Como funciona o FGTS emergencial? Entenda aqui

0
188
como funciona o FGTS emergencial
Como funciona o FGTS emergencial? Entenda aqui (Imagem: Foregon)

Neste ano atípico de 2020 houve a criação de uma nova modalidade de movimentação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, em caráter de emergência. Mas, afinal, como funciona o FGTS emergencial?

Embora a grande maioria dos trabalhadores formais brasileiros tenha sido beneficiada com a possibilidade de saque do Fundo de Garantia, muitos sequer conhecem esse direito. Além disso, a forma de saque é diferente das demais, tornando, portanto, necessário se entender melhor essa modalidade de movimentação do recursos do fundo.

Então, abaixo confira como funciona o saque do FGTS em caráter de emergência, quem pode movimentá-lo e como fazer.

Também veja: Desempregado tem direito ao auxílio-doença? Entenda

como funciona o FGTS Emergencial
O FGTS de emergência foi uma criação deste ano de 2020. Veja como ele funciona e quem pode sacar. (Imagem: A Voz da Serra)

Como funciona o FGTS Emergencial?

Ele corresponde a uma modalidade de saque do Fundo de Garantia criada especialmente para 2020 e em razão da pandemia de Covid-19, pois o saque do FGTS é limitado a algumas situações específicas.

Assim, perante o aumento das necessidades financeiras da população, o Governo Federal permitiu o acesso a até R$ 1.045 das contas vinculadas ao Fundo de Garantia. Dessa maneira, todos os trabalhadores com saldo têm direito à movimentação.

Mas como funciona o FGTS emergencial para saldos superiores? O trabalhador pode sacar até R$ 1.045. O valor restante permanece, portanto, retido na conta específica de Fundo de Garantia junto à Caixa Econômica. Ele poderá ser sacado quando o cidadão alcançar algum dos outros motivos para movimentação e saque no futuro.

Quem tem direito ao FGTS de emergência?

Todos os trabalhadores com saldo de Fundo de Garantia podem sacá-lo na modalidade de emergência.

Como sacar o FGTS Emergencial?

Conforme apontado brevemente, como funciona o FGTS emergencial se difere das demais possibilidades de saque do Fundo de Garantia.

Isso, pois, essa modalidade deve ser movimentada por meio do aplicativo Caixa Tem. Essa ação, ainda, deve respeitar um calendário previamente divulgado pela Caixa Tem, que pode ser consultado aqui. Por outro lado, as demais formas de saque são requisitadas pelo próprio aplicativo FGTS.

Confira agora: Governo vai prorrogar corte de jornada e salário; confira

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here