Como utilizar o e-mail marketing para se comunicar com seus pacientes e manter um relacionamento saudável?

5 dicas para se inspirar

O e-mail marketing é uma ótima maneira de se comunicar com seus pacientes e, dessa forma, manter um relacionamento saudável com eles. Inclusive, é uma maneira de aproximá-los e de promover a fidelização deles.

Este recurso pode ser utilizado tanto por clínicas quanto por hospitais ou consultórios particulares de médicos e outros profissionais da saúde. Todavia, a aplicação dele requer cuidados tanto em relação à ética quanto às estratégias de marketing.

Por ajudar você a usar este recurso interessante que pode atrair novos pacientes e fidelizar os já existentes, o SaúdeLab listou 5 dicas! Continue a sua leitura e coloque-as em prática!

5 dicas de como usar o e-mail marketing com seus pacientes

Veja cinco dicas para usar da melhor forma os e-mails como parceiros da estratégia de marketing da sua clínica ou do seu consultório! Desse modo, atraia mais pacientes.

1 – Segmente seu público

Primeiramente, ao usar o e-mail marketing como estratégia para se comunicar com pacientes e conquistar outros, não cometa o erro de enviar para todos o mesmo conteúdo.

Cada vez mais o público quer se sentir único, exclusivo. Por isso, você deve analisar quais tipos de pacientes e interessados pelo seu conteúdo você tem.

Essa análise é possível a partir de formulários de inscrições de recebimento de newsletter para pacientes e, também, em feedbacks e fichas de inscrição do seu consultório ou clínica. Neste caso, é possível determinar:

  • Faixas de idade;
  • Dores do público e as correspondentes soluções;
  • Interesses;
  • Faixas de renda;
  • Se já foram ou são pacientes, etc.

Assim, é possível separá-los em diferentes grupos de acordo com as informações acima. Desse modo, crie diferentes e-mails com diferentes conteúdos de modo a suprir as demandas de cada um deles.

Além disso, também busque incluir no início do e-mail o nome do destinatário. Isso cria, para ele, a sensação de recebimento de algo personalizado.

Leia mais: Marketing de relacionamento na área da saúde: aumentando a fidelidade e a indicação de serviços

2 – Não se limite às promoções no e-mail marketing

Muitos estabelecimentos, profissionais e marcas se limitam a utilizar os e-mails de marketing tão somente para divulgar promoções para o público. Isto é, com o intuito de vender.

Porém, a melhor estratégia é pluralizar o tipo de conteúdo que você divulga neste meio. Ao utilizar uma newsletter para pacientes, não deixe de criar, por exemplo, conteúdos relevantes e informativos que sejam do interesse deles.

Assim, aumentam as chances de que eles abram a mensagem, pois ali não encontrarão apenas produtos e serviços, mas também informações que impactam no seu bem-estar e saúde.

3 – Use o funil de compras na newsletter para pacientes

O funil de vendas reconhece que a trajetória de um consumidor passa por diferentes etapas. E isso não é diferente na área da saúde. Primeiramente, o paciente toma conhecimento de algo, que pode ser um problema, e somente depois passa às soluções.

Neste caminho é que ele passa a conhecer o estabelecimento, marca ou profissional e, aos poucos, desenvolve a ideia de que pode ter uma relação comercial com ele. Por isso, não deixe de considerar essas etapas e a jornada do paciente no seu e-mail marketing.

4 – Aplique a automação de marketing

Hoje existem diferentes mecanismos que podem ajudar a melhorar as suas estratégias de marketing. Uma delas se refere à automação dos e-mails que têm este objetivo. Desse modo, você torna a divulgação de conteúdos mais barata e perde menos tempo com ela.

Contudo, ao automatizar a sua distribuição de e-mails, lembre-se de não exagerar na frequência do disparo, pois isso pode gerar efeito contrário e levar o destinatário a cancelar a inscrição na newsletter, por exemplo.

Além disso, não deixe de aplicar a análise de dados, bem como o correto direcionamento dos conteúdos de acordo com o perfil de cada destinatário.

5 – Tenha autorização dos pacientes para o recebimento dos seus conteúdos

Por fim, a última dica para que você utilize a newsletter para pacientes é garantir a autorização prévia de uso da estratégia de divulgação de informações e promoções.

Isto é, somente envie o e-mail de marketing para quem demonstrou interesse nisso. Por exemplo, para quem fez uma inscrição em um formulário ou em uma landing page.

Ou, então, para quem é seu paciente e não demonstrou, em um formulário, que não deseja receber informações e contatos por e-mail (mantenha um campo referente a isso nas fichas de registro de pacientes).

Desse modo, use os e-mails de marketing e a newsletter para pacientes da melhor maneira possível! Garanta acesso a elas e faça do seu conteúdo um parceiro na atração de novos pacientes e na fidelização daqueles que já são.

Continue a leitura: Veja como criar uma imagem pessoal profissional e coerente com sua área de atuação

[better-ads type='banner' banner='46134' ]

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Consulte mais informação