Beber água da torneira faz mal?

Por mais tratada que água seja tratada, ainda chega na sua casa contendo muitos resíduos

beber água da torneira faz mal

Será que beber água da torneira faz mal? É por isso que, em muitos casos, é fundamental que você tenha em sua casa o melhor purificador de água.  Se você não tiver um, ferver a água da torneira antes de tomá-la é crucial.

Por mais tratada que ela seja, ainda chega na sua casa contendo muitos resíduos.  A verdade é que é justamente por causa do tratamento que ela pode ser perigosa para você e seus filhos.

Entre as muitas substâncias que você pode ingerir ao fazê-lo, estão:

  • Arsênico: um dos maiores componentes que pode provocar câncer de pulmão, bexiga e pele;
  • Compostos orgânicos voláteis: também conhecidos por VOCs, eles contaminam o caminho da água nos corpos hídricos. Os fenóis são os mais comuns, pois são altamente solúveis em água e sua remoção é extremamente difícil. Eles causam dores de cabeça, falta de ar, fadiga e alergias;
  • Flúor: o flúor ou fluoreto é uma substância erroneamente considerada boa. Apesar de proteger os dentes dos efeitos das cáries, ela também causa problemas na bexiga, baixa imunidade e aumento do risco de câncer e disfunções de tireoide. Na Europa, alguns países baniram o uso do flúor no tratamento da água;
  • Metais pesados: o mercúrio é um dos mais comuns. Ele ataca o sistema nervoso e pode provocar variados tipos de câncer. O chumbo e o cádmio também podem estar presentes na água da torneira, assim como o cromo. Os efeitos da ingestão dos metais são: perda de apetite, náuseas, dores de cabeça, sangramentos e urticárias.
  • Alumínio: assim como os outros metais, o alumínio é encontrado em boa parte das águas que não passam por purificadores. Ele está associado a doenças gastrointestinais e mal de Parkinson;
  • Medicamentos em geral: mesmo com toda a tecnologia de filtragem, muitos medicamentos e remédios acabam por circular nos sistemas hídricos diariamente. Testes revelam que antibióticos e antidepressivos estão presentes em maior quantidade em algumas cidades;
  • Cloro: ele limpa a água, mas deixa resíduos tóxicos, capazes de produzir radicais livres em nosso organismo e danificar células saudáveis. Algumas investigações apontam que ele possa também causar infertilidade e câncer de mama.

E qual é o caminho da água?

Há ainda resíduos que são provenientes dos canos e tubulações, por onde a água passa até chegar na sua casa, que podem também ser um problema. Portanto, mesmo que na sua cidade a água seja boa, certifique-se que o local onde você mora passa por revisões constantes. Se você não tiver certeza, saiba que ferver água da torneira para beber é essencial para a sua saúde.

Limpar a caixa d’água nos períodos recomendados e verificar a sua tubulação junto de um encanador, também são boas precauções. Se você toma todos esses cuidados, dificilmente terá algum dos problemas citados acima.

Como tratar água da torneira para beber:

Nem sempre é possível investir num purificador de água. Às vezes, a grana está curta e o melhor mesmo é economizar. Até que você possa comprar um aparelho, veja o que fazer para beber água limpa, pura e segura, sem prejudicar a sua saúde.

Pastilhas seladas

Se você vai acampar, por exemplo, as pastilhas seladas são uma boa ideia. Em forma de pastilha efervescente, você coloca-as na sua garrafa ou cantil e elas tornam a sua água completamente potável.

De baixo custo, você encontra esse tipo de produto em lojas de equipamentos esportivos e montanhismo. As pastilhas são feitas de dióxido de cloro ou iodo e levam geralmente 30 minutos para fazer efeito.

Contudo, as de iodo não devem ser consumidas por mulheres grávidas ou pessoas que tenham alergia a frutos do mar. E as pastilhas não matam protozoários em grande escala.

Filtro de carvão

Barato e acessível, os filtros de carvão ativado podem ser encontrados em diversos formatos. Inclusive, existem garrafinhas que já vem com o filtro acoplado, facilitando a sua vida e evitando que você consuma garrafas pet.

Eles protegem contra vírus, bactérias e protozoários, evitando infecções e intoxicações intestinais por consumo de água contaminada. Mas atenção, esses filtros têm durabilidade curta e devem ser trocados e lavados de acordo com as instruções dos respectivos fabricantes.

Filtro caseiro

Você pode optar por construir um filtro caseiro e obter água potável de forma natural. Normalmente se constrói um cone e você deve enchê-lo com materiais filtrantes.

São eles: cascalho, pedregulhos, areia (desde que limpa e natural) grama, carvão e panos de algodão. Dentro do cone, você deverá fazer camadas, alternando os materiais, de forma que a água tenha que passar por eles e esses atuem como uma peneira.

Se for fazer camadas, a ordem correta é: primeiro o cascalho, depois carvão e no fim algodão ou filtro de café. Mesmo assim, essa água deverá ainda ser fervida antes de consumida!

Destilação com energia solar

Os raios ultravioletas podem ser ruins para a sua pele, porém são ótimos para matar muitos microrganismos presentes na água. Para destilar água e eliminar agentes patogênicos, você precisa de uma série de materiais de construção, como furadeira, tubos de PVC e revestimentos.

O processo é trabalhoso e demorado. Contudo, ele pode inclusive transformar água do mar em água potável. Existem muitas formas de executá-lo, entretanto você deve buscar a ajuda de um profissional.

 

 

 

Crédito das imagens: Unsplash