Menopausa pode enfraquecer o sistema imunológico, saiba como prevenir

O especialista orienta a buscar qualidade de vida para fortalecer o corpo

0
sistema imunologico
As mulheres têm passado mais de um terço de sua vida no período de transição e merecem qualidade de vida (Foto: Ken Ozuna)

Mulheres na menopausa podem ter o sistema imunológico fragilizado, de acordo com o estudo de “Pós-menopausa e sistema imunológico”, do Hospital Universitário da Basileia. Saiba como se prevenir e garantir sua qualidade de vida.

Por causa do aumento na expectativa de vida da população mundial, as mulheres passam mais de um terço de sua vida no período de transição menopausa e pós-menopausa.

A estimativa é pular de 70,4 anos, média em 2000, para 81,3 anos em 2050. Assim, a maior parte da vida de muitas mulheres será na fase de hipoestrogenismo, quando os níveis de estrogênio no organismo estão abaixo do normal.

Sistema imunológico e hormônios

O estrogênio é um hormônio feminino responsável pelo desenvolvimento dos caracteres sexuais da mulher. E está envolvido em diversas funções do organismo, bem como a regulação do metabolismo, ossos e do colesterol.

O médico ginecologista e professor do Hospital Universitário da Basileia, Suíça, Johannes Bitzer, informa que na menopausa pode-se sofrer variações de humor e na qualidade do sono. Com a queda do estrogênio e dos hormônios sexuais, o sistema imunológico se enfraquece na menopausa, deixando a mulher mais propensa a resfriados e reações alérgicas.

sistema imunológico
O sistema imunológico se enfraquece deixando a mulher mais propensas a resfriados e reações alérgicas (Foto: Cottombro)

As mulheres também tendem a ficar menos ativas fisicamente, já que defesas imunológicas do organismo ficam reduzidas por causa da fragilidade da pele e da diminuição na eliminação de anticorpos pelas mucosas. E ainda há o risco de desenvolver diabetes, infecções, doenças autoimunes e cardiovasculares.

O sistema imunológico e endócrino

O sistema imunológico é responsável pelo defesa do organismo contra infecções, apresentando mecanismos para sua própria proteção. Essas funções são exercidas pelos órgãos linfoides primários, que desenvolvem células especializadas em promover respostas imunes na presença de antígenos não próprios.

O sistema imunológico também é responsável pela memória de primeiro contato e facilita a sua ação numa segunda exposição ao mesmo agente.

O sistema imune então, compreende a imunidade inata e adaptativa humoral. A imunidade inata é representada por barreiras físicas, enzimas, complementos e citocinas, como componente celular. A resposta adaptativa humoral são os anticorpos provenientes dos linfócitos.

Sabe-se ainda que células do sistema imunológico podem se ligar a esteroides e diversos hormônios, por exemplo, o do crescimento, o estradiol e a testosterona, por meio de receptores específicos.

Igualmente, os esteroides sexuais também modulam as respostas imunes e os estrogênios parecem estimular esse sistema, tendo efeitos tanto estimuladores (em doses baixas) como supressores (em altas doses) sobre a função imunológica.

Buscando qualidade de vida

Para fortalecer o sistema imunológico e desta forma conquistar qualidade de vida, as dicas do Dr. Bitzer são:

1 – Valorize seu tempo de sono e as oportunidades de repouso; descansar a mente e o corpo auxiliam o sistema imunológico.

2 – Pratique exercícios regulares ajudam na produção hormonal; seja pedalar, seja correr ou fazer caminhada, ioga ou natação.

3 – Procure um profissional da nutrição; uma alimentação balanceada, assim como alimentos não processados e frutas frescas são indispensáveis!

sistema imunológico
Fazer exercícios regularmente é uma das dicas para manter a saúde na menopausa (Foto: Vanessa Garcia)

4 – Reposição hormonal da menopausa, prescrita por um médico, pode fortalecer as defesas do corpo.

A correta concentração dos hormônios femininos é determinante para a manutenção e o bom funcionamento de vários sistemas, inclusive o sistema imunológico. Com o envelhecimento e a consequente menopausa, ocorrem inúmeras alterações nesses sistemas.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here