Zinco e vitamina D: saiba agora o que podem fazer pela saúde

Ambos agem na imunidade e defesa do nosso corpo. Mas cientificamente ainda não há estudos que garantam reposta ao coronavírus

266
Vitaminas
Zinco e vitamina D: saiba agora o que podem fazer pela saúde (Fonte: Qualfood)

O Zinco e a Vitamina D são fortes aliados do nosso sistema imunológico e, cada um tem uma função específica para a saúde. Ambos são igualmente importantes para a defesa bem como manter tudo em ordem no nosso corpo.

Então, hoje (20/10) o blog Saúdelab veio lhe mostrar tudo que eles podem fazer por você, principalmente em relação à Covid-19.

Veja também: Dieta saudável: conheça as 6 dicas incríveis para você conseguir consumir mais verduras e legumes no dia a dia

O que o Zinco e a Vitamina D podem fazer?

As vitaminas desempenham diversos processos no organismo. Elas também produzem diversos benefícios para a nossa saúde, mas quais são? Antes de responder esta pergunta, vamos nos aprofundar um pouco mais para entender melhor.

Vitaminas
Coma mais alimentos ricos em nutrientes e vitaminas (Foto: Testo Brasil)

O que é o zinco?

O Zinco é um mineral essencial e necessário para todas as células do corpo. Ele se encontra concentrado nos músculos, pele, ossos, rins, pâncreas, fígado, olhos e próstata. Sua principal função reflete em diversos processos corporais, esses que vão desde crescimento celular à maturação sexual e imunidade, até mesmo para os sentidos do paladar e do olfato.

No entanto, é interessante se atentar que nosso corpo não produz zinco, sendo assim, ele depende de fontes externas para seu suprimento. Então, quando estiver consumindo suplementos multivitamínicos e minerais diários, se atente se ele contém zinco.

Qual é a função do zinco no corpo humano?

No corpo humano, cerca de 100 enzimas necessitam do zinco para realizar suas reações químicas vitais. Sendo assim, diversos aspectos do metabolismo celular são dependentes diretos desse mineral. Ele possui um papel importante no crescimento, na resposta imune do organismo, na função neurológica e na reprodução.

No entanto, não para por ai, o zinco ainda atua na estrutura das proteínas e membranas celulares. Estre micronutriente também está envolvido na síntese de hormônios e na transmissões de impulsos nervosos.

zinco e a vitamina D
De fato, o zinco e a vitamina D podem fazer muito pela sua saúde. (Imagem: Pixabay)

O Zinco é responsável direto pelo sistema imunológico, podendo ajudar na proteção contra gripes, resfriados, conjuntivite e outras infecções. As pastilhas de zinco podem, acelerar a cicatrização de aftas e da inflamação da garganta.

Ou então, caso prefira ingerir em forma de comprimidos, o zinco pode ajudar no tratamento de doenças mais graves, como artrite reumatoide, lúpus, fibromialgia e, possivelmente e esclerose múltipla.

O que causa a falta de zinco no corpo humano?

Uma das grandes consequências da falta de zinco no corpo humano, é a baixa imunidade. O indivíduo começa a ficar mais suscetível a doenças como viroses e resfriados. Mas, os sintomas podem ir muito mais além, pessoas com deficiência de zinco podem apresentar perca de cabelo, diarreia crônica, unhas fracas, paladar alterado, distúrbios de crescimento, infertilidade, dificuldade na cicatrização de feridas e distúrbios neurológicos.

Quando tomar zinco?

Alguns grupos da sociedade precisam uma atenção maior quanto à ingestão de zinco, tais como os vegetarianos, veganos, crianças, gestantes e idosos. Mas casos esteja sentindo com baixa imunidade, ou com algum outro sintoma da falta de zindo, está na hora de começar a ingerir.

Quais os alimentos ricos em zinco?

São diversos os alimentos que possuem uma boa quantidade de zinco, entre eles os mais comuns são:

  • Amendoim;
  • Amêndoa;
  • Camarão;
  • Carne vermelha;
  • Castanhas;
  • Chocolate amargo;
  • Feijão;
  • Grão-de-bico.

Veja também: Alimentação: o nutricionista Gabriel Píter explica que “comida de verdade é o pilar do desenvolvimento”

Qual a diferença entre o zinco e a vitamina D?

Enquanto o zinco está mais ligado ao combate das reações inflamatórias  a vitamina D já age mais na saúde dos ossos e ambos tem outras funções igualmente importantes. Ambos agem na imunidade e defesa do nosso corpo. Mas cientificamente ainda não estudos que garantem reposta ao coronavírus, por exemplo.

Entretanto, os médicos alertam para os cuidados com a auto medicação. Até mesmo as vitaminas devem ser prescritas pelos profissionais de saúde habilitados e, o excesso delas pode ser prejudicial à saúde.

Então, agora vamos saber mais sobre a vitamina D.

A função e benefícios da vitamina D

Em geral, a vitamina D é um hormônio lipossolúvel que é essencial para o corpo humano, ele tem o controle de mais de 250 genes em nosso organismo. Inclusive partes do sistema cardiovascular.

Alimentos na dieta e banho de sol fornecem Vitamina D (Fonte: internet)

São diversos os benefícios que a vitamina D proporciona, entre eles é seu papel na manutenção da massa óssea. Isso porque ele regula a quantidade de cálcio e fósforo no organismo, minerais que combinados compõem a estrutura de nossos ossos.

No entanto, ela também traz benefícios para o coração, e os demais músculos. Já que ela controla a absorção dos minerais fundamentais para a contração muscular. Com isso, uma insuficiência na produção de vitamina D, pode gerar males como fraqueza muscular e até mesmo problemas cardíacos.

Mas, algo em comum que o zinco e a vitamina D tem, é ajudar na melhora do sistema imunológico. Diversas células que compõem nosso sistema de defesa, como os linfócitos, têm receptores para essa vitamina.

Quais os sintomas da falta da vitamina D no corpo?

Então, o corpo começa a dar sinais caso haja falta de vitamina D, entre elas estão:

  • Baixa imunidade;
  • Dores nas costas e nos ossos;
  • Fadiga sem motivo aparente;
  • Desânimo constante;
  • Perda de cabelo;
  • Problemas de cicatrização;
  • Dor muscular.

A falta de vitamina D no organismo, pode implicar em algumas consequências, como ossos mais fracos, declínio cognitivo, perda de cabelo, baixo controle da bexiga entre outros. Por isso é importante manter os níveis da vitamina no corpo.

Qual é a melhor vitamina D?

A vitamina D para ser ativada no corpo necessita impreterivelmente de exposição ao sol diariamente. Mas para isso escolha um horário

Existem dois tipos de vitamina D, a vitamina D2 (ergocalciferol) que é de origem vegetal e a vitamina D3 (colecalciferol) de origem animal. A diferença entre eles é que novos estudos sugerem que a vitamina D3 é melhor absorvida pelo organismo. Com isso, ela acaba sendo mais recomendada para a suplementação.

Enfim, agora que você já sabe mais do que o Zinco e a Vitamina D podem fazer por você,  é só se cuidar e não deixar faltar nenhum dos dois no seu corpo. Para se manter cada vez mais saudável inclua alimentos saudáveis e nutritivos diariamente.

Gostou desta matéria? Acompanhe as nossas redes sociais: Facebook, InstagramTwitter e Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here