Você sabe escovar os dentes corretamente? Veja os 8 erros mais comuns

Para garantir uma boa higiene bucal, é preciso fazer uma boa escovação dos dentes

Sem dúvidas, a higiene da boca é absolutamente necessária para garantir uma boa saúde bucal. Por isso que escovar os dentes é um hábito tão importante e que precisa ser feito com frequência. Entretanto, por mais que seja um forte costume, muitas pessoas cometem pequenos erros na escovação que podem comprometer com a eficiência dela. Para evitar isso, venha com o SaúdeLab e veja os 8 erros mais comuns ao escovar os dentes.

À primeira vista, escovar os dentes pode parecer uma tarefa simples, e que não demanda muito esforço. Contudo, dado a importância desse hábito, é necessário que todos nós tenhamos em mente os cuidados necessários para garantir uma boa escovação. Caso contrário, os problemas de saúde bucal passam a ser cada vez mais frequentes.

Qual a importância da escovação?

Como a nossa boca é o local de mastigação de todo alimento que consumimos, ela acaba acumulando resíduos e partículas de comida após as nossas refeições. Contudo, além desses restos, a nossa boca também está sempre repleta de microrganismos. Logo, quando eles possuem acesso a alguma fonte de alimento, como os restos de comida, eles passam a se desenvolver fortemente.

Sob esse ponto de vista, o desenvolvimento dos microrganismos na boca pode representar um grande risco de problemas de saúde bucal. Dentre eles, os mais comuns são as cáries, tártaros e gengivite, porém em casos graves pode até mesmo complicações cardíacas. Com isso, escovar os dentes passa a ser um hábito essencial para poder eliminar tanto os restos de alimentos da boca quanto os microrganismos que se alimentam deles.

Veja também: Você sabe higienizar sua escova de dentes corretamente? Veja o passo a passo

Principais erros ao escovar os dentes

  1. Movimentos errados: geralmente, as pessoas costumam escovar os dentes fazendo movimentos de zigue-zague com a escova. Além de ineficiente, esse tipo de movimento pode machucar a gengiva. O certo é realizar movimentos circulares ou na vertical.
  2. Esquecer da língua: por ser uma porção bastante enrugada, a língua também acumula muitos restos de alimentos. Logo, ela precisa estar sempre inclusa ao escovar os dentes.
  3. Curta duração da escovação: por parecer uma atividade simples, algumas pessoas acabam escovando os dentes em muito pouco tempo, quando na verdade a escovação precisa durar cerca de 2 minutos.
  4. Higienização incompleta: escovar os dentes é de fato a etapa mais importante da higienização, porém ela precisa sempre ser seguida de outros cuidados, como o fio dental e enxaguante bucal.
  5. Enxaguar a boca: por incrível que pareça, enxaguar a boca depois de escovar pode ser prejudicial para ela, pois isso faz com que o flúor aplicado pelo creme dental seja removido.
  6. Guardar as escovas no banheiro: ao contrário do que a grande maioria das pessoas fazem, as escovas não devem ficar no banheiro, visto que o ambiente é muito sujo e, portanto, pode contaminá-las.
  7. Colocar capinha na escova: é comum encontrar escovas que possuem capinhas protetoras para as cerdas. Contudo, elas fazem com que haja um acúmulo de umidade nas cerdas, estragando-as com mais facilidade.
  8. Demorar para trocar a escova: quando ficamos com a mesma escova por muito tempo, ela passa a ficar ineficiente e começa a favorecer os microrganismos. Portanto, é preciso ter em mente que ela precisa ser trocada a cada 2 ou 3 meses no máximo.

Receba nosso conteúdo grátis em seu WhatsApp, entre em nosso grupo: Clique aqui

Consultas com o dentista são indispensáveis

Por fim, agora que você conhece os erros mais comuns ao escovar os dentes, é preciso ter em mente que, mesmo com todos os cuidados possíveis, a sua saúde bucal precisa estar sendo acompanhada por um dentista. Afinal, é ele que saberá quais são as necessidades da sua boca e as melhores abordagens para manter a saúde dela.

Leia mais: Como fazer para evitar a cárie nos dentes? Conheça os maiores inimigos

Este aminoácido desempenha diversas funções cruciais para o bom funcionamento do nosso organismo. Dentre eles, podemos destacar:

  • Ajuda na construção e manutenção da massa muscular;
  • Participa do processo de produção de melatonina (hormônio do sono) e serotonina (neurotransmissor importante para a regulação do humor e bem-estar);
  • Auxilia no controle do apetite;
  • Contribui para a boa memorização.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitarconsulte Mais informação