Jovem de 25 anos morre de câncer depois de usar narguilé

A tangarense fez alertas nas redes sociais "equivale a 100 cigarros"

Uma jovem, natural de Tangará da Serra (MT), distante 250 km de Cuiabá, de 25 anos, morreu de câncer de pulmão devido ao uso de narguilé. Ela enfrentava a doença pela segunda vez. Nayara Moura ficou conhecida nas redes sociais por fazer alertas sobre o perigo do narguilé.
Durante o processo de tratamento, ela orientou seus seguidores, diversas vezes, a se prevenirem da doença. “A gente fuma sabendo que faz mal, a fumaça equivale a 100 cigarros, na hora ninguém sabe, mas na dor a gente sabe”, contou Nayara.

Narguilé e o câncer

Nayara descobriu o câncer de pulmão em 2020, quando estava com apenas 22 anos de idade. Ela passou a compartilhar sua luta nas redes sociais e contou que sempre usava narguilé com os amigos, aos finais de semana, bem como durante festas. Ainda segundo a jovem, em julho de 2019, começou a sentir os primeiros sintomas da doença. “Tinha muita febre, depois perdi peso, foram 12 quilos em menos de um mês, além disso tosse, falta de ar. Eu não dormia deitada, tinha que ser sentada”, descreveu ela.
A tangarense declarou em sua página do Facebook, em março de 2021, que havia sido curada: “Tenho o privilégio de fazer aniversário duas vezes no ano, um o nascimento e outro o renascimento!”. Porém, a doença retornou e voltou a fazer quimioterapia na tentativa de vencer o tumor.  Então, em junho deste ano, Nayara usou sua página do TikTok para deixar uma mensagem aos seus seguidores:

“Seria injusto não compartilhar com algumas pessoas que estiveram ao meu lado no passado. Com dor no coração digo que o câncer voltou no mesmo lugar. Me encontro abalada emocionalmente, mas pronta para qualquer coisa que vier pela frente. Tenho pessoas que me amam do meu lado, isso é meu combustível”.

Assim, a família de Nayara comunicou a morte da jovem (nas redes sociais). O corpo dela foi sepultado em Dourados, Mato Grosso do Sul, onde ela morava atualmente.

Os perigos do Narguilé

fumar narguilé
A propósito, em comparação ao cigarro, a mesma quantidade de narguilé fornece 25 vezes mais alcatrão – Canva PRO
Narguilé é um dispositivo usado para o fumo de essências, de tabaco ou outras substâncias entre elas algumas psicoativas. Entretanto, seu uso representa um grande perigo à saúde. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que apenas uma hora de uso equivale a tragar 100 cigarros.
A mistura de tabaco usada neste dispositivo, também conhecida por essência ou massel, é composta, de um modo geral, por 30% de tabaco que é adocicado com 70% de mel de abelha. Segundo uma pesquisa realizada pela University of Pittsburgh School of Medicine, em comparação ao cigarro, a mesma quantidade de narguilé fornece 25 vezes mais alcatrão, 125 vezes mais fumaça, 2,5 vezes mais nicotina e dez vez mais monóxido de carbono. Todas essas substâncias são extremamente tóxicas e cancerígenas para o organismo humano. Além disso, o uso do carvão como mecanismo de combustão eleva em muito os níveis de monóxido de carbono e a geração do carcinógeno HAP2.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitarconsulte Mais informação