Férias do trabalho: pandemia pode postergá-las e afetar ainda mais a saúde dos trabalhadores

Os pedidos de férias do trabalho na pandemia foram reduzidos

0
237
férias do trabalho
Férias do trabalho: Pandemia pode postergá-las e afetar ainda mais a saúde dos trabalhadores (Imagem: Nursing Times)

As férias do trabalho correspondem a um direito de todos os trabalhadores formais brasileiros. Conforme a legislação a cada 12 meses de serviços o indivíduo deve gozar de 30 dias de descanso.

Porém, por causa da pandemia de Covid-19 esse direito tem encontrado alguns óbices. Isso, por sua vez, pode afetar de sobremaneira a saúde do trabalhador, que pode ser sobrecarregado ao mesmo tempo em que seu rendimento sofre baixas.

Mas, afinal, é possível postergar as férias do trabalhador? Como isso pode afetá-lo? Continue lendo e confira essas informações e resguarde seus direitos.

Também veja: Quando um aposentado morre tem que dar baixa no INSS? Entenda

férias do trabalho
A postergação das férias somada à pandemia que deixou a todos exaustos pode afetar de sobremaneira a saúde dos trabalhadores. (Imagem: Tutano Trampos)

Férias do trabalho: como foram afetadas pela pandemia?

Existem diversos setores que foram afetados pela pandemia de Covid-19, isso é inegável. O mesmo ocorre em relação às férias.

Isso, pois, existem setores cujos serviços são indispensáveis nesse momento e enquanto a pandemia durar. É o caso, por exemplo, da área de saúde cujos trabalhadores estão na linha de frente no combate à Covid-19.

Por outro lado, existem indivíduos cujas atividades pararam temporariamente pela impossibilidade de manutenção dos serviços e que agora retomam à ativa. Em ambos os casos as férias do trabalho podem sofrer consequências e isso também afeta a saúde do cidadão.

Mas, afinal, como funcionam as férias?

Conforme brevemente citado, as férias são concedidas após 12 meses de trabalho completos. Nesse momento o empregador possui o mesmo período para concedê-las. Ou seja, caso em dezembro de 2020 o trabalhador complete o tempo de aquisição o empregador poderá concedê-las até dezembro de 2021.

No caso das suspensões dos contratos de emprego durante a pandemia o trabalhador deixou de prestar serviços durante um período. Assim, o alcance das férias do trabalho também podem ser postergadas. Nesse mesmo sentido está a situação daqueles que tiveram suas férias adiantadas no início da ocorrência epidemiológica.

Considere-se, igualmente, os casos dos trabalhadores cujas férias podem ser postergadas pela impossibilidade de dispensa momentânea dos serviços. Essa, aliás, é a realidade dos empregados da área de saúde.

Saúde e férias do trabalhador

Embora o empregador possa conceder as férias do trabalho no período de 12 meses após a obtenção ao direito a elas pelo empregado, deve-se considerar até que ponto essa postergação é saudável.

Primeiramente, tem-se o desgaste físico e mental naturalmente causado pela pandemia. Em segundo lugar, pelo cansaço natural do trabalho, mesmo em tempos não pandêmicos, que vai levando à exaustão e coloca em risco a segurança do empregado.

Não só o trabalhador é afetado, como os próprios serviços da empresa e a qualidade com que são prestados. É por isso que a postergação das férias do trabalho deve ser vista com cautela mesmo quando ocorrida legalmente.

Continue lendo: Aposentadoria por tempo de contribuição acabou? Confira aqui

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here