Truque secreto: saiba como diferenciar a taioba comestível da taioba venenosa

Existe mais de um tipo de taioba, e é preciso ter cuidado com a versão que é venenosa

A princípio, assim como muitas outras plantas, a taioba possui mais de uma variação. Elas diferem em muitos aspectos, incluindo em suas propriedades. O problema é que dependendo de qual taioba for, ela pode ser tóxica e nociva para a nossa saúde. Sob esse ponto de vista, venha com o SaúdeLab e aprenda a como diferenciar a taioba comestível da taioba venenosa.

Quando comparada à outras tipos de plantas, a taioba não é uma tão consumida ou conhecida. Consequentemente os seus efeitos na saúde acabam sendo pouco difundidos. Isso acaba causando dois problemas. O primeiro deles é que as pessoas deixam de aproveitar os benefícios da fruta. E o segundo é que, as poucas que acabam se interessando por ela, tem dificuldades em identificar qual das taiobas é própria para o consumo.

Diferenciando a taioba comestível da venenosa

De maneira geral, para não confundir a taioba comestível com a taioba venenosa, precisamos apenas nos atentar com as características físicas dela, especialmente as suas colorações. No caso, a taioba venenosa, chamada também de taioba brava tem tanto as folhas quanto os talos em um tom entre roxo e verde. Já a taioba comestível e segura é inteiramente verde em suas estruturas.

Outras importantes características da taioba comestível são as suas folhas, que tem linhas circulando as suas bordas, formato similar ao de um coração e crescem apontando em direção ao chão. Por fim, também é preciso evitar a planta se ela tiver flores muito coloridas, apresentar trepadeira ou ter um aspecto amassado e rugoso nas folhas.

taioba comestível e taioba venenosa.
Na esquerda está a taioba comestível e na direita a taioba venenosa. Foto: Canva PRO

Principais benefícios da taioba para a saúde 

  • Favorece a saúde cardiovascular: as folhas de taioba possuem potássio e fibras na sua composição. Aliás, esses nutrientes, respectivamente, ajudam a controlar a pressão arterial e reduzir os níveis de colesterol. Combinando esses dois efeitos, o sistema cardiovascular ganha uma grande proteção.
  • É antioxidante: dentre as vitaminas da taioba, as vitaminas C e A são duas das mais significativas. Ambas são consideradas compostos antioxidantes. Isso significa que elas combatem os radicais livres do organismo, causadores de problemas como doenças neurodegenerativas e envelhecimento precoce.
  • Promove a saúde do intestino: as fibras da taioba também são aliadas do sistema digestivo. Neste caso, elas não só melhoram a digestão de alimentos como também promovem o trânsito intestinal. Isso leva a uma melhor evacuação, de forma a combater a constipação intestinal.
  • Fortalece os ossos: por fim, a taioba é fonte de outros minerais além do potássio, como o magnésio, cálcio e fósforo. Inclusive, os três de extrema importância para a constituição e estrutura óssea.

A taioba venenosa pode ser consumida com os cuidados certos

Em suma, o grande problema da taioba venenosa é que ela possui oxalato, diferente da taioba comestível. Aliás, esse composto pode levar desde inchaço e ardência na região da boca até asfixia. Contudo, existem partes da planta em que a concentração dele é maior, como é o caso das ranhuras da folha. Se você remover essas partes e cozinhar as folhas de taioba em água fervente, por cerca de dois minutos, boa parte do oxalato é perdido. Isso não significa que a segurança dela para o consumo passa a ser garantida, mas de fato terá menos chances de ser nociva.

Por fim, leia mais:

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Consulte mais informação