Alterações no meio ambiente provocam impactos na saúde humana, segundo pesquisa

0
130
Meio ambiente
Alterações no meio ambiente provocam impactos na saúde humana, segundo pesquisa (Imagem: Reprodução internet)

Um artigo científico intitulado “Saúde e sustentabilidade”, elaborado pelo professor José Eli da Veiga, do Instituto de Estudos Avançados da USP, aponta que alterações no meio ambiente podem provocar impactos na saúde dos seres humanos.

Em outras palavras, nesse estudo o pesquisador avaliou a relação existente entre os seres humanos, a saúde e os ecossistemas naturais. Confira adiante a crítica detalhada feita pelo pesquisador.

Leia ainda:Dieta saudável: conheça as 6 dicas incríveis para você conseguir consumir mais verduras e legumes no dia a dia

A relação entre as alterações no meio ambiente e a saúde dos seres humanos

Meio ambiente e saúde
Alterações no meio ambiente provocam impactos na saúde humana, segundo pesquisa ( Imagem: Stood)

No processo de investigação sobre a já citada relação entre as alterações no meio ambiente, seres humanos e saúde, o pesquisador José Eli da Veiga fez uma análise crítica a respeito de um conceito criado recentemente: o conceito de “saúde planetária”.

Aliás, a concepção de saúde planetária entende-se como um campo de pesquisa emergente. Ademais, o seu objetivo é compreender, mensurar e atuar para que seja possível reverter os efeitos do aumento da população humana e das atividades socioeconômicas sobre o meio ambiente.

Leia ainda: Descarte de medicamentos no meio ambiente; entenda os riscos

Contudo, essas ações humanas causam uma série de impactos negativos nos ecossistemas naturais, o que, por sua vez, irão afetar significativamente as condições de saúde e bem-estar desses mesmos seres humanos.

No artigo científico publicado por José Eli da Veiga, ele cita ainda a iniciativa One Health, da Organização das Nações Unidas para a Saúde e Alimentação (FAO), em conjunto com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a Unicef e o Banco Mundial. O propósito dessa iniciativa é incentivar uma relação mais estreita entre seres humanos, meio ambiente e animais. Assim, será possível compreender como funcionam as doenças.

Desenvolvimento sustentável e saúde

Veiga acredita que há muitas ideias equivocadas sobre a questão da “saúde planetária”, ou seja, dos efeitos negativos das alterações no meio ambiente. Segundo ele, muitos creem que medidas como redução dos gases poluentes, contenção do aquecimento global, entre outros, são o suficiente para sanar a questão do ambiente com a saúde humana.

Entretanto, para ele, seria insuficiente, é necessário ir além. Isso porque não adiantaria apenas aplicar soluções para os problemas ambientais citados se não houver uma real e efetiva preocupação com o desenvolvimento sustentável.

Leia ainda:Covid-19 se tornou uma sindemia: como isso pode te afetar? Entenda

Em outras palavras, mais do que se preocupar com os problemas ambientais em si e como remediá-los, é fundamental um esforço concreto e robusto para a realização de um desenvolvimento, de um crescimento socioeconômico que de fato leve em consideração a amenização dos impactos ambientais.

Gostou desta matéria? Acompanhe as nossas redes sociais: Facebook, InstagramTwitter e Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here