Como funciona o Pix do Nubank? Entenda

Pix promete desbancar TED, DOC e boletos

316
Como funciona o Pix do Nubank
Como funciona o Pix do Nubank

Como funciona o Pix do Nubank? O novo sistema de pagamentos e transferências criado pelo Banco Central do Brasil ainda gera dúvidas. Por isso, explicaremos o que é esperado e prometido sobre a nova forma de efetuar transações bancárias. Mas de início vale ressaltar que a ferramenta não é apenas disponível no banco digital Nubank, mas sim em todas as instituições financeiras que atuam em território brasileiro.

A ideia do Banco Central é justamente de fazer com que o novo sistema de pagamentos seja adotado pelo maior número de bancos e fintechs possível. E em resumo, o Pix é um sistema que tem como objetivo de fazer frente – e desbancar – os tradicionais TED e DOC no que se diz respeito à forma de transferir dinheiro por meio de banco.

Além disso, o serviço criado pelo BC também tem potencial de tomar espaço que é ocupado pelos popularmente conhecidos boletos.

Leia mais: Pix é grátis para a população; saiba mais aqui

Como funciona o Pix do Nubank; confira detalhes sobre o assunto
Como funciona o Pix do Nubank; confira detalhes sobre o assunto (Foto: Pixabay)

Mas como funciona o Pix do Nubank e de outros bancos?

O Pix é um só e funcionará de maneira igual em todos os bancos. Assim como as maiores instituições bancárias do país já anunciaram, como Itaú, Bradesco e Santander, fintechs como Nubank e Banco Inter também já disponibilizaram pré-cadastro para o serviço.

Portanto, para se cadastrar, basta acessar a sua conta no Nubank ou em outro banco e seguir as instruções para realizar o pré-cadastro.

A ideia do Pix é de que não seja mais necessário digitar todas as informações bancárias e dados pessoais de uma pessoa para efetuar uma transferência.

Por exemplo, para fazer uma TED ou um DOC é necessário informar: código do banco, conta corrente, agência, nome completo e, muitas vezes, até o CPF do beneficiário.

Com o Pix, apenas uma numeração será necessária para poder efetuar uma transferência: trata-se da chave Pix.

Esta chave poderá ser o número de celular, de CPF, CNPJ ou até mesmo formado por letras – como um e-mail pessoal.

Também há a possibilidade de obter uma chave aleatória, que será criada pelo Banco Central e contará com uma sequência alfanumérica exclusiva para cada pessoa.

Ou seja, o novo sistema de transferências promete ser mais fácil e prático.

Leia também: Cadastrar Pix Nubank: como ter acesso ao novo sistema de pagamentos

Pix vai funcionar 24 horas por dia

Além dessa praticidade no momento de enviar dinheiro, há outros dois fatores que prometem fazer do Pix o novo xodó dos consumidores brasileiros:

  • O dinheiro de uma transferência cairá na conta em apenas 10 segundos, independentemente se for para uma conta de banco diferente;
  • Todas as transferências serão gratuitas para pessoas físicas; e
  • Será possível transferir e receber dinheiro 24 horas por dia e 7 dias da semana. Ou seja, a qualquer horário do dia e da noite.

Outro tipo de pagamento pelo Pix

Também será possível pagar a um estabelecimento ou até a qualquer pessoa por meio de QR Code.

Nesse caso, o beneficiário (empresa ou pessoa) irá mostrar o QR Code e bastará acionar a câmara do celular para efetuar a leitura e executar o pagamento por meio de sua conta corrente.

Sendo assim, pagamentos de qualquer espécie poderão ser feitos de maneira digital, rápida e segura. Essa é mais uma promessa do Banco Central para o Pix.

Leia ainda: Conexão Pix: evento virtual explica detalhes do novo sistema de pagamentos

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here