Síndrome inflamatória pediátrica com 57 casos em MG é rara e está relacionada com o novo Coronavírus

57 crianças foram notificadas suspeitas de ter essa doença associada com a COVID-19

162
Síndrome inflamatória pediátrica tem novos casos registrados em MG
Síndrome inflamatória pediátrica com 57 casos em MG é rara e está relacionada com o novo Coronavírus (Imagem: Reprodução/Freepik)

Foram 12 casos novos que surgiram ao longo de uma semana e que estão sendo investigados. De acordo com a SES (Secretaria de Estado da Saúde) existem 24 confirmações da síndrome inflamatória pediátrica rara relacionada com o vírus responsável pela pandemia.

Ao todo, são 57 casos suspeitos dessa síndrome que é possivelmente provocada pelo novo Coronavírus em Minas Gerais. Mas, destas, 26 crianças receberam alta dos hospitais, não tendo nenhum registro de morte.

Leia mais: Incêndios florestais na Região Metropolitana de BH: quatro ocorrências por horas são registradas pelos bombeiros

Síndrome inflamatória pediátrica consta nos boletins epidemiológicos

A síndrome se chama Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica Temporariamente Associada à Covid-19 (SIM-P). Seus números de incidência estão constando nos boletins epidemiológicos divulgados pelo Governo de Minas desde o dia 01/09.

Síndrome pediátrica
A doença está diretamente relacionada com a COVID-19 já que todos testaram positivos (Imagem: Reprodução/Freepik)

Desde o mês de julho, as notificações pela SIM-P passaram a se tornar obrigatórias. O assunto tornou-se público pela primeira vez em 06/08, quando o acompanhamento de duas crianças passou a ser feito. Contudo, especialistas apontaram a chance de mais subdiagnósticos, uma vez que tal síndrome se assemelha a outra, Kawazaki.

Os principais sintomas são: febre, algumas manchas vermelhas espalhadas pela pele, edema das mãos e pés, bem como conjuntivite.  A SES alerta não são todos os casos que possuem os mesmos sintomas, sendo que alguns não apresentam febre.

Confira também: Transplante de rim: vítima do caso Backer receberá o órgão da sua esposa

No entanto, todas as crianças que foram diagnosticadas acabaram testando positivo para o novo Coronavírus. Esses sintomas tendem a evoluir de maneira grave rapidamente e levar à insuficiência respiratória, cardíaca aguda, assim como doença aguda renal.

Distribuição de casos

No Estado, a síndrome inflamatória pediátrica teve a confirmação feita em crianças com 0 até 14 anos. Contudo, cerca de 54% das vítimas possuíam em torno de 4 anos. O percentual de meninos atingidos é de 67% e 87% não possuíam nenhuma comorbidade anterior.

Os municípios que enviaram as notificações de vítimas diagnosticadas são:

  • Belo Horizonte com 9 crianças;
  • Contagem com 3 crianças;
  • Betim com 1 criança;
  • Caldas com 1 criança;
  • Montes Claros com 1 criança;
  • Oliveira com 1 criança;
  • Pedro Leopoldo com 1 criança;
  • Santa Luzia com 1 criança;
  • Sete Lagoas com 1 criança;
  • Ubá com 1 criança;
  • São Gotardo com 1 criança;
  • Sarzedo com 1 criança;
  • Uberlândia com 1 criança.

A SES pede para que todos os pais e responsáveis fiquem atentos aos sintomas da síndrome inflamatória pediátrica rara relacionada ao novo Coronavírus, busquem atendimento médico-hospitalar o mais breve possível, para que as crianças recebam assistência e assim, haja menos riscos de complicações, tanto na saúde de todos e no que tange a disseminação da doença também..

Gostou desta matéria? Acompanhe nossas redes sociais: Facebook, Instagram, TwitterPinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here