Tratamentos para estrias: 10 opções para suavizar as marcas

Melhores tratamentos para estrias

tratamentos para estrias

Infelizmente as marcas deixadas pelas estrias não têm cura. Mas existem diversas opções de tratamentos para estrias que ajudam a suavizar as marcas no corpo. Em alguns casos elas podem ficar quase que no mesmo tom da pele.

O ideal para que elas praticamente desapareçam é realizar o procedimento nas estrias vermelhas. Essa coloração indica que são recentes (vasos sanguíneos rompidos). Consequentemente, a capacidade de regeneração da pele é maior. Inclusive, existem alguns cremes para estrias que podem ajudar.

Já no caso das estrias brancas ou nacaradas apresentam esse aspecto por já estarem cicatrizadas. Ou seja, ocorreu a atrofia das células e diminuição da melanina (responsável pela coloração). Neste caso o tratamento para estrias é um pouco mais difíceis devido a capacidade reduzida de regeneração da pele. Porém, nada está perdido e existem diversos tratamentos que podem ajudar:

Melhores tratamentos para estrias

Algumas pessoas sentem-se incomodadas pelas marcas deixadas pelas estrias no corpo. Elas podem surgir em diversas situações, como por exemplo, durante a adolescência e o crescimento do corpo; durante a gravidez ou mesmo pela mudança de peso.

Para todos os casos existem tratamentos para estrias realizados por especialistas. A recomendação é consultar um dermatologista para que ele indique o melhor procedimento estético. Lembre-se que cada corpo e pele são diferentes e, portanto, alguns procedimentos podem funcionar melhor que outros, para cada pessoa.

1. Peeling Químico

É considerado como um dos tratamentos para estrias mais rápidos e simples. Melhora o aspecto e a textura da pele (firmeza e elasticidade), suavizando as marcas. A função desse procedimento estético é o de estimular a pele via renovação celular. É importante consultar o médico dermatologista para que ele indique qual será a concentração e o tipo de químico ideal para o tratamento.

2. Tratamento para estrias com Ácido Glicólico

O ácido glicólico tem a capacidade de melhorar a coloração das estrias, assim como o tamanho em que elas apresentam. Apesar de não desaparecem, a manipulação dessa substância ajuda a esfoliar a pele, estimulando a produção de colágeno na região da derme.

Essa substância pode ser encontrada em cremes, com concentrações de até 10%; manipulados com concentrações maiores, dependendo do caso ou até mesmo em procedimentos estéticos como o de peeling químico, realizados em consultórios dermatológicos. Após a aplicação deve ser utilizado protetor solar no local, pois a pele estará mais sensível do que o de costume.

3. Tratamento para estrias com Ácido Retinoico

Esta substância pode ser aplicada na pele por meio de loções cremosas e, o uso constante promove a remoção das células mortas; produção de colágeno e regeneração da pele. A vantagem deste procedimento para estrias é que ele ajuda a uniformizar o tom, diminuindo a aparência das estrias na pele.

Por se tratar de um ácido é preciso ter cuidado com a pele para não manchar. Evitar a exposição solar é o ideal. Aproveite e conheça quais são os melhores protetores solar para cuidar da sua pele (do corpo e rosto) diariamente.

4. Tratamento para Estrias com Ácido Hialurônico

tratamentos para estrias
Crédito: jcomp – www.freepik.com

Com propriedades hidratantes e de estimulação da produção de colágeno, o tratamento permite o preenchimento dos espaços entre as células. Ele atua no processo regenerativo e aumenta a elasticidade da pele. Pode ser utilizado a partir de dermocosméticos ou mesmo por comprimidos.

5. Dermaroller (microagulhas)

Esse tratamento para estrias induz a produção de colágeno para a renovação da pele no local onde estão as marcas. As microagulhas penetram na superfície durante uma sessão que dura entre 30 e 60 minutos. O recomendado é que ela seja feita com intervalos de 15 dias e, em média, os resultados podem ser notados a partir da 5ª sessão.

Apesar de ser uma técnica segura e eficaz, não é recomendado para pessoas com dificuldades de cicatrização ou formação de queloides.

6. Microdermoabrasão

Este tratamento também estimula a produção de colágeno da pele e, além de suavizar as marcas das estrias, também melhora a firmeza da pele. O tratamento é feito com um aparelho que faz a sucção da pele, durante uma sessão de 15 minutos. Para que os efeitos sejam notados e positivos, o recomendado são pelo menos 3 sessões.

Assim como os demais tratamentos para estrias, é muito importante cuidar da pele e evitar a exposição ao sol. A pele fica sensível após os procedimentos e deve ser cuidada para que recupere.

7. Carboxiterapia

Este é um dos tratamentos para estrias que ajudam também a contornar o problema de flacidez da pele e gordura localizada. O procedimento estético regenera a pele, reorganiza as fibras e estimula a produção de elastina e colágeno.

A aplicação é feita de acordo com a necessidade de cada pessoa, por meio de aplicação de CO₂ ou Gás Carbônico medicinal por meio de uma agulha, diretamente na pele e/ou tecido adiposo.

8. Radiofrequência

Se você busca por tratamentos para estrias brancas (antigas) esse é o ideal, pois estimula a produção de colágeno e metabolismo celular a partir do aquecimento da pele. Em média são necessárias 15 sessões para que os resultados possam ser notados.

O procedimento estético de radiofrequência é muito similar ao de Laser CO₂ Fracionado que, por meio de ondas eletromagnéticas. Essa tecnologia permite o tratamento profundo e tem por objetivo a produção de fibroblastos.

Atenção! O tratamento não é indicado para grávidas ou pessoas que possuem marcapasso.

9. Tratamentos para estrias com laser ou luz pulsada

De acordo com a Sociedade Americana de Cirurgia Dermatológica (ASDS) o uso de laser e luz pulsada é ideal. De acordo com os especialistas, as sessões podem amenizar as marcas em até 60%. Além disso, o processo de cicatrização é mais rápido e natural, comparado com os demais tratamentos para estrias. Os mais comuns são:

Laser Fracionado: o mais indicado para as estrias brancas (antigas), pois os feixes de luz estimulam a produção de colágeno e, consequentemente, fortalecem as fibras que sustentam a pele. Apesar de ser eficaz e com resultado em poucas sessões, ele pode ser mais doloroso que os demais.

Luz Pulsada (laser não-ablativo): diferente do anterior, esse tratamento tem por objetivo promover a contração da pele. Com isso há o afinamento das linhas e imperfeições, melhorando a textura e uniformizando a pele. Ou seja, ele tem como foco as camadas mais superficiais da derme.

10. Camuflagem de estrias

Este tratamento para estrias é muito parecido com a técnica de tatuagem! Trata-se da pigmentação, com uma tonalidade próxima ao da pele. É um procedimento estético definitivo e pode causar desconforto durante a aplicação. Entretanto, é praticamente imperceptível ao olhar.

Cuidados durante os tratamentos para estrias

tratamentos para estrias
Crédito: roserodionova – www.freepik.com

Todos os tratamentos para estrias devem ser indicados por um dermatologista! E lembre-se, cada pele pode reagir de forma diferente! Os resultados também dependem de fatores externos e cuidados após as sessões. É imprescindível o uso de protetor solar para evitar manchas nos locais.

Cada procedimento estético exige cuidados específicos que devem ser seguidos ao pé da letra, para garantir o sucesso! Como por exemplo, em alguns casos é necessário passar cremes específicos recomendados pelos profissionais. Eles podem ter a função de hidratar ou mesmo ajudar na cicatrização.

Existem tratamentos para estrias caseiros?

Sim, existem tratamentos caseiros capazes de melhorar o aspecto das marcas. Eles são mais eficazes no tratamento de estrias vermelhas ou rosadas (recentes). Também é importante hidratar a pele diariamente para evitar o surgimento de novas estrias.

Outra dica importante é o consumo de alimentos ricos em vitaminas E ou suplementos alimentares que ajudam a retardar o envelhecimento, deixando a pele bonita, assim como promovem a elasticidade da mesma.

Esfoliante caseiro para estrias

Você também pode promover a renovação celular por meio da esfoliação! Durante o banho passe cremes que tenham essa função para massagear o local. Desta forma as células mortas serão removidas. Para essa receita você vai precisar de apenas 2 ingredientes:

  • Borra de café;
  • Sabonete líquido (ou creme hidratante);

Basta misturar um punhado de borra de café com três colheres de sabonete ou creme e friccionar na região das estrias. O ideal é fazer até que a pele fique avermelhada e então lavar com água morna para abrir os poros. Em seguida pode ser aplicado um creme hidratante (veja a receita a seguir).

Esse tratamento tem por objetivo renovar as células do local. Uma dica extra é utilizar um cicatrizante também, como o Cicatricure, de 2 a 4 vezes por dia, durante 8-10 semanas. Ele é indicado para o uso em estrias vermelhas, brancas e roxas, ajudando a melhorar o aspecto das mesmas.

Creme caseiro para estrias

Esta receita é ideal para ser aplicada na pele logo após a esfoliação ensinada acima. Para isso você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • Hipoglós: 1 unidade;
  • Creme Nívea: 1 unidade;
  • Vitamina A: 1 ampola;
  • Óleo de Amêndoas Doce: 100 ml.

Misture todos os ingredientes e coloque dentro de um recipiente de vidro esterilizado e com tampa, para ser guardado dentro da geladeira. A aplicação deve ser feita com movimentos circulares (massagem) para ser absorvido completamente pela pele.

Importante: A esfoliação pode ser feita, no máximo, 3 vezes por semana! Já o creme hidratante deve ser aplicado diariamente.