Por que o captopril causa tosse seca? O que fazer nesse caso? Saiba agora

O captopril é um medicamento eficaz para o controle da hipertensão, no entanto, alguns cuidados precisam ser tomados

Estima-se que mais de 17 milhões de brasileiros sejam acometidos pela Hipertensão Arterial, segundo dados da Organização Mundial de Saúde. Os fatores de risco para doença já são bem conhecidos, como o excesso no consumo de sal, sedentarismo e tabagismo, por exemplo. A doença ainda não tem cura, mas tem controle.

Aliás, existem tratamentos modernos com pouco ou nenhum efeito colateral. Mas, os medicamentos chamados “inibidores da ECA” como Captopril e Enalapril ainda são os mais consumidos, principalmente pelo baixo custo. No entanto, um evento adverso destes medicamentos é bem evidente: a tosse. Entenda as causas e saiba o que fazer, aqui no SaúdeLAB.

Captopril

A primeira linha de tratamento da hipertensão arterial consiste nos medicamentos chamados de “Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina (ECA)” e contemplam os seguintes medicamentos:

  • Captopril,
  • Enalapril,
  • Lisinopril,
  • Benazepril,
  • Fosinopril,
  • Cilazapril,
  • Ramipril,
  • Quinapril,
  • Perindopril,
  • Trandolapril,
  • Delapril
Captopril e a tosse
Captopril e a tosse: o que fazer? Foto: Canva PRO

Estes medicamentos, resumidamente, agem em um hormônios que atuam nos rins, a partir daí conseguem favorecer o controle da pressão arterial para níveis aceitáveis. Este grupo de fármacos, principalmente o captopril e enalapril, tem ótima resposta e tem um baixo custo, isso, claro, quando são utilizados na posologia correta. No entanto, possuem um evento adverso famoso e muito incômodo que é a tosse persistente.

Leia também: O que causa pressão alta? Descubra hoje como cuidar e prevenir a hipertensão

Tosse persistente

A tosse associada ao captopril, enalapril ou outros medicamentos desta classe ainda não possuem causas bem definidas. Mas o que já se sabe, com base neste estudo, publicado na Revista Brasileira de Cardiologia, é que a tosse não leva a problemas mais graves e também não está associada ao agravamento de problemas relacionados ao sistema respiratório.  Provavelmente suas causas estão relacionadas ao sistema nervoso central. Sim, a tosse também pode ser estimulada sem que haja nenhum comprometimento dos pulmões ou garganta.

Apesar de não trazer riscos à saúde, este evento adverso é muito incômodo. Aliás, ele pode surgir logo na primeira semana de uso como até 6 meses após o início do tratamento. O que dificulta, por vezes, a associação do uso do medicamento e o sintoma. Portanto, sempre que houver uma tosse sem explicação aparente é fundamental buscar ajuda médica para que outros problemas, como pneumonia, comum no idoso, por exemplo, seja totalmente descartada.

Receba nosso conteúdo grátis em seu WhatsApp, entre em nosso grupo: Clique aqui

Tem como tratar essa tosse?

Infelizmente os estudos mostram que, após as primeiras crises de tosse com o captopril, não há o que fazer. Aliás, vale lembrar que não adianta substituir captopril por outro medicamento do mesmo grupo, como enalapril, por exemplo, pois o evento adverso irá persistir. Neste caso, o paciente deve procurar o seu cardiologista para que o tratamento com a hipertensão seja revisto e alterado.

No Sistema Único de Saúde já existem alternativas como a losartana, que não causa tosse. Mas, QUALQUER SUBSTITUIÇÃO DESTES MEDICAMENTOS deve ser avaliado pelo médico, pois é essencial que haja um ajuste de dose. A substituição, sem acompanhamento profissional, pode levar da graves problemas à saúde, como AVE (Acidente Vascular Encefálico) levando o indivíduos a sequelas que podem ser irreversíveis.

Continue a leitura: Como aferir Pressão Arterial corretamente?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitarconsulte Mais informação