Dezembro laranja: Protetor solar só no verão? Faça o jogo dos sete erros

Veja como se proteger o ano inteiro e evitar doenças como o câncer da pele, que deve atingir mais de 185 mil pessoas em 2022

Atire a primeira pedra quem nunca postou uma selfie parecendo um camarão de tão vermelho depois tomar um banho de mar que durou o dia todo? Ou uma história para contar daquela vez que não conseguiu dormir de tão ardido que ficou depois de passar horas lagarteando no sol? São situações que parecem engraçadas, mas que depois podem se tornar muito sérias, principalmente quando se repetem. A exposição ao sol sem proteção pode causar muitos problemas e é uma das principais causas do câncer da pele.

Você sai de casa sem escovar os dentes? Então, porque sair sem passar protetor solar. Essa é uma das perguntas que precisamos nos fazer neste Dezembro Laranja, que chama a atenção para a prevenção da doença.

Protetor Solar

Pensando nisso, Mário Abatemarco, farmacêutico, com mestrado e doutorado em microbiologia, professor de cosmetologia e tecnologia farmacêutica e especialista da Farmácia Artesanal, um dos maiores grupos de franquias de farmácias de manipulação do Brasil, preparou este jogo de sete erros para você saber tudo sobre como se proteger do sol e dos raios ultravioleta, manter a pele saudável, desacelerar os sinais da idade e se prevenir contra o câncer da pele.

O câncer de pele é uma doença provocada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Os casos vêm crescendo no Brasil e até o final de 2022, de acordo com estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o Brasil deve registrar 185,6 mil novos casos de câncer de pele.

1. Não preciso usar protetor solar em dias nublados, nem no inverno.

O uso do protetor solar deve ser um hábito da rotina, como escovar os dentes. Precisa ser estimulado nas famílias e nas crianças, desde cedo.

Isso independe do clima. O protetor solar deve ser usado nos dias quentes e frios. Não pode ser deixado de lado nos dias mais frios ou nublados. Nem deve ser usado somente no verão. “A exposição solar em doses contínuas, mesmo que não cause queimaduras, colabora para o envelhecimento precoce e aumenta as chances de a pessoa desenvolver o câncer da pele ao longo dos anos. Isso porque a incidência da radiação UVA, responsável pelo escurecimento e por causar outros danos à pele, como o envelhecimento precoce, continua alta, mesmo nos dias nublados, no verão ou no inverno. A falta do filtro solar diariamente também pode causar manchas na pele”, afirma Mário Abatemarco .

2. Quando vou à praia, passo o protetor solar antes de sair de casa e depois esqueço

Nos dias de muito sol, é preciso aplicar o protetor a cada 30 minutos ou sempre quando houver sudorese excessiva, na praia, piscina ou ao se exercitar ao ar livre. Se não estiver na água ou se exercitando, a reaplicação pode ser feita a cada quatro horas.

Aplique sempre no corpo todo, sem se esquecer das orelhas e do pescoço.

3. Protetor solar é tudo igual

Existem no mercado muitos tipos de protetor solar. O ideal é encontrar aquele que seja adequado ao seu tipo de pele. De preferência personalizado para você, indicado por seu dermatologista. A escolha leva em consideração o tipo e o tom de pele, além de fatores como alergias a componentes da fórmula.

Os filtros físicos são os que oferecem proteção por conta da camada opaca que é criada sobre a pele depois da aplicação. No caso do filtro químico, a proteção ocorre com a absorção dos raios UV.

“Os protetores físicos proporcionam uma camada que é responsável por refletir as radiações UVA e UVB, impedindo que esses raios atravessem a pele. No caso dos protetores químicos, os componentes presentes nesse tipo de produto conseguem absorver a radiação solar, impedindo assim que esses raios causem danos a pele”, destaca o especialista da Farmácia Artesanal.

A maior parte dos protetores solares encontrados no mercado possuem uma combinação de filtros solares físicos e químicos, sobretudo os de maior FPS.

4. Posso usar o mesmo protetor no corpo e no rosto

O ideal é que você use um protetor próprio para a pele do rosto. Cada região do corpo tem uma necessidade de proteção e de hidratação diferente. O rosto, por exemplo, pede uma composição mais leve, que não sobrecarregue os poros.

“É importante destacar que o uso do protetor solar não é apenas um cuidado estético, mas um cuidado com a saúde. Os casos de câncer de pele no Brasil não param de crescer e esse número continuará crescendo, caso a população não se previna da maneira correta”, esclarece o especialista da Farmácia Artesanal.

5. Tomo sol todos os dias, em qualquer horário

Embora seja recomendado tomar 10 minutos de sol todos os dias, o ideal é que sejam evitados os horários com menor incidência de radiação solar, ou seja, antes das 10h e depois das 16h.

A exposição prolongada ao sol sem proteção é muito prejudicial, e os danos desta exposição serão acumulados na pele, podendo desencadear problemas como envelhecimento celular, melasmas, queratose, perda da elasticidade da pele e o surgimento de rugas, catarata e outras lesões nos olhos, além aumentar muito o risco do câncer da pele.

6. Eu já uso uma camiseta com protetor UV, então não passo protetor solar

O uso do protetor solar não deve ser deixado de lado, mesmo com as roupas com protetor UV. O especialista afirma que sozinha a roupa não consegue proteger a pele totalmente. A proteção feita com o uso de roupas e chapéus, é chamada de fotoproteção mecânica e é a forma mais comum de evitar os raios solares, mas, isso não é o suficiente, pois, esse tipo de proteção não é a mais eficiente contra a radiação ultravioleta (UV).

“Elas protegem bem, no entanto, é fundamental manter o uso do filtro solar”, destaca. Segundo Mário, os tecidos com proteção UV são capazes de bloquear radiação, mas, mesmo assim, uma parte desses raios, mesmo que em menor quantidade, ainda atinge a pele.

7. Não uso protetor, pois tenho a pele negra

Todos precisam usar protetor solar, independentemente da cor da pele. Cada tipo de pele requer um cuidado especial, mas todas precisam de proteção. Busque o protetor ideal para o seu fototipo, mas jamais deixe de aplicar o protetor solar.

Leia mais: 5 erros comuns ao usar filtro solar que podem afetar sua pele e você não sabe

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitarconsulte Mais informação