Para que serve o exame de colonoscopia? Conheça os detalhes e sua importância

Os médicos gastroenterologistas são capacitados para fazer esse exame e determinar o diagnóstico.

A princípio, todas as questões de saúde precisam ser avaliadas e tratadas, seja através de procedimentos médicos e/ou medicamentos. Entretanto, os exames médicos são uma constante na solução de quase todo problema que o nosso organismo possa apresentar. Um deles é a colonoscopia, que é essencial no acompanhamento da saúde. Portanto, o SaúdeLab vai te ensinar para que serve o exame de colonoscopia.

Em termos gerais, os médicos gastroenterologistas são capacitados para fazer esse exame e são responsáveis por analisar, observar e determinar o diagnóstico. Se você está com dúvidas e quer saber para que servem exames de colonoscopia, então continue a leitura rápida a seguir.

Como a colonoscopia é feita e para que serve?

Antes de mais nada, para dissertar sobre as finalidades da colonoscopia, é preciso primeiro compreender como esse procedimento funciona. Esse procedimento invasivo se apresenta como uma endoscopia digestiva baixa e é necessário utilizar um aparelho chamado colonoscópio. Ele se consiste em tubo flexível, com aproximadamente 1 metro de comprimento, possui uma microcâmera em uma de suas pontas que transmite imagens do intestino para um monitor.

Para a realização do exame de colonoscopia, o paciente é sedado para que o colonoscópio possa ser introduzido via retal, ou seja, através do ânus. Em seguida, ele percorre o intestino, num caminho que passa pelo reto, sigmoide, cólon e ceco.

Por possuir uma câmera, ele serve para fornecer imagens em tempo real desde o interior do intestino grosso até a parte final do intestino delgado. As imagens geradas por ele são utilizadas para avaliar presença de alterações como pólipos (nódulos), infecções e tumores, por exemplo.

imagens de exame de colonoscopia
Observe à esquerda o aparelho digestório e à Direita visualização interna do intestino pela colonoscopia. Fonte: Adaptação Canva PRO

Quem deve fazer o exame de colonoscopia?

Tendo em mente a forma em que esse procedimento é realizado é possível entender mais para que serve a colonoscopia. Geralmente, ele é realizado para casos nos quais pode haver algum distúrbio no sistema digestório ou nos órgãos que o compõem. Ou seja, o exame é comumente empregado para diagnosticar causas de doenças como diarreia crônica, constipação intestinal, sangramentos no intestino ou nas fezes, endometriose, problemas na próstata e muitas outras.

Sob esse ponto de vista, em casos de dor abdominal, inflamação intestinal, sangramento retal e similares, a colonoscopia pode ser essencial para determinar a causa do problema. Porém, ela também exerce função de rastreamento de câncer de colo e reto.

Para que serve a colonoscopia: prevenção e rastreamento

Por outro lado, ele também pode ser solicitado para prevenção e rastreamento de possíveis doenças, mesmo se a pessoa não tiver sintomas ou queixas. A partir de 45 anos, ele entra como rotina periódica ou critério médico. Quando há casos familiares, a indicação passa a ser a partir de 35 anos de idade.

O que fazer antes do exame?

Na verdade, a preparação do paciente começa muito antes do exame, quando ele ainda está em casa. Existe um protocolo médico com medicações e restrições alimentares que precisam ser seguidas corretamente. Sobretudo deve comparecer ao exame em jejum absoluto. Dessa forma, o intestino dela ficará sob as melhores condições para a realização do exame.

Alimentação

Em relação à alimentação é fundamental beber mais líquidos além de água na véspera dando preferência para o que saudável. Assim, evite refrigerantes ou líquidos de cor avermelhada, pois os corantes podem interferir na qualidade das imagens. E não fique preocupado com possíveis diarreias, pois a intenção é limpar completamente o intestino.

Quais os riscos da colonoscopia? 

Por fim, assim como muitos outros procedimentos médicos, o exame de colonoscopia pode oferecer alguns riscos. Geralmente, eles estão relacionados a preparação do cólon, realização do exame, sedação ou cuidados complementares. Dentre essas possibilidades, os sintomas mais comuns são náuseas, vômitos, hipotensão arterial, distensão abdominal, bradicardia e, raramente durante o exame, perfuração intestinal.

Leia mais: Você sabe a diferença entre tomografia e ressonância magnética? Descubra agora

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitarconsulte Mais informação