Termômetro de Testa é Confiável e Eficiente?

termômetro de testa é confiável

Descubra se o termômetro de testa é confiável

Nem todas as pessoas sabem que existem diversos tipos de termômetros disponíveis no mercado. Não há apenas aquele tradicional, que se coloca sob as axilas, mas sim uma gama de variedades. Entre esses está o termômetro de testa. Será, contudo, que o termômetro de testa é confiável para medir a temperatura de bebês, de crianças, de adultos e de idosos?

Termômetro de testa é confiável?

bêbê

Muitas mães e muitos pais buscam se informar se o termômetro digital de testa é confiável. Como ele é usado para medir a temperatura corporal à distância, é perfeito para fazer esse exame em bebês, em recém-nascidos. A possibilidade de machucar ou de pelo menos causar um desconforto na criança é zero, já que não há qualquer contato entre o aparelho e entre o indivíduo.

Apesar de normalmente esses produtos serem altamente tecnológicos e modernos, contudo, há várias ressalvas em relação a esse tipo de termômetro. Principalmente em relação à precisão da medição, como citam algumas pesquisas e alguns profissionais da área da medicina. Por isso confira abaixo alguns pontos importantes a respeito desse tipo de produto.

1. Nem sempre funciona como é previsto

Em relação a um termômetro digital de axila, um termômetro de testa é mais indicado para crianças pequenas e para bebês. Como dissemos acima, ele evita o contato físico com o paciente, o que previne desconfortos.

Mas se pensarmos em como funciona a realidade, perceberemos que as crianças nem sempre colaboram com a medição da temperatura, ainda mais se elas estiverem com febre. Se debatem, choram, movem-se de um lado a outro, o que interfere muito na precisão de um termômetro de testa.

Se você quiser medir a temperatura do ouvido, o infravermelho desses aparelhos precisa chegar até o tímpano. O canal auditivo, contudo, não é reto, o que demanda que você puxe um pouco o ouvido para trás. A criança, como é óbvio, não vai ficar muito feliz com isso, o que irá atrapalhar a medição.

Além disso, é possível que mesmo que haja colaboração por parte da criança, o infravermelho não chegue ao tímpano. Pode haver cera no caminho, o que de fato atrapalha. O mesmo vale para a medição da temperatura da testa, visto que ainda pode haver movimento por parte do bebê ou ele pode estar suando. De acordo com pesquisas, o suor pode influenciar no resultado da medição desse tipo de termômetro.

2. É prático

Apesar dos pesares, não podemos negar que esse termômetro é muito prático. Com os termômetros de boca ou de axila, é preciso esperar mais tempo do que se gostaria para saber qual é, afinal, a temperatura do corpo. Além disso, o contato com a pele começa a desgastar o produto ao longo dos anos, além de poder contaminá-lo eventualmente.

Nesse sentido, o fato de não precisar haver contato entre o aparelho e o paciente facilita muito. Não há incômodo nem para quem está medindo, nem para quem vai medir. Afinal, quem nunca teve que passar por aquela dificuldade de fazer uma criança parar de se mexer enquanto segura o termômetro nas suas axilas?

3. Possui alta tecnologia

Como dissemos, o termômetro de testa é confiável, isso é inegável, desde que usado nas condições mais acertadas. Isso se deve à alta tecnologia empregada no fabrico desses produtos. Não é à toa que muitos pediatras e outros médicos de outras áreas têm recomendado a utilização dessse produto.

Como a tecnologia empregada é a de infravermelho, permite medições rápidas, em até três segundos, sem perder precisão. Aliás, sua precisão vem muito disso, já que ele não permite, na maioria das vezes, que haja interferências na medição, como ocorre com termômetros digitais tradicionais.

Esses produtos ainda costumam vir com funcionalidades extras, que são muito interessantes para quem tem filhos pequenos. Nessa fase primeira da vida, costumamos ter variados episódios de febres. Nesse sentido, uma vantagem da maioria dos medidores de temperatura de testa é que eles gravam as últimas medições, de modo que você pode conferir a evolução da febre de um paciente.

Tipos de termômetro

termômetro infravermelho de testa e confiável

Você já viu que, sim, um termômetro infravermelho de testa é confiável, desde que, claro, seja de uma boa marca. Mas será que ainda assim vale a pena adquirir esse tipo de aparelho? Para responder a essa pergunta, veremos quais são os outros tipos de termômetro e suas vantagens e desvantagens.

Além do termômetro de testa, há uma infinidade de termômetros que você pode adquirir para medir a temperatura do seu bebê, de um parente ou mesmo a sua. Por isso veja abaixo outras possibilidades que, talvez na sua situação, se encaixem melhor nas suas necessidades.

 

Termômetro retal

Talvez seja um dos tipos mais precisos em termos de medição de temperatura. É o mais indicado para bebês e é especificamente voltado para os pequenos. A medição da temperatura pode, no entanto, demorar, o que pode causar desconforto na criança. Muitos mais têm receio de utilizar esse aparelho por medo de machucar a criança.

Atualmente existem termômetros retais mais modernos, mais rápidos e que prometem maior conforto à criança. São modelos ergonômicos, pequenos e precisos, que podem ser facilmente transportados na bolsinha da criança.

Termômetro digital

termômetro digital de testa

Do termômetro digital com certeza é o que as pessoas mais ouvem falar. Possui um senstor de metal na ponta, que é utilizado para medir a temperatura do corpo. Muitas vezes é conhecido como multifuncional, visto que permite a medição da temperatura tanto pelas axilas quanto pela boca e pelo reto. Se a preferência for por usar no reto, contudo, aconselha-se a utilização específica de um aparelho retal.

De todos os modelos, o termômetro digital multifuncional é o mais barato, o que você vai ter mais facilidade em encontrar e é o mais fácil de ser manuseado. O único porém é que ele está sujeito a ser contaminado com o uso. Por isso a dica é que cada pessoa da casa tenha o seu próprio termômetro digital.

Além disso, evite realizar a medição em vários lugares. Se mediu pela primeira vez nas axilas, continue a medir sempre pelas axilas.

Termômetro auricular

Existem termômetros específicos para a medição auricular. Esses não possuem a tecnologia de infravermelho de um aparelho de testa. O de testa mede pela carótida, localizada atrás da orelha. Já o auricular possui, na realidade, uma ponta que é inserida até o tímpano do paciente.

Os modelos mais modernos e mais atuais podem ser utilizados tanto em adultos quanto em crianças, seja com a pessoa acordada, seja com ela dormindo. Se optar por um aparelho desse tipo, adquira aqueles cuja ponta, onde fica a sonda, seja mesmo pequena. Isso irá causar menos incômodo no paciente, principalmente se for uma criança ou um bebê.

Uma vantagem do termômetro auricular é que eles costumam vir com proteções que são colocadas na sonda. Essas proteções garantem a higiene do produto, além de evitar contaminações perigosas. Isso também evita que você tenha que adquirir aparelhos separados para cada membro da família. Basta, portanto, trocar a proteção da sonda.

Termômetro smart

Os termômetros smart não lembram termômetros tradicionais, muitas vezes. São verdadeiros gadgets tecnológicos, que são utilizados em conexão com tablets, smartphones e aparelhos celulares. Eles não possuem fio, contam com tecnologia de infravermelho e informam a temperatura diretamente na tela de seu celular.

Devido a essa tecnologia, costumam ser ou aparelhos de testa ou aparelhos de ouvido. Emitem luzes de acordo com o resultado da medição; se for luz verde, não há febre, mas se for vermelha, há. Esses termômetros smart ainda guardam o histórico todo das temperaturas medidas, além de fornecerem gráficos e figuras a respeito disso.

Pode ser usado por até quatro usuários ao mesmo tempo. Tem um alarme como funcionalidade, que lhe avisa a hora de tomar medicamentos, a hora de uma consulta com um médico, entre outras coisas. Se quiser, pode utilizar esses aparelhos para tirar fotografias ou gravar vídeos, na intenção de documentar o estado físico do paciente.

Termômetro de testa vale a pena?

termômetro de testa vale a pena

Em muitos aspectos, sim, o termômetro de testa é confiável e também vale a pena. No quesito praticidade, por exemplo, é disparado um dos melhores. Um termômetro digital de testa é rápido e evita contato com o paciente, o que previne infecções. Dessa forma, é facílimo de ser usado, principalmente porque muitos modelos desse tipo contam com apenas um botão.

Apesar disso, da praticidade e da precisão na medição, um termômetro de testa exige que sejam cumpridas algumas medidas para que a medição ocorra de forma correta. Há uma variedade de fatores externos à medição que podem atrapalhar o processo, causando resultados que muitas vezes não são verídicos.

No fim, dependendo de como você utilizar o produto, e principalmente se utilizá-lo em crianças ou recém-nascidos, pode ser que acabe tendo que usar o bom e velho termômetro de axila. Por isso, se você gastar um valor considerável e ainda ter que usar outro tipo de aparelho para confirmar se há febre ou não, não vale muito a pena.

Como acréscimo, temos o fato de que esses termômetros, por serem mais tecnológicos, costumam ser mais caros que os outros e também mais difíceis de serem encontrados para comprar.

Termômetro de testa: melhor marca

Há muitas marcas de termômetros digitais que oferecem produtos de qualidade. Você tem a Omron, por exemplo, que é reconhecida no ramo de produtos de saúde. Em termos de termômetro infravermelho de testa talvez não haja marca melhor.

Essa empresa é japonesa e vende seus produtos em dezenas de países. A Omron trabalha no cuidado da saúde de seus clientes nas mais diversas frentes, não apenas no que diz respeito à medição de temperatura corporal.

Ela é responsável por fabricar produtos que medem pressão arterial, por exemplo, além de oferecer alternativas para medição de peso e até mesmo para monitoramento de atividades físicas.

A Omron ainda trabalha com fornecimento de materiais e de produtos para hospitais. Por isso essa é uma das grandes marcas da área da saúde, conferindo a ela um status de confiança no que diz respeito a aparelhos que medem sua temperatura.

O que é a febre?

medidor de febre de testa

Claro que ninguém gosta de sentir febre. A sensação que esse sintoma traz ao corpo é mesmo horrível, porém é importante que você saiba que a febre nada mais é do que um sistema de defesa natural do nosso organismo.

Em resumo, a febre é um aumento da temperatura corporal, que ocorre na maioria dos casos devido ao fato de termos contraído uma doença. Esse aumento da temperatura do corpo visa dar mais tempo de resposta às células do organismo, para que elas possam combater prováveis invasores em nossos sistemas.

A febre, portanto, é um dos sintomas mais naturais que podemos sentir. Ela pode surgir tanto em crianças quanto em adultos, sendo um sinal de que há algo de muito errado com o organismo. Na maioria dos casos, a febre é capaz de eliminar os invasores do corpo, que normalmente são bactérias ou vírus.

Quando esse mecanismo de defesa falha, no entanto, é que há perigo. Isso pode desencadear problemas muito mais graves, daí a importância de se medir a temperatura corporal com um termômetro sempre que se suspeitar de que há febre.

Dicas para medir a febre corretamente

Independente do fato de você comprar ou não um medidor de temperatura de testa ou se vai dar preferência a outro tipo de termômetro, é importante saber como realizar essa medição. Por isso, para lhe ajudar, separamos abaixo algumas instruções de acordo com o tipo de termômetro escolhido.

Medição axilar

É, de acordo com profissionais da medicina, um dos métodos menos precisos, ainda que seja um dos mais utilizados. Para tal, use um termômetro digital multifuncional. Limpe bem o aparelho e coloque-o em contato direto com o centro da axila, nunca em contato com a roupa. O paciente precisa segurar firme o braço contra o medidor, para que ele não se mova. A febre alta é considerada quando fica acima dos 37,8º.

Medição retal

Para uma medição retal, é preciso utilizar termômetros específicos para essa localidade do corpo. A ponta dos medidores de temperatura retais são arredondadas, anatômicas e ergonômicas, portanto nada de usar os termômetros digitais para esse fim.

Antes de iniciar a medição, limpe o aparelho com água e com sabão antes e depois do uso. Use vaselina na ponta, deite a criança de barriga para baixo e introduza o termômetro apenas dois centímetros na abertura anal. Segure bem, sem tremer, até ouvir o bipe. Considera-se febre aqui com uma temperatura de 37,9º.

Medição oral

A medição aqui é feita com um termômetro digital. Assim como ocorre com o termômetro retal, limpe bem com água e com sabão antes e depois do uso. Aqui há outro cuidado muito importante, que é o fato de que a criança não pode ingerir líquidos frios ou quentes quinze minutos antes da medição. Isso, como é óbvio, interfere no resultado.

Depois de preparado o termômetro, insera-o sob a língua da criança, na parte de trás da boca. A criança deve ficar sempre quieta e imóvel, respirando pelo nariz. Qualquer movimento pode ser perigoso e pode causar acidentes graves. É considerado febre com temperatura acima de 37,5º.

Medição auricular

De posse do termômetro especial para inserção no canal auditivo, basta fazer a higienização da ponta e colocá-la lentamente no ouvido. Pressione o botão até que ouça o bipe sonoro. É considerado febre a partir dos 38º.

 

Aproveite e descubra agora o nosso novo artigo:

 

 

Fonte: Research Gate

Fonte bibliográfica:

  • Kongpanichkul A, Bunjongpak S. A comparative study on accuracy of liquid crystal forehead, digital electronic axillary, infrared tympanic with glassmercury rectal thermometer in infants and young children. J Med Association Thai. 2000;83(9):68-76.

Crédito das imagens: Freepik