Melancolia capturada em imagens: fotógrafa de Belo Horizonte tira fotos impressionantes dos avós na quarentena

Moradores da zona rural de Minas têm o registro do seu dia a dia feito pela neta

0
153
D. Terezinha sente falta de cozinhar para a família
D. Terezinha sente falta de cozinhar para a família (Imagem: Reprodução/Ísis Medeiros)

Ísis Medeiros, documentarista e fotógrafa do projeto “Histórias do Meu Quintal” traz melancolia capturada em imagens com fotos de seus queridos avós. Terezinha, uma senhora com 92 anos, e seu esposo Osvaldo, com 93 anos tiveram sua rotina registrada pela neta em Canaã, zona rural de Minas. O projeto terá sua publicação feita por conta do Instituto Moreira Salles no mês que vem.

Poética e literalmente, o casal de idosos vive em uma cidadezinha onde é costumeiro o tempo passar devagar. Mas, com a pandemia do novo Coronavírus muita coisa mudou de repente na deles. Antes, a fazenda de D. Terezinha e Sr. Osvaldo ficava sempre cheia de visitas, mas hoje é apenas cheia de silêncio.

Leia mais: Programação cultural: confira as melhores dicas de passeios para o fim de semana

Melancolia capturada em imagens pelo projeto de uma fotógrafa belo-horizontina

Toda essa mudança foi registrada pela neta deles, que deu o nome “Histórias do Meu Quintal” ao material. O projeto mostra todo o cotidiano, bem como as mudanças que a Covid-19. A publicação, que será em outubro, ficará por conta do Instituto Moreira Salles.

A fotógrafa disse que o fato dos seus avós terem sido obrigados a permanecer em isolamento social por conta da pandemia afetou muito suas vidas. Eles costumavam receber muito carinho das pessoas e, de repente, não tinham mais nada disso. Assim, a falta do afeto e das visitas deixaram os idosos bastante tristes.

Sr. Osvaldo brinca com os animais da fazenda
Sr. Osvaldo brinca com os animais da fazenda (Imagem: Reprodução/Ísis Medeiros)

Ísis já tinha essa ideia fazer o registro da vida na linda fazenda dos avós. A pandemia apenas “apressou” as coisas. Dessa forma, ela decidiu permanecer isolada com seus avós, aproveitando para capturar preciosos momentos e estreitar laços.

Confira também: Reabertura da feira livre em Belo Horizonte: Prefeitura divulga os protocolos sanitários para visitantes e expositores

Antes, D. Terezinha recebia muitas visitas dos familiares, amigos e dos vizinhos, mas agora tudo ficou restrito pela janela, de longe. Acabaram-se as mesas fartas, os alimentos preparados diretamente do quintal, tudo.

Já o Sr. Osvaldo fica horas a fio, sentado a contar histórias saudosas dos filhos, netos, bem como de toda a família. Os idosos são casados há 70 anos, com 8 filhas como fruto desse casamento. Acostumados com a família grande, a saudade e a solidão podem ser vistas nas fotografias de Ísis.

Uma fotógrafa de BH conseguiu trazer a melancolia capturada em imagens
Uma fotógrafa de BH conseguiu trazer a melancolia capturada em imagens (Imagem: Reprodução/Ísis Medeiros)

A melancolia capturada em imagens da fotógrafa belo-horizontina pode ser vista, em partes, nas redes sociais dela. O projeto inteiro apenas quando este for lançado.

Gostou desta matéria? Acompanhe nossas redes sociais: Facebook, Instagram, TwitterPinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here