade grau 1 para cima.

Este grau é aquele em que o paciente possui um Índice de Massa Corpórea (IMC) acima de 30. Existem três graus de obesidade: o primeiro tem IMC de 30 a 34,9; o segundo tem IMC de 35 a 39,9; e o terceiro é sempre o IMC ultrapassa 40 pontos.

Sibutramina, para que serve?

A substância, apesar de conhecida, ainda é um mistério para muitas pessoas. Na verdade, a Sibutramina foi criada para funcionar como um antidepressivo, por isso ela age diretamente no sistema nervoso central. Sua atuação se concentra em dois neurotransmissores, a serotonina e a noradrenalina.

Depois que os investigadores se deram conta que ela ajudava a saciar e controlar a fome nos pacientes que tomavam o medicamento. Foi então que eles também notaram que a Sibutramina faz mal. Os efeitos colaterais são muitos e variam de pessoa para pessoa, como veremos abaixo.

Sibutramina faz mal

Sibutramina, como tomar?

Como mencionamos antes, o medicamento só pode ser consumido se for prescrito por um médico. Portanto, a forma de ingestão dele também será orientada por um profissional de saúde. Mas, geralmente, a Sibutramina é também associada com uma dieta de redução calórica mais drástica.

Que dietas são essas? São planos alimentares, criados por nutricionistas ou nutrólogos, que restringem o número de calorias ingeridas diariamente. Por exemplo, uma pessoa obesa pode consumir por dia mais de três mil calorias.

Para emagrecer, sem cirurgia, é preciso que as calorias sejam cortadas pela metade. Porém, diminuir drasticamente a quantidade de comida diária pode ter um impacto negativo, já que aumenta a fome.

É aí que entra a Sibutramina. O medicamento reduz a sensação de fome, facilitando o seguimento da dieta ou do jejum intermitente. Por norma, os médicos não prescrevem mais de uma cápsula diária, cerca de 10 miligramas, pela manhã. Entretanto, isso sempre vai depender de cada pessoa e do plano de emagrecimento.

Sibutramina emagrece mesmo?

Quem já tomou o medicamento, que foi super popular nos anos 1990, sabe que não é bem assim. Claro que a Sibutramina funciona, do contrário, não seria comercializada e manipulada legalmente. Mas, como tudo, não funciona sozinha.

É preciso aliar o medicamento a uma alimentação saudável e equilibrada. Além disso, é preciso que o paciente pratique exercícios físicos regulares. Este é um dos maiores problemas dos emagrecedores.

As pessoas pensam que eles funcionam como mágica e não querem esperar o tempo hábil para fazer efeito. Por causa disso, a Sibutramina atualmente é proibida nos Estados Unidos, no Canadá, na Argentina, no Chile, no México, no Japão, na Austrália e em uma série de outros países. Não existe solução mágica para perder peso, infelizmente.

Inclusive, tomar a substância por um período curto de tempo e parar, sem o acompanhamento médico devido, pode causar efeito rebote. Se você fizer isso, poderá engordar mais do que emagreceu enquanto tomava o medicamento. Por isso, não tome nenhum remédio sem supervisão.

Benefícios da Sibutramina

Apesar de tudo, a Sibutramina tem alguns benefícios importantes para pessoas que sofrem com o sobrepeso. Veja abaixo uma lista.

1. Inibe o apetite

A substância atua no sistema nervoso central, emitindo sinais para o cérebro de que estamos cheios, ou seja, saciados. Com isso, a pessoa que está há um determinado tempo tomando o medicamento, passa a sentir menos fome ou a necessidade de comer cada vez menos.

No entanto, é preciso disciplina, se você não respeitar as necessidades fisiológicas do seu corpo, o remédio não funciona. Aliada a um bom plano alimentar, a Sibutramina diminui os desejos de doces ou de comer fora de hora.

A longo prazo, isso pode ajudar a diminuir o seu estômago naturalmente, sem necessidade de cirurgia para colocação de banda gástrica.

2. Acelera o metabolismo

O nosso metabolismo é um grande vilão na hora de manter ou chegar no peso ideal. Ele que determina como vamos queimar as calorias que ingerimos. Se o nosso metabolismo é lento, a tendência a absorvermos gorduras é maior.

Quando rápido, eliminamos as gorduras que ingerimos antes de elas serem absorvidas pelas células. O que a Sibutramina faz é dar um empurrão no metabolismo, para que seja mais fácil queimar mais calorias por dirá.

Porém não vale comer mais! A ideia é sempre gastar mais do que você come, só assim é possível emagrecer.

3. Torna qualquer dieta mais eficaz

É como se fosse aquela ajuda extra. Muita gente passa anos fazendo dieta e mesmo assim não consegue perder peso. O que a Sibutramina faz é justamente remover esse “bloqueio”, através de diversos fatores.

Em um tratamento adequado, o paciente pode perder até dez quilos em apenas um mês. Mas, claro, cada caso é um caso! Tudo dependerá do seu tipo físico, quantos quilos você está acima do ideal e do que for recomendado pelo seu médico.

Sibutramina emagrece

Sibutramina: efeitos colaterais

Comprar remédio sibutramina pela internet pode ser muito perigoso para a sua saúde. Não só porque este medicamento requer a orientação de um especialista, mas também porque ele pode causar uma série de efeitos colaterais danosos para o seu organismo. Alguns até irreversíveis.

Veja abaixo uma lista completa de todos os efeitos colaterais do medicamento.

Efeitos colaterais mais comuns

Dentre os muitos efeitos que a Sibutramina tem no seu organismo, os mais comuns são:

Taquicardia

É quando você sente seu coração mais acelerado que o normal. Normalmente não é perigoso, a não ser que você já tenha histórico de doença cardíaca. Pode causar sensação de mal-estar, dores no peito, ansiedade e até vômitos.

Constipação

É normal para quem segue neste tipo de tratamento sofrer de constipação. Isso faz com que seja difícil evacuar, você sinta seu intestino preso e muitos gases. Se não melhorar com o tempo, é bom comentar com o seu médico. Não é um efeito colateral grave.

Dores nas articulações

Como você passa a comer menos e ter um metabolismo mais rápido, em um primeiro momento a absorção de vitaminas e minerais pode ficar comprometida. Com isso, você pode ter alguma perda óssea, o que causara dores nas articulações.

Durante o tratamento é sempre bom conversar com o seu médico. Se necessário, ele poderá pedir exames de densitometria óssea e recomendar um tratamento paralelo com vitaminas e cálcio.

Alterações em todo o corpo

Quem toma a Sibutramina pode sofrer uma série de pequenas mudanças no corpo, como dores de cabeça, sensação constante de boca seca e náuseas. É possível também que, nas mulheres, o remédio piore os sintomas da Tensão Pré-Menstrual (TPM).

Cansaço, fadiga e desânimo

Como você passa a ingerir menos calorias, é normal nos primeiros meses sentir cansaço, fadiga ou, até mesmo, desânimo. Se você ingeria três mil calorias por dia antes e corta esse valor pela metade, seu organismo será impactado imediatamente. Não existe emagrecimento sem dor ou sem processos complexos.

Depressão e problemas psíquicos

As pessoas normalmente não sabem que a Sibutramina é um antidepressivo. Por causa disso, em pessoas psicologicamente saudáveis, o medicamento pode causar um desequilíbrio. Isso leva a agressividade e irritabilidade, problemas de sono e melancolia.

Pacientes em tratamento com a substância devem frequentar o médico pelo menos uma vez por mês para evitar que esse tipo de efeitos colaterais possa atrapalhar suas vidas. Se necessário, o médico pode prescrever mais algum medicamento para compensar qualquer desconforto que você sinta durante o processo de emagrecimento.

Sibutramina com dieta

Contraindicações

Por ser um medicamento agressivo, a Sibutramina é contraindicada para muita gente. Quem não pode fazer uso da substância de jeito nenhum?

Grávidas e lactentes

Porque tudo que a mãe ingere passa para o bebê, a Sibutramina está proibida para as grávidas ou lactentes. Enquanto estiver amamentando, pode fazer uso de outros tipos de medicamentos naturais, sempre com acompanhamento médico.

Lembrando que os emagrecedores são extremamente prejudiciais para recém-nascidos e crianças. Elas precisam ganhar peso e ingerir muitas calorias e nutrientes, ao contrário dos adultos.

Pessoas com hipotireoidismo

O hipotireoidismo já tem o metabolismo muito acelerado. A substância pode causar um impacto muito grande e indesejado ao seu organismo. Se tiver a doença, discuta com o seu médico outras formas de perder peso.

Quem tem problemas renais ou cálculos biliares

Todas as pessoas com patologias renais ou com histórico de cálculos biliares devem se manter longe deste tipo de medicamento.

Doenças cardíacas

Assim como quem tem quaisquer condições cardíacas. A Sibutramina causa taquicardia que, em uma pessoa normal, não causa grandes problemas. Mas em quem sofre do coração, pode ser letal.

Pacientes com psicose

Como o remédio atua no sistema nervoso central, ele não deve ser utilizado por pessoas com psicose ou distúrbios psicológicos graves. Ele pode agravar quadros ou piorar outros tratamentos.

Outros cuidados

Quem faz tratamento com Sibutramina precisa evitar o álcool e o tabagismo. As duas substâncias interferem no processo de emagrecimento e podem anular o efeito da Sibutramina.

Alternativas naturais a Sibutramina

Se você quer perder peso com saúde e não deseja tomar medicamentos, existe uma série de outras substâncias naturais que podem ser tão eficientes quanto e sem fazer mal a você. Veja abaixo o que pode usar no lugar deste remédio.

Chá verde

Se busca apenas acelerar o seu organismo para perder alguns quilos com maior eficiência, pode optar por aderir ao consumo de chá verde. Inclua três xícaras diárias do chá na sua rotina alimentar. O chá verde é diurético, por isso ele faz com que você elimine mais toxinas e gorduras.

Goji Berry

A frutinha chinesa conhecida como Goji Berry é excelente na busca pelo peso ideal e um estilo de vida mais saudável. Ela é fica em vitamina C, A e E. Você sabia que uma única porção de 100 gramas da frutinha vermelha fornece cerca de 40 vezes mais vitamina C do que uma laranja inteira?

Além disso, serve de fonte de cromo, selênio e mais de vinte aminoácidos. O Goji Berry não só é bom para perder peso, ele também combate a celulite, previne o envelhecimento das células e tem função anti-inflamatória. Alguns estudos inclusive associam a fruta na luta contra o câncer.

Se não encontrar a fruta, pode sempre optar por consumir cápsulas com o extrato.

Pholia Negra

O medicamento natural é um composto de ervas brasileiras. Recente, lançada no mercado apenas em 2011, é uma das maiores alternativas a Sibutramina no tratamento de pacientes obesos.

Seu sistema atua retardando a digestão para causar saciedade e foi criado pelo Centro de Assistência Toxicológica do Hospital das Clinicas da Universidade de São Paulo (Ceatox).

A Pholia Negra é capaz de reduzir até 10% do seu sobrepeso em pelo menos 30 dias. Além disso, é aprovado pela Anvisa e cientificamente certificado. É um medicamento seguro e fitoterápico. Também tem efeito diurético, como o chá verde.

Seu diferencial é que reduz a glicemia no sangue, diminuindo a absorção de açúcares. Você encontra a Pholia Negra em farmácias de manipulação. Porém atenção, ela é vendida apenas sob prescrição médica.

O indicado é tomar uma cápsula de 50 a 100 miligramas pelo menos 15 minutos antes das refeições principais. O pote com 60 cápsulas custa R$ 95,00 em média e dura até um mês.

 

 

Fontes: G1, Anvisa e Globo

Crédito das imagens: Freepik