Cintia Dicker explica as complicações após o nascimento de Aurora

Aurora passou por cirurgia no dia do nascimento

A modelo Cintia Dicker, 36 anos, falou sobre a sua gravidez e a descoberta da gastrósquise da filha ainda durante a gestação.  A revista Vogue Brasil, mostou o relato feito para Pauli Barros sobre todos os detalhes do nascimento da filha que teve que passar por cirurgia após o parto. Saiba com SaúdeLab o que é gastrósquise?

Relato emocionante de Cintia Dicker sobre a filha Aurora

Durante o relato a modelo disse que descobriu a gravidez nas primeiras semanas, o seu corpo deu sinais como seios maiores e com sensibilidade. Ela estava em Portugal e uma amiga a convenceu a comprar um teste de farmácia. Logo depois com o resultado ela procurou sua ginecologista, pois ela estava dando início a um sonho.

Contudo, com doze semanas o casal Cintia e Pedro Scooby descobriram que a filha foi diagnosticada com gastrósquise. A modelo falou que sabia desde o começo que estava grávida de uma menina, afirmou que seu feeling estava certo, pois o casal já pensava no nome de Aurora. Para eles o nome é forte, e no latim significa nascer do sol e raiar do dia.

“Quando soubemos da existência da gastrósquise, descobrimos também que, para segurança do bebê, a Aurora deveria nascer entre 37 e 38 semanas através de cesárea. Logo depois do nascimento, nossa filha precisaria ser operada”, falou Cintia.

O casal teve que encontrar uma equipe médica que pudesse realizar a cirurgia logo após o natal, no dia 26 de dezembro a cirurgia foi realizada, em um hospital no Rio de Janeiro.

Leia também: Pedro Scooby encanta com carinho na pequena Aurora; confira

O que é gastrósquise?

O casal não conhecia essa condição e ficaram com medo de como seria a cirurgia e a recuperação da filha, eles ficaram assustados, pois, havia riscos. No entanto, eles contaram com médicos que são especialistas em gastrósquise no Brasil e isso deu segurança para o casal.

A gastrósquise é um defeito na formação da parede abdominal e o bebê nasce com intestino para fora da cavidade abdominal. Nestes casos a solução é a cirurgia de correção do defeito que deve ser realizada o mais rápido possível.

Desta forma, é possível minimizar riscos de infecção que podem colocar em risco a vida do bebê. Sendo assim, no dia 26 Aurora nasceu e logo depois ela foi encaminhada para cirurgia. “Pude dar um beijo antes de encaminhá-la para cirurgia. Naquele momento, o coração deu um nó e assim ficou durante os trinta minutos que seguiram”, lembrou Dicker.

O procedimento deu certo, todos que acompanhavam o casal vibraram e eles queriam saber se a filha estava bem. Aurora ficou na UTI no dia seguinte, e a mãe da pequena relatou que foram os dias mais difíceis para acompanhar a recuperação do bebê.

A princípio, foram 16 dias na UTI, e Cintia falou que não conseguia pensar nela mesma, estava com as emoções à flor da pele. Dado que sofreu baby blues, não tinha tempo para descansar e quando a filha finalmente foi para casa não teve repouso e sentiu dor na cicatriz da cesárea.

Logo ela teve uma pequena inflação que a obrigou a tomar antibióticos e tomar alguns cuidados. Por fim, a pequena Aurora é uma criança grande de 4,030 kg. “Uma grande menina com uma grande fome (risos)”, falou Cintia Dicker.

Leia mais: Pedro Scooby fala sobre o estado de saúde de sua filha recém nascida

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitarconsulte Mais informação