10 alimentos que ajudam a emagrecer e definir o shape

Quer perder peso e definir os músculos de forma rápida? Então coma mais, ensina nutricionista

Quem quer perder peso, queimar gordura e aumentar a definição muscular deve comer menos. A afirmação, que parece óbvia, pode também ser enganosa. O nutricionista esportivo Diogo Cirico afirma que quem quer acelerar o processo de queima de gordura e definição muscular deve comer mais. Isso mesmo.

“O único caminho para aumentar a queima de gordura e reduzir a perda de massa muscular numa dieta de emagrecimento e definição muscular é aumentar a quantidade de alimentos, mas reduzir o consumo de calorias. E isso começa pela escolha de alimentos que estimulem o processo de transformação de gordura em energia”, conta.

Segredo para emagrecer sem passar fome

Cirico, que é o responsável técnico da Growth Supplements, explica que em dietas com forte restrição alimentar, a perda de peso costuma vir acompanhada de perda de massa muscular. Para evitar que isso aconteça, o segredo é comer mais e estimular a ação das mitocôndrias. Sim, aquelas mesmas dos livros de biologia do Ensino Fundamental. Elas são responsáveis por transformar a gordura acumulada na energia que usamos para o funcionamento dos músculos.

Leia mais: Benefícios do Repolho: 10 razões incríveis para não faltar no seu cardápio

Emagreça comendo, mas o quê?

O nutricionista diz que alguns alimentos têm compostos bioativos capazes de melhorar o funcionamento das mitocôndrias e, por consequência, facilitar a queima de gordura e o emagrecimento:

  • Substâncias presentes na soja (genisteína- isoflavonas);
  • cacau (epicatequinas);
  • cebolas;
  • maçãs (quercetinas);
  • frutas vermelhas, como amora, mirtillo, cereja e framboesa, (antocianinas);
  • canela (ácido cinâmico);
  • chá verde
  • café (ácido clorogênico e ácido fenólico) e
  • uvas vermelhas (resveratrol) devem estar presentes na dieta de quem quer melhorar a definição muscular e emagrecer”, enumera.

Portanto, se o objetivo é emagrecer e definir a massa muscular, você deve fugir de dietas restritivas e lançar mão desse grupo de alimentos. Cirico conta que a ação das mitocôndrias nesse processo já foi comprovada por pesquisas científicas. “Estudo feito com um grupo de pessoas obesas mostrou que uma dieta rica com esses compostos bioativos interrompeu o ganho de peso sem que a alimentação delas fosse reduzida. Outro estudo feito com pessoas obesas submetidas a um controle alimentar revelou que a inclusão desses complexos bioativos reduziu o índice de gordura e a perda de músculos”, explica o nutricionista.

Disciplina

Cirico alerta, no entanto, que não basta adicionar esses alimentos na dieta de forma aleatória para que os resultados sejam expressivos. “Você precisa controlar as calorias. Comer mais, sim, mas escolher os alimentos com menos calorias, com o máximo de vegetais e treinar intensamente”, ensina.

nutricionista esportivo Diogo Cirico
nutricionista esportivo Diogo Cirico. Foto: Divulgação

A boa notícia é que não é necessário focar num único alimento para consumir grandes quantidades desse grupo de alimentos para que os compostos bioativos comecem a agir no nosso organismo. “Você deve fazer variação nos grupos de vegetais consumidos, por exemplo: consumir o café ou chá verde pela manhã, a maçã no lanche da manhã, cebola na hora do almoço, uma uva ou outra fruta no lanche da tarde, beterraba e berinjela no jantar e antes de dormir consumir leite quente com cacau em pó, assim cada alimento contribui com uma pequena quantidade e no final do dia temos somado quantidades significativas”, ensina.

Leia mais: Suplemento emagrece? Nutricionista esclarece mitos e verdades

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitarconsulte Mais informação