Solidão pode ser fator de risco para diabetes: confira dados de pesquisa

A solidão traz riscos para a saúde mental e física.

0
150
solidão
Pesquisa aponta solidão como fator de risco para diabetes Foto - Pixabay

A solidão tem afetado cada vez mais pessoas. E no contexto da pandemia esse número aumentou drasticamente. Aliás, além de trazer diversos distúrbios para saúde mental, um estudo da King’s College Lond apontou que a solidão é fator de risco para o desenvolvimento da diabetes. Saiba mais no SaúdeLab.

Leia mais: Conheça 10 alimentos que ajudam a dormir melhor

O que mostrou a pesquisa?

solidão
Pesquisa aponta solidão como fator de risco para diabetes Foto – Pixabay

Um estudo intitulado Solidão e incidência de diabetes tipo 2: descobertas do English Longitudinal Study of Agingque foi publicado pela revista científica Diabetologia apontou que  adultos solitários podem ter maior probabilidade de desenvolver diabetes tipo 2.

A pesquisa foi desenvolvida pela King’s College London com mais de 4 mil britânicos com mais de 50 anos.  Durante um período de acompanhamento de 12 anos, 264 pessoas no estudo (cerca de 6% da amostra) desenvolveram diabetes tipo 2.

Ruth Hackett, responsável pela condução da pesquisa disse o seguinte:

 “O estudo também demonstra uma distinção clara entre solidão e isolamento social, pois o isolamento ou viver sozinho não prediz diabetes tipo 2, enquanto a solidão, que é definida pela qualidade dos relacionamentos de uma pessoa, sim”.

O estudo foi baseado em uma escala da Universidade da Califórnia, em Los Angeles. Nela, os participantes tiveram que classificar algumas perguntas como: “Com que frequência você sente que não tem companhia?”; “Com que frequência você se sente parte de um grupo de amigos?

Portanto, sobre a conclusão do estudo este foi independentemente de fatores como como idade, sexo, etnia, riqueza, tabagismo, atividade física, entre outros.

Por isso, pesquisadores afirmam a importância da vida social para a saúde mental.

Confira também: Como fazer para clarear os dentes? Confira 2 dicas simples de como fazer em casa

Riscos da solidão para a saúde

Embora seja difícil medir o isolamento social e a solidão com precisão, há fortes evidências de que muitos adultos com 50 anos de idade ou mais estão socialmente isolados ou solitários de maneiras que colocam sua saúde em risco.

Desta forma, estudos recentes encontraram o seguinte:

  • O isolamento social aumenta significativamente o risco de uma pessoa morrer prematuramente por todas as causas, um risco que pode rivalizar com o do tabagismo, obesidade e sedentarismo.
  • O isolamento social foi associado a um aumento de quase 50% no risco de demência.
  • Relações sociais precárias (caracterizadas por isolamento social ou solidão) foram associadas a um aumento de 29% no risco de doenças cardíacas e em 32% no risco de acidente vascular cerebral.
  • Foi associada a taxas mais altas de depressão, ansiedade e suicídio.
  • A solidão em pacientes com insuficiência cardíaca foi associada a um risco aumentado de morte de quase 4 vezes, um risco aumentado de 68% de hospitalização e um risco aumentado de 57% de visitas ao pronto-socorro.

Por isso, a importância dos relacionamentos sociais para ajudá-las a ter uma vida mais longa e saudável.

Ademais, os sistemas de saúde são parceiros importantes para identificar a solidão.

Gostou desta matéria? Acompanhe nossas redes sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here