Desumidificador: Para que Serve Esse Aparelho?

desumidificador para que serve

Desumidificador: para que serve e como escolher o seu

Desumidificador: para que serve além de deixar a umidade relativa do ar controlada? Como escolher o melhor produto e o que levar em consideração? Responder a essas perguntas é essencial antes de você comprar o seu aparelho.

Neste artigo você entenderá tudo sobre a utilidade desse objeto e saberá quais fatores são mais decisivos na hora de efetuar uma compra consciente e útil as suas necessidades.

Saiba agora qual o melhor desumidificador no nosso review.

7 pontos para considerar antes de comprar seu desumidificador

por que ter um desumidificador

A resposta para essa pergunta não é simples. Saber qual o melhor entre os desumidificadores de ambiente é importante para não colocar dinheiro fora. Para lhe ajudar, separamos alguns fatores que merecem um olhar atento de sua parte.

Mas claro que essa não é a única pergunta a se fazer a respeito do desumidificador. Para que serve o aparelho também é um questionamento relevante. E nós lhe explicamos em sucintas palavras: apenas para deixar a umidade relativa do ar e do ambiente reguladas e equilibradas.

1. Tamanho

O tamanho de um desumidificador não está relacionado apenas à praticidade de manuseio ou de transporte. Normalmente quanto menor for o aparelho, menor é sua capacidade de desumidificação diária. Isso se torna evidente, visto que eles têm reservatórios de água que acabam por serem preenchidos a depender da quantidade de umidade nos ambientes.

2. Saiba o quão úmidos são seus ambientes

Nem sempre é fácil saber com total certeza o quão úmido é um ambiente. Saiba, contudo, que ter uma informação aproximada disso é muito importante. Pensando na dica anterior, tente definir se o aparelho trabalhará em um local muito ou pouco úmido, pois assim pode decidir se precisa de um produto de alta ou de baixa capacidade.

3. Informe-se sobre a extração de água do produto

A água absorvida pelo desumidificador precisa ir para algum lugar em algum momento. Se isso não acontece, das duas uma: ou o reservatório irá transbordar, ou o aparelho irá parar de funcionar até que o recipiente seja esvaziado.

O melhor desumidificador nesse sentido é aquele que tem uma bomba interna que possa levar a água diretamente até uma pia. Há modelos em que você mesmo precisa esvaziar o recipiente, assim como há alguns que drenam a água diretamente para o solo.

4. Dê preferência aos que têm medidor de umidade

Os desumidificadores de ambientes modernos contam com a presença de um medidor automático de umidade. Você programa o nível de umidade que deseja ter em seu ambiente. Assim que o umidificador deixar o ambiente da forma que você quer, ele desliga automaticamente.

Isso é importantíssimo. O ser humano precisa estar em locais que tenham uma umidade relativa do ar equilibrada. Esses valores não são iguais nas diferentes estações do ano, portanto tome bastante cuidado ao programar essa função.

5. Opte por modelos econômicos

Não se esqueça que esses aparelhos são todos elétricos. Isso significa que eles contribuem para um certo aumento nos valores da sua conta de luz. Os modelos mais modernos e com melhor tecnologia contam com modos econômicos de trabalho.

6. Escolha marcas de confiança

Não escolha apenas marcas da sua confiança, mas também marcas que sejam respeitadas por especialistas e por vendedores. Converse com pessoas da área, leia reviews a respeito das marcas e dos produtos e conheça os prós e os contras de cada modelo que for do seu interesse.

7. Realize pesquisas de preço

Saber qual o melhor aparelho do mercado exige pesquisas. No caso desse tipo de produto, isso é mesmo muito importante porque o preço é um bom indicativo da qualidade do modelo. Quanto mais caro ele for, melhor será. Pelo menos essa é a tendência.

A pesquisa, no entanto, pode acabar lhe revelando modelos baratos tão eficientes e tão bons quanto os mais caros. Por isso entre de site em site, de loja em loja e não tenha medo de fazer perguntas para chegar ao veredito a respeito da compra.

Dicas caseiras para reduzir a umidade relativa do ar

melhores desumidificadores de ambiente

Agora você o que é um desumidificador, para que serve e como comprar, provavelmente já encomendou o seu. Enquanto ele não chega, que tal aprender algumas dicas que irão prevenir o aparecimento da umidade em sua casa ou em seu local de trabalho?

Claro que alguns de nós moramos em cidades naturalmente úmidas, no entanto há coisas que podemos fazer para evitar que o problema piore. Veja abaixo quais são!

1. Cuide de suas telhas

Todo mundo já teve uma ou mais de uma calha ou telha entupida. Se não teve, conhece alguém que teve. Saiba que esse é um dos principais motivos para causar o aumento da umidade no interior das residências. Quando as telhas e calhas entopem, a água precisa de alguma forma ser escoada.

Enquanto isso não ocorre, ela se infiltra pelo teto e pelas paredes, à procura de um caminho para seguir. Muitos casos graves de alta umidade em habitações se deve a isso. Portanto verifique sempre que possível, periodicamente, como está o estado das calhas e das telhas.

2. Mantenha os ambientes arejados

Quanto mais fechados são os ambientes, mais propícios estão a concentrarem umidade. De nada adianta então saber qual é o desumidificador ideal e de nada adianta comprá-lo se você mantém sua casa sempre trancada, sejam portas ou janelas.

Abra as persianas, vidros e deixe que o ar puro, a brisa e o sol eliminem naturalmente a umidade. Essa é uma das formas mais antigas e eficazes de desumidificar a casa.

3. Seque a roupa nos ambientes certos

Nem todas as pessoas dispõem de um jardim, de um quintal ou de uma varanda, pelo menos, para secar as roupas recém lavadas. Se você mora em um apartamento, tente colocar o varal no ambiente mais amplo e arejado que tiver. Isso evitará que a umidade relativa do ar aumente demais em pouco tempo.

4. Utilize carvão nos ambientes

Por incrível que pareça, o carvão é ótimo em absorver umidade. Você pode colocar um pouco em alguns cantos dos ambientes mais úmidos e deixar que eles ajam a seu favor. Em pouco tempo você irá reparar que as paredes irão verter muito menos água e que sua respiração começará a voltar ao normal.

Afinal, quando você pensa em desumidificador, para que serve o aparelho e em quanto  ele consome de energia, pode ser mais interessante comprar o carvão.

5. Tenha paredes texturizadas

Além de darem um toque especial à decoração, as paredes texturizadas são excelentes contra a formação da umidade. A maioria delas vem com hidrorrepelentes, o que acaba agindo como uma barreira entre os líquidos e a barreira. Nesse sentido, usa tinta impermeabilizadora também pode ser uma boa alternativa, já que acaba por atua como um antimofo caseiro.

6. Jamais cubra sinais de umidade ou de mofo com tinta

A dica anterior tem a ver com esta. Depois que a umidade já se impregnou em sua casa e que inclusive já formou mofo e bolor, não tente tapar o sol com a peneira. Não passe tinta por cima, impermeabilizadores, gesso ou coisas do gênero: isso só irá piorar a situação, agravando não só o estado estético do local, como também sua saúde.

Ainda nesse sentido, evite colocar móveis próximos a esses locais de modo a esconder a situação. Quanto menos arejado ficar o local, pior ficará. Além disso, o mofo e o bolor podem passar para os móveis, o que acaba virando um ciclo sem fim.

7. Tenha plantas em casa

Ter plantinhas em casa é tudo de bom! Além de serem um colírio para os olhos, pois embelezam os ambientes, elas são capazes de absorver toda a umidade da sua residência. Quanto mais plantas, nesse caso, melhor.

Algumas espécies são mais vantajosas que outras. É o caso, por exemplo, da samambaia, do clorofito e das palmeiras. Quando se pensa em desumidificador, para que serve e preço, acaba até valendo mais a pena encher a casa de plantas!

 

 

 

 

Créditos das imagens: Freepik