Esteiras Movement: Review dos Melhores Modelos

esteiras movement

Saiba tudo sobre as esteiras Movement em um review super completo!

Se você está em buscas das melhores esteiras disponíveis no mercado brasileiro, certamente já tem algumas marcas em mente. Podemos mencionar, por exemplo, as da Kikos e as da Athletic, que apresentam qualidade inquestionável. Mas há também as esteiras Movement, que andam ganhando cada vez mais espaço no mundo fitness.

Movement: esteiras para todos os objetivos

A Movement é uma empresa de origem brasileira que fabrica aparelhos para os mais diversos obejtivos. Ela possui, portanto, esteiras residências e profissionais para academia, assim como para hotéis ou condomínios. E todos os modelos, independente do objetivo com o qual você os adquirir, são altamente tecnológicos e funcionais.

Diante de tantas possibilidades, separamos abaixo uma lista com alguns dos modelos de ponta dessa fabricante. Se ainda não conhece as esteiras Movement, com certeza vai se apaixonar e vai querer adquirir a sua. Se já conhece, vai confirmar por que essa é uma das melhores marcas de esteiras elétricas do Brasil.

 

O display é de LCD e traz informações básicas, como velocidade, tempo, distância, calorias e o monitoramento cardíaco. Há um corrimão de cada lado do aparelho para que o usuário possa se segurar durante suas atividades. Ainda em termos de segurança, há uma chave que trava a esteira, assim como um botão de emergência que faz o aparelho parar automaticamente.

A inclinação ou é de 0% ou de 5%, o que é praticamente não ter qualquer inclinação. Isso pode ser um ponto negativo, principalmente para quem gosta de simular caminhadas em aclives. O monitoramento cardíaco é feito por um sensor de lóbulo de orelha, o pode ser um pouco desconfortável para algumas pessoas.

A velocidade máxima atingida por essa esteira é de 12 quilômetros por hora. Não é muito, o que se justifica pela potência do motor, que é de apenas 1.8 HP AC peak power. Os amortecedores são de qualidade, sendo coxins elásticos.

Medidas e especificações técnicas:

Área de corrida: 135 cm x 42 cm (CxL);

Dimensões: 180 cm x 79 cm x 142 cm (CxLxA);

Capacidade de uso: 150 kg;

Peso: 105,6 kg.

A R4 é para quem quer treinar de forma despreocupada. Afinal, a área do tapete tem 44 centímetros de largura. É perfeita tanto para quem quer realizar uma caminhada, quanto para quem quer praticar corridas de alta intensidade.

Essa é uma esteira perfeita para residências particulares. Ela vem com uma amplo espaço para deixar os mais variados objetos. Você pode ler seu jornal ou uma revista enquanto caminha, além de deixar sua água à mão para não precisar interromper a atividade. O painel é acessível e bastante intuitivo. As teclas de atalho permitem alternar entre as funcionalidades sem qualquer dificuldade.

Há uma espécie de corrimão nas laterais, que não serve apenas um acessório para você se segurar. Nele há teclas rápidas, em que você pode monitorar a velocidade da corrida, a inclinação da esteira, assim como o monitoramento cardíaco. A verificação cardíaca é feito por handgrip.

A esteira Movement R4 chega até 15 quilômetros por hora. Possui dois níveis de inclinação. Ela vem com seis amortecedores e tem 36 programas de treinamento. Ela suporta usuários que pesem até 110 quilos. Essa é uma esteira dobrável e que vem rodinhas para ser transportada facilmente.

Medidas e especificações técnicas:

Área de corrida: 125 cm x 44 cm (CxL);

Dimensões: 170 cm x 73 cm x 130 cm (CxLxA);

Capacidade de uso: 110 kg;

Peso: 62 kg.

A velocidade que a esteira lhe permite atingir é um pouco maior, já que vai até os 14 quilômetros por hora. Outra questão que a difere do aparelho anterior é a inclinação, que vai até o nível 12. É uma forma de simular caminhadas em aclives.

Tanto a inclinação quanto a velocidade podem ser controladas pelo corrimão. O corrimão é longo e com acabamento macio e suave. Ele permite segurança, mas é também funcional, já que possui teclas de atalho. Sendo uma esteira residêncial, é mesmo prática. Possui suporte para tablet, para revistas, jornais e garrafa de água.

Área de corrida: 125 cm x 44 cm (CxL);

Dimensões: 175 cm x 73 cm x 130 cm (CxLxA);

Capacidade de uso: 110 kg;

Peso: 74 kg.

Já percebemos uma leve melhora em relação à R4 no quesito tamanho da lona da esteira. São 47 centímetros. A uma primeira análise, 3 centímetros a mais pode ser quase nada, mas para quem usa, a diferença é mesmo percebida.

O motor da R5i é também ligeiramente melhor do que a R4. Enquanto a primeira tem 2.0 HP DC peak power, esta tem 2.5 HP DC peak power. Isso permite que essa esteira chegue a 16 quilômetros por hora. Além disso, o sistema de inclinação eletrônico desse aparelho permite que ele chegue a 12% de inclinação, o que é 10 níveis acima da R4.

O painel é em LCD de 5 polegadas. As informações mostradas são calorias, velocidade, distância, tempo e monitoramento cardíaco. A frequência cardíaca pode ser medida por handgrip ou por cintura torácica.  São 36 programas de treinamento e são seis amortecedores. Essa esteira é dobrável, tem rodinhas para transporte e conta com um suporte para objetos.

Medidas e especificações técnicas:

Área de corrida: 135 cm x 47 cm (CxL);

Dimensões: 175 cm x 89 cm x 140 cm (CxLxA);

Capacidade de uso: 120 kg;

Peso: 78 kg.

A Go Run 3.0 é visualmente sem muitos atrativos e sem muita beleza estética. Por isso não vai ficar muito bem na sua sala como objeto decorativo. Isso é ótimo, já que a função dela é levar você ao seu limite. Possui um motor potente de 3 HP AC peak power, o que dá ao usuário a possibilidade de atingir até 18 quilômetros por hora. É muita potência para um aparelho que é supostamente residencial.

Para essa potência, é preciso ter um sistema de amortecedores e de segurança muito eficiente. O amortecimento é realizado por coxins elásticos. Há uma chave de segurança, o que evita que crianças usem o aparelho sem sua permissão. O botão de emergência é fundamental, caso você se sinta mal em meio a uma sessão de treinamento. Basta apertá-lo para que a esteira desligue automaticamente.

O que a torna menos interessante em relação a alguns dos modelos anteriores é o fato de a inclinação um máximo de apenas dois níveis. E o controle desse nivelamento é estritamente manual. Isso, contudo, de explica facilmente, já que essa é uma esteira Movement voltada completamente para a corrida.

Medidas e especificações técnicas:

Área de corrida: 134 cm x 42 cm (CxL);

Dimensões: 180 cm x 79 cm x 142 cm (CxLxA);

Capacidade de uso: 150 kg;

Peso: 105,6 kg.

Esteiras Movement valem a pena?

movement esteiras

O papel de um review é dizer aos usuários se determinado produto vale a pena ou não. Nesse sentido, sim, as esteiras Movement valem muito a pena. Mas há algumas ressalvas que precisam ser feitas antes que você saia comprando algum ou alguns dos modelos da lista acima.

Primeiro que você precisa ter noção de que as esteiras Movement são, em sua maioria, bastante caras. O investimento a ser feito em qualquer um de seus modelos atuais é compensado pela qualidade que oferecem, mas precisa ser pensado com cuidado. Tenha, portanto, plena certeza de que irá usar de verdade o aparelho se decidir adquirir um.

Uma alternativa pode ser adquirir um modelo de uma geração anterior. Uma esteira Movement R3, por exemplo, pode ser uma aquisição interessante e tão boa quanto a R4. O problema é que é difícil de achar esses modelos, pois até mesmo no site da marca eles já estão indisponíveis, pois não são mais fabricados. Nesse sentido, outra opção pode ser ir atrás de aparelhos usados.

Mas se a sua intenção é mesmo adquirir o melhor modelo possível, pode ir atrás de esteiras Movement profissionais. Essas não estão à venda nos sites e nas lojas de varejo. Modelos como a esteira Movement LX 160 e como a esteira Movement LX 160 G2, por exemplo, só podem ser adquiridos diretamente com a fabricante.

Uma sugestão que sempre é bem recebida é testar as esteiras antes de adquirir. De marca para marca, os amortecedores e a qualidade das lonas mudam. Por isso veja como o seu corpo reage à esteira que pretende comprar. Não vale a pena ter um modelo apenas porque é bem avaliado, se para você ele não é adequado como deveria ser.

Qual é a melhor esteira Movement?

Não existe a melhor esteira e ao mesmo tempo todas podem ser a melhor para você. Por isso que sempre vale a premissa: qual o seu objetivo em termos de exercícios aeróbicos? É perda de peso? É treinamento para alguma competição? As respostas a essas perguntas influenciam e muito a sua compra, apesar de não parecer.

Primeiro porque um usuário que não é profissional ou que não quer atuar em competições não necessita de uma esteira potente. As mais potentes são, por lógica, muito mais caras do que as que oferecem menor potência. Portanto se sua ideia é realizar exercícios moderados, dê preferência a um modelo mais barato e que oferece menos opções de velocidade.

Se a ideia é a perda de peso, o condicionamento físico, uma esteira de potência moderada está de bom tamanho. Esteiras que atinjam uma velocidade máxima de até 12 quilômetros por hora ou de até 14 quilômetros lhe fornecem tudo que você precisa nesse sentido.

Os aparelhos altamente potentes são voltados apenas para os profissionais. Pode não parecer, mas profissionais também podem treinar em casa. Nesse sentido, nada de fechar a mão e de investir barato em esteiras inferiores. Adquira logo a melhor, que ofereça todo o suporte para que seu treinamento ocorra da melhor forma possível.

Portanto o segredo da compra perfeita de uma das esteiras Movement é justamente garantir que você está adquirindo um aparelho que se encaixa em suas necessidades. Além disso, vale a pena conversar antes da compra com especialistas da área. Donos de academia e funcionários de lojas especializadas, por exemplo, podem lhe fornecer informações preciosas nesse sentido.

 

 

Fontes bibliográficas:

  • Macko, RF, DeSouza, CA, Tretter, L, Silver, KH, Smith, GV, Anderson, PA et al. Treadmill aerobic exercise training reduces the energy expenditure and cardiovascular demands of hemiparetic gait in chronic stroke patients: a preliminary report. Stroke. 1997; 28: 326–330.
  • Hiatt, William R., et al. Superiority of treadmill walking exercise versus strength training for patients with peripheral arterial disease. Implications for the mechanism of the training response. Circulation 90.4 (1994): 1866-1874.

Crédito das imagens: Magazine Luiza, Americanas, Submarino